quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

POLÍTICOS E PLACAS DE INAUGURAÇÃO


Em maio de 1993, na gestão do então governador do Acre, Romildo Magalhães (quem lembra dele?), foram iniciadas as obras do aeroporto internacional Plácido de Castro, de Rio Branco, embora esteja situado no município do Bujari. Na verdade, o aeroporto resultou de um pleito do antecessor Flaviano Melo junto ao governo federal.

- Esta é a nossa obra do século. Será o marco acreano do 3°  milênio - foi o que o governador mandou gravar numa placa de alumínio que permanece em frente ao aeroporto.

O que se viu? Milhões do contribuinte gastos num aeroporto que é considerado um dos piores do país, com falhas e bizarrices arquitetônicas que não se vê nem nas rodoviárias das menores cidades.

Aquele ufanismo solene em "obra do século" e "marco acreano do terceiro milênio" foi potencializado
em relação a outras obras pelos quatro homens que posteriormente governaram o Acre.

Nos últimos 13 ou 14 anos, quando governadores executaram reformas de prédios públicos, virou regra remover as antigas placas de inauguração, sobretudo quando aparecia nome de adversário político.

Novas placas são instaladas e novos nomes de pretensos heróis pespegados surgem quando cortam a fita no decerramento.  Pode-se dizer que o Acre continua pior que a Sucupira de Dias Gomes.

Político acha que pode aprisionar a História em placa de inauguração. E isso tudo me faz lembrar do livro "Viagem na Irrealidiade Cotidiana", de Umberto Eco.

5 comentários:

Cartunista Braga disse...

Eu me lembro do Romildo, Altino. Pensava que a grande obra da sua administração tinha sido as maravilhosas passarelas.

Aldo Nascimento Tavares disse...

E, como reconhecimento, ele recebe sua pensão vitalícia como ex-governador.

gualter disse...

Por questão de justiça, é bom lembrar que o único EX governador que não recebe pensão vitalícia é o "Barão", o Orleir Cameli, né Aldo...

gualter disse...

Grande Governador, ou sofre de AMNÉSIA, ou é faccioso, falou mal dos ex prefeitos de Tarauacá, Feijo e Manuel Urbano, esqueceu os de Porto Acre, Brasiléia, Xapuri e Porto Valter, que ainda está preso, e nada disse da faxina que o atual prefeito da capital está fazendo, pois o outro -PT- deixou a casa toltalmente suja, e ai, hem...

gualter disse...

O jorge Viana, oBinho e etc...