terça-feira, 22 de outubro de 2013

Chegou a hora de acertar os ponteiros

POR ROBERTO FERES

No dia 23 de junho de 2008 o Sol nasceu às 5h46 em Rio Branco. Naquele ano, quase todos que trabalhavam nas repartições públicas começavam o batente às 7h da matina.

Era a fase do ano quando o dia começa mais tarde e também quando escurece mais cedo. Já por todo o mês de novembro o dia era claro a partir das 5 horas.

No próximo dia 10 de novembro, quando o Acre resgatará o horário antigo, acontecerá algo inverso: o Sol nascerá às 4h59, tendo, na véspera, nascido às 6h, com todo mundo entrando às 8h no trabalho, caso o expediente não retorne também aos horários que vigoravam em 2008.

Um dos principais motivos da rejeição do acreano à mudança do fuso horário foi a relutância dos empregadores, em especial os do setor público, em adequar o expediente aos costumes local.

O que mais se ouvia na época era o argumento de que as crianças tinham que sair de suas casas ainda de noite para irem a escola. Porém, muito aos poucos, e lá se foram mais de cinco anos de ajustes, os horários se acertaram, na medida do possível, ao hábito local de se por os pés fora da cama com o calor e a claridade do Sol.

Agora é importante aprender com os erros do passado e preparar o ajuste do expediente à nova hora. A principal regra desse ajuste será a volta das atividades aos horários que vigiam antes da mudança.

Escolas, comércio, serviços públicos e privados precisam urgentemente redefinir seus horários e comunicar com boa antecedência seus parceiros e usuários para um rearranjo sem traumas na nova mudança.

Sem esses ajustes, um funcionário público que entra no trabalho às 8h e sai às 18h, sofrerá com o excessivo calor matinal de um Sol que brilha há três horas e retornará para casa à noite, num dia que escureceu às 17h31.

Não fazer esses ajustes pode ser uma tática para fomentar rejeição ao retorno do horário antigo. Oxalá, dessa vez, façam as mudanças pelo bem-estar do povo e não para punir os discordantes.

Roberto Feres é engenheiro civil e perito da Polícia Federal

2 comentários:

Altemar disse...

Pois é Roberto,

Será que alguém tem em dados o valor do ganho, ou perda, com a brilhante ... idéia?

Lindomar Padilha disse...

Pelo andam falando nos últimos dias o o senador biônico, o Jorge Viana e os puxa, chego a colocar em dúvida se Dilma Sanciona mesmo ou não a lei que devolve o horário do Acre. Os cara estão de declarando conformados demais e dizendo que fizeram de tudo para que a lei fosse aprovada etc, etc... Isso está me cheirando a armação para que Dilma vete e eles fiquem de boa com a população, mesmo depois de tanta arrogância.

É esperar.

Bom trabalho
Lindomar Padilha