sexta-feira, 12 de abril de 2013

CONTRIBUIÇÃO AO "ANO DA SEGURANÇA"

Breve conversa com agente penitenciário, a quem pergunto como detentas conseguem, por exemplo, atualizar os perfis delas no Facebook:

- Todos os agentes estão cansados de pegar smartphones dos bons nas celas dos presídios.

- Então algum de vocês facilita a entrada dos celulares?

- Não. É simples: no presídio não tem raio-x, não tem detector de metal de mão que funcione, presos entram e saem do presídio e os caminhões com carga de comida que entram para a cozinha não são revistados. Com essa facilidade toda, qual a presidiária otária que vai subornar agente? Além disso tudo, existem as megavaginas. E tem mais: o presidio feminino conta com um corpo de agentes que só não é mais caxias porque a direção não valoriza o trabalho, e ainda poda procedimento.

- Como assim?

- Lembra que semana passada a mulher do governador, e a galera dela, entraram com celulares? Não foi porque a gente quis, pode ter certeza.

- Mas a primeira-dama jamais iria ceder o celular dela para bandidos. Ela e a comitiva se recusaram a entrar sem os celulares?

- Mas é crime federal. A comitiva sequer foi revistada. Entrou em carro fechado, com a anuência do diretor do Iapen.

2 comentários:

Edson Amorim disse...

Então continuamos no País das Maravilhas?
Ou essa reportagem é mera coincidência:

http://www.agencia.ac.gov.br/index.php?option=com_content&task=view&id=9968&Itemid=26

Julio Cesar disse...

Mega vaginas. Entrou algum galaxi III.?