segunda-feira, 13 de maio de 2013

No Pronto Socorro, secretário preso ingere chocolate para aumentar glicose

O secretário de Obras do Acre, Wolvenar Camargo Filho, preso na sexta-feira pela Polícia Federal durante a Operação G-7, foi internado no dia seguinte no Pronto Socorro de Rio Branco porque é portador de diabetes. 

O arquiteto foi transferido do presídio Papudinha para as dependências do Pronto Socorro para receber assistência médica em regime hospitalar.

Segundo funcionários, os médicos que o acompanham receberam ordem do alto escalão do governo para mantê-lo internado e não dar alta em nenhuma hipótese até que a Justiça conceda habeas corpus.

Acontece, segundo os funcionários,  que o paciente vem ingerindo alta quantidade de chocolate para que os níveis de açúcar no sangue não respondam à medicação, o que permite que continue internado.

O caso já gerou desentendimentos entre médicos e a direção do Pronto Socorro.

Veja a última de três mensagens enviadas ao blog:

- O secretário Wolvenar está recebendo Chokito pela janela do PS para continuar com a glicose alta e não sair do Pronto Socorro. Peço que não divulgue meu nome, pois temo pelo meu trabalho.

5 comentários:

Aldo Nascimento disse...

Isto tem nome: corrupção.

Péricles disse...

O cumulo da arrogancia e o Governo continuar afirmando que as obras vao continuar normalmente e sendo feitas pelos caras do G7. A primeira coisa que a Justica Federal vai fazer e embarga-las. Quem viver vera.

Luís Eduardo Valle disse...

Qualquer mensagem que mandarem pra você, vai postar por aqui?
Exija ao menos que um filho da puta desses assine a autoria da notícia. Ridículo. Passou do ponto.

Eduardo disse...

Tira essa máscara primeiro, ô "da quadrilha do G7"...

Andarilho disse...

Uma pessoa arrogante esse 'secretário da glicose', nepotista, fraudador. Se acham que a polícia federal está errada, é só entrarem com uma representação contra ela. Vão as ruas e façam manifestações. Ridiculos! Usurparam o erário, sem pena e nem dó!