quinta-feira, 6 de março de 2014

Toc! Toc! Toc!

POR LETÍCIA MAMED

Enchente, isolamento, carnaval, primeira-dama, críticos e defensores, incluindo muitos vassalos (aquele típico cargo comissionado alienado que todos conhecemos) ... Mas o que me surpreende mesmo são as imagens dos aviões transportando alimentos para o Acre em pleno século XXI.

Volto a perguntar: onde está mesmo a "nova classe média rural" do Acre e aquela "política agrícola forte", baseada na "diversificação da produção", que possibilita a retirada de uma "renda média de mais de quatro salários mínimos por mês"?

A intelligentsia governista, que adora usurpar para si o poder sobre a "verdade" das coisas, poderia explicar.

Publicidade, propaganda e censura são meios eficazes de sustentação de muitos governos, mas não para todo o sempre. Um dia, a realidade bate à porta.

Letícia Mamed é professora do Centro de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal do Acre

3 comentários:

joaomaci disse...

É isso aí. Este episódio do isolamento do Acre revela nas mãos de quem está o Estado - entenda não somente o executivo estadual, mas todo o resto sustentado com o dinheiro do povo.
Os governantes estão habituados a usufruir da parte boa de ser autoridade. É fácil receber grandes salários; é fácil dar ordens e decidir onde empregar o dinheiro público; é fácil fazer negociatas com os setores hegemônicos da economia local; é fácil comprar a imprensa e pautar as redações dos jornais; é fácil... pra estas coisas o esforço é mínimo.
Agora, pra outras coisas, como, desenvolver a soberania alimentar do Estado; estar atento aos impactos das decisões de cunho colonialista de outros Estados da federação sobre a vida da população; agir com eficiência e eficácia para contornar situações emergenciais que afeta a toda a população... esta exige um esforço que os que aí estão, já demonstraram não estarem dispostos a fazer.
E como é que faz isso?!? Bem, eles teriam a obrigação de saber, afinal fazem a maior briga para serem "governantes".

Gabi Ramos disse...

A economia dos Petistas de um Estado com um desenvolvimento sustentável foi pelas águas do Rio Madeira. A mentira não pode ser sustentada por toda a uma vida. Um dia a casa cai, ou já caiu.

Adalgisa Bandeira disse...

Estão criando gado!!!! Sonho de consumo de todos eles!!!!