domingo, 27 de janeiro de 2013

TRAGÉDIA EM SANTA MARIA

Mais de 200 mortos por causa do incêndio numa boate em Santa Maria (RS). Em Rio Branco (AC), temos boates em posto de gasolina (leia) e embaixo de torre de uma linha de alta tensão (veja). As autoridades calam e quando uso o blog para alertar muita gente se sente incomodada.

Uma amiga sugere no Facebook que a tragédia em Santa Maria "fique de lição" e indaga:

- Tá vendo só? O caminho do mundo é o mais "gostoso" agora?

Digo que existe gente que morre indo ou saindo da igreja, que morre até dentro dela quando a igreja desaba.

Outra protestante/evangélica sentencia:

- A diferença e que se voce morrer quando a igreja desabar voce vai pro ceu, e morrer na boate que pegou fogo vai pro inferno!

Não me atrevo a esse tipo de julgamento. A questão é de segurança e não religiosa, mas aquela que havia sugerido a "lição" acrescenta:

- Nem todos os que estão na Igreja vão pro céu flor, infelizmente. Todos temos uma chance. Se alguém que estava ali na boate invocou o nome de Jesus, se arrependeu, foi pro céu, mana. Não se pode fazer um julgamento geral assim. E o objetivo do meu comentário foi que não vale a pena você seguir o caminho do mundo, onde a probabilidade de acontecer essas coisas é BEM MAIOR! É óbvio que também envolve segurança, não sou ingênua pra negar isso.

Na boate ou na igreja? Tanto faz. Com tanto fanatismo no mundo acho que é melhor morrer asfixiado.

A evangélica para quem o "caminho do mundo" oferece mais "probabilidade de acontecer" tragédias como a de Santa Maria (RS), removeu o post com aquele comentário de uma amiga dela, segundo o qual vai pro inferno quem morre em incêndio dentro de boate.

Além de ter removido, a evangélica passou a pedir que todos orem pelas vítimas e seus familiares. Por causa da reação, escreveu que aprendeu uma lição neste domingo. E reproduziu uma máxima:

- A língua não tem osso, mas é forte o suficiente para cortar um coração. Por isso tenha cuidado com o que diz.

Aleluia.

6 comentários:

Aldo Nascimento Tavares disse...

Esse tipo de demência religiosa não pertence a Deus, mas ao Mal, ao satânico.

A fé sem equilíbrio e sem bom senso é deformação demoníaca.

No lugar desses inocentes queimados, pisoteados e empilhados, deveriam estar políticos corruptos.

Paulo Henrique disse...

"Nenhum homem é uma ilha, inteiramente isolado; todo homem é um pedaço de um continente, uma parte de um todo. Se um torrão de terra for levado pelas águas até o mar, a Europa fica diminuída, como se fosse um promontório, como se fosse o solar de seus amigos ou o seu próprio; a morte de qualquer homem me diminui, porque sou parte do gênero humano. E por isso não perguntai: por quem os sinos dobram; eles dobram por vós".
John Donne (1572 – 1631)

Índia disse...

Tenho a impressão que há religiosos de araque que se regojizam com tragédias do tipo, em que as pessoas morrem num local de "pecado" só para soltarem o veneno que transborda no coração.

Raça ignorante, desprezível que se acha no direito de julgar a vida das outras pessoas. Quem essa gente pretensiosa pensa que é?

Se o inferno de fato existir, lugar que não creio que exista, deve estar cheio de religiosos fervorosos, preconceituosos e donos da verdade.

Índia disse...

Corrigindo: "regozijam".

Jozafá Batista disse...

Vejo o Toinho fazendo livro artesanal, o Altino com o blog, várias pessoas envolvidas em causas legais. Mas, quando vejo esse tipo de anencéfalo dividindo o mundo entre salvos e condenados, não consigo deixar de pensar: vale a pena?
.
Cada vez mais sou instado a pensar que esses caras merecem o que têm: essa corrupção barroca, esse coronelismo paternalista, essa miséria intelectual generalizada.
.
Reclamam do Estado, mas a prática cotidiana refrata, a maior, todos os vícios de forma e conteúdo que apontam na política.
.
Imbecis!

Índia disse...

Que comentário perfeito! Merece um quadro.