sexta-feira, 21 de junho de 2013

Dia do Basta: mentira, violência e roubo são monopólio dos "capitães da mata"



O desespero e absoluto medo do povo tomou conta dos “capitães da mata” que hora gerenciam o barracão, ops, o governo do Acre.

Agem como “capitães da mata” porque, a exemplo dos “capitães do mato”, no tempo da escravidão, são subservientes aos seus superiores que vivem em terras brasilis ou fora delas e absolutamente truculentos com os do andar “de baixo”, os trabalhadores do campo e da cidade, bem como dos povos indígenas.

Para tentar esconder a violência intrínseca à sua condição de “capitães da mata”, procuram amedrontar agora a população, usando outra arma costumeira: a mentira e a calúnia, como a matéria publicada no site O Janelão, nesta sexta feira (21), intitulada “Xenofobia, homofobia e violência darão o tom da manifestação do Dia do Basta em Rio Branco”, invencionice de Tião Vitor, outro robô alucinado da bandalha que tomou conta do Acre.

Consideramos que tanto o autor, soldado raso a serviço dos “capitães da mata”, quanto as falsidades escritas -inventando inclusive a participação do professor Elder em reunião que o mesmo não se fez presente, usando fotografia  tomada em outro contexto- não são dignos de resposta e sim de ação judicial. Mesmo assim, agradecemos muitíssimo a todos que se manifestaram imediatamente nas redes sociais denunciando  a farsa.

A nossa resposta é, portanto, para os mandantes do soldado raso, aliás, ponha “raso” nisso, os “capitães da mata”.

Sabemos que estão salivando de raiva e que farão de tudo para tentar desqualificar o “Dia do  Basta”, seja com panfletos como o que mencionamos ou via sabotagens, valendo-se de técnicas fascistas.

Adolf Hitler dizia que a mentira tem que ser o mais absurda possível para que as pessoas não achem que alguém seria capaz de inventar algo assim.

Todavia, lembrando o grito dos valentes combatentes republicanos da guerra civil espanhola, os senhores, “capitães da mata”:

"Não passarão! Sem medo, com a dignidade nos corações e mentes, o clamor pela justiça, o povo marchará pacificamente na retomara do seu território: as ruas da verdadeira cidade do povo que se levantará neste histórico dia 22 de junho".

Todos sem recuar, sem cair, sem temer, neste sábado (22), a partir das 16h30, em frente ao Palácio Rio Branco.

(Elder Andrade de Paula, Altino Machado e Armando Pompermaier)

Comentário de Letícia Mamed:

"As pessoas precisam ter a liberdade de se expressar", diz o senhor governador do Acre, o mesmo reconhecido por seu absoluto controle do que é falado, escrito e divulgado na imprensa local.

É, até os coronéis de barranco, especialmente quando em crise, aventuram um delírio lírico.

Mas, enquanto ele tenta divertir a platéia com seu delírio, a sua Polícia do Pensamento, encarregada de manter a ordem, e o seu Ministério da Verdade, incubido de censurar as más notícias e de criar mentiras a serviço do governo, seguem trabalhando com afinco.

Meu irrestrito apoio a Altino Machado, Armando Pompermaier e Elder Andrade.

Avante!"

2 comentários:

Eduardo Carneiro & Egina Carli disse...

Altino,

O JANELÃO inaugurou o jornalismo do terceiro milênio: o jornalismo profético.

O fato ainda não aconteceu, mas já estão narrando.

Parafraseando o velho ditado: "Onde fala o OURO o profissionalismo desaparece".


E o Sindicato dos Jornalista ainda existe Altino?

Gabriel disse...

Altino, gostaria que vc verificasse se o Wolvenar Camargo recebeu alta do hospital juntamente com a saída dos outros presos da G7. Porque, se isso ocorreu, é uma vergonha, é uma fraude, é um achincalhe escancarado e um crime praticado contra as finanças do estado e contra o povo. Tem que ser aberto um processo contra o médico que manteve ele internado com causa fictícia. O motivo da internação era por doença, ou para não ir para a prisão? Se ele recebeu alta logo após a liminar, tem quer ser aberto um processo de indenização contra ele, para restituir os gastos públicos de sua internação placeba, e contra o médico que foi conivente com essa internação placeba. Ministério Público, que gosta de aparecer, fazer representação dizendo ser em favor do povo, mas sem ser chamado para isso, como no caso da telexfree, agora eu exijo que esse mesmo guardião entre com ação para investigar este caso. Altino, favor enviar esse meu post para o MP. E se o MPE não investigar, que a Dra Luana solicite essa investigação, fazer uma junta médica para analisar toda a situação.
Veja o caso da telexfree, pelo que se ver, não há uma pessoa sequer que foi enganada, que tenha demandado ao MPE uma ação de reparação coletiva. Mas como é para aparecer, ele entra com uma ação, representando quem? que ninguém pediu!!! Para prejudicar as pessoas que estavam recebendo direitinho seus ganhos? Isso é o que ocorreu!! Se o negócio é de risco, e aí? Todos sabem disso, fazemos do nosso dinheiro o que queremos. MPE, vcs tem que se preocupar é com o dinheiro público, que é desviado todos os dias pelo ralo da corrupção e vcs ficam aí, na praça, dando milho aos pombos. Nem a PF confiou devido o atrelamento de alguns com o poder!! Cadê que investiga uma pouca vergonha como essa de uma pessoa ficar internada 37 dias aparentemente sem doença!!!!!