sexta-feira, 10 de maio de 2013

PF revela detalhes da Operação G-7


O superintende da Polícia Federal no Acre, Marcelo Rezende, e o delegado Maurício Moscardi Grillo revelam detalhes da Operação G-7 que prendeu secretários do governo do Acre, empreiteiros e servidores públicos por fraude em licitações.

Leia mais:

PF prende secretários e sobrinho do governador Tião Viana

A PF batizou a operação de G-7 porque era assim que os integrantes da quadrilha se declaravam ao telefone em conversar interceptadas com ordem judicial. Foi a desembargadora Denise Bonfim, do Tribunal de Justiça do Acre, que decretou os mandados de prisão, busca e apreensão.

O Secretário de Direitos Humanos do Acre, Nilson Mourão, esteve na sede da Superintendência da Polícia Federal para averiguar se o pessoal do governo que foi preso durante a Operação G-7 nesta sexta está sendo bem tratado. Além de Mourão, quatro procuradores do Estado.

Clique na setinha e ouça a íntegra do áudio da entrevista coletiva.

5 comentários:

joaomaci disse...

Sobre a presença do secretário de Direitos Humanos: como ele faria para acompanhar as dezenas que são presos diariamente por pequenos delitos, ou pela violência nossa de cada dia, em parte ocasionadas pelo desvio de recursos públicos?

Joana D'Arc disse...

E Olha que ainda estão Apurando...
Ainda Faltam as Denúncias que Eu Federalizei... PMAC AGUARDEM !!!
O Comandante Em Chefe do Acre...
Encontra-Se na Posição : " ... Cavalo Para Bispo do Rei ... "

Joana D'Arc disse...

NUNCA JAMAIS PODE HAVER A QUEBRA do PACTO FEDERATIVO!!!A POLÍCIA JUDICIÁRIA É FEDERAL e QUERELA INSTITUCIONALMENTE...POLÍCIA APOIADA!!!

Centro Espírita Auta de Souza disse...

A casa começou a cair. Parabéns à PF.

Mari@d@acre disse...

A atividade petista agora em Jornal Nacional tem o mesmo roteiro da na novela escrita pelo JV: O acre não tinha boa imagem antes de 98!