segunda-feira, 17 de junho de 2013

DIA DO BASTA, sábado (22), às 16h30, em frente ao Palácio Rio Branco


Aviso de um amigo do PT, ocupante de cargo comissionado no governo do Acre, que estava disposto a usar máscara para participar do Dia do Basta, no sábado, em frente ao Palácio Rio Branco:

- Acabaram de me aconselhar para eu não ir, que vai sobrar para mim. Que saco, Altino. Fico triste. Eu e outros estamos sofrendo uma pressão doida. Alegam que não podemos contribuir com um evento contra o governo. Estou com vontade de ir embora do Acre.

Vou continuar aqui. Quanto maior o pau, maior a queda.

4 comentários:

Carlos Floresta disse...

Você pode escolher entre ficar na torcida na frente da TV ou começar a jogar o jogo da democracia e escolher que futuro quer ter.

Oswaldo Sevá disse...

Altino meu prezado

Fico aqui de longe e de perto vendo voces resistirem ao néo-coronelismo dos irmãos Macedo, e admiro. Me dá licença pra profetizar? O Basta vai ganhar adesão de muita gente, os coronéis já estão monitorando tudo pelas redes. Nos proximos dias, governar vai virar sinonimo de assediar moralmente. Podem mudar o horário, mas não a opinião de quem ainda é firme. A chance é grande de colocarem a repressão na rua. Será ruim pra quem apanhar ou se machucar, será bom pra todos saberem enfim de quem se trata. Buena suerte, estarei na torcida ! Oswaldo, de Campinas, SP

Oswaldo Sevá disse...

Altino meu prezado

Permita me fazer profecias sobre o Basta: vocês terão muitas adesões daqui até sábado, os coronéis vão apertar o assédio moral e o policiamento internético. Na frente do palácio estará a tropa reforçada e tudo vai depender da cabeça fria de voces, porque a deles estará fervendo. Fico na torcida, que vs não se machuquem e eles saiam bem mais moralmente feridos do que já estão. Acorda Acre , que a hora deles já passou! Atrasem os relógios e adiantem a luta!

Neto Escócio disse...

Se quer protestar contra o governo, proteste de forma racional fazendo criticas construtivas, ou peça demissão do cargo comissionado e proteste do jeito que quiser.