segunda-feira, 22 de abril de 2013

CONCURSO NA UFAC

Entre tantas outras, duas meras coincidências no concurso para professores da Universidade Federal do Acre. Um dos membros da banca avaliadora para a área de "História da Filosofia Antiga/História da Filosofia Medieval"  é o frei, professor e doutor Carlos Paula de Moraes. O candidato à única vaga, com a inscrição 1898, é o padre José Domingos Silva Ferreira. Ambos residem numa mesma casa da igreja católica. Também chama atenção que o antropólogo Jacó Cesar Piccoli participe de duas bancas de avaliação, para as quais ele não tem qualificação: psicologia e comunicação social. Como Piccoli pode integrar bancas de avaliação de áreas que não são a dele?

Veja nota de esclarecimento assinada pela professora Socorro Neri, pró-reitora de graduação da Universidade Federal do Acre, que não menciona o caso Jacó Piccoli.

"Prezado Altino,

Em atenção à denúncia envolvendo a participação do Prof. Dr. Carlos Paula de Moraes na Banca Examinadora de História da Filosofia Antiga/História da Filosofia Medieval, venho prestar os seguintes esclarecimentos:

1 – O professor Carlos Paula de Moraes ficou hospedado por 46 dias na “Casa do Clero”, residindo, nesse período, com vários sacerdotes da Diocese de Rio Branco, dentre eles, o padre José Domingos Silva Ferreira, um dos candidatos à vaga da área de concurso acima mencionada.

Sobre esse fato, é preciso reconhecer que ele, por si só, não configura relação de amizade íntima, que coloque a participação do Professor Carlos na referida banca sob suspeição.

2 – Para a Prova Escrita – 1ª fase do certame – o tema foi sorteado pela Comissão Geral do Concurso na presença dos candidatos, sem qualquer ingerência dos membros da Banca Examinadora; os candidatos preencheram suas provas apenas com seus números de inscrição e identidade, vedando qualquer identificação nominal.

3 - As provas foram corrigidas por cada um dos membros da Banca Examinadora, com base numa chave de correção, elaborada somente após a aplicação das provas, e cada membro atribuiu notas diferentes aos candidatos.

Nesse aspecto, é importante observar que a nota atribuída pelo Professor Carlos Paula de Moraes ao candidato José Domingos Silva Ferreira foi a menor dentre as três atribuídas pelos membros da Banca, conforme podemos verificar na relação das notas da Prova Escrita publicada no sítio eletrônico da Ufac.

Diante do exposto, parece-me claro que o fato de ter residido sob o mesmo teto com um dos candidatos, não caracteriza elemento suficiente para impedir a participação do Prof. Carlos Paula de Moraes na Banca Examinadora, menos ainda para suspeição dos procedimentos que vem sendo rigorosamente adotados por esta.

Um forte abraço!

Socorro Neri"
 

Meu comentário:

O professor Carlos Paula de Moraes é membro da Comissão de Ética da Universidade Federal do Acre. Leia mais em "Coisas da velha Ufac"

4 comentários:

Marisa Fontana disse...

Altino, são estratégia com ordens do papa pra catequizar indios isolados como tu. Te cuida,hem! rs rs rs

Marisa Fontana disse...

Revisão gramatical: Altino, são estratégias, com ordens do papa, pra catequizar indios isolados como tu. Te cuida, hem! rs rs rs

Francisco Dias disse...

os candidatos preencheram suas provas apenas com seus números de inscrição e identidade.
Que falta de sagacidade!

Mari@d@acre disse...

E em outras universidades o forma de concurso é diferente? Por exemplo a USP manda buscar banca de concurso aonde pra realizar os seus concursos, já que pela tese posta toda a universidade está sob suspeição! A meu ver o estranho é antropologia com jornalismo.......