segunda-feira, 17 de setembro de 2012

EXAGERO DE TOM ZÉ

"O Acre é um País do Primeiro Mundo"

Após visita ao Acre que não durou 24 horas, o compositor Tom Zé correu para comentar a descoberta no Facebook:

- Rapaz, eu estive em Rio Branco! É indescritível. O Brasil tem braços pra leste e pra oeste. Nunca vi brasileiros tão brasileiros. Aquilo é uma espécie de futuro. As administrações têm alimentado o público com um largo programa cultural de artistas do Brasil e de fora, em diversas áreas. Biblioteca pra todo lado, crianças lendo, estudando, brincando. O Acre é um País do Primeiro Mundo. Se eu pudesse, moraria lá.


Comentário do publicitário Janu Schwab:

- Tom Zé achou que o Acre era o fim do mundo e ao chegar viu que não era. Para o mal ou para o bem, hiperbólico ele sempre foi.

Pois é, como convidado especial do governo estadual, não carecia o baiano ter sido tão irreverente ou exagerado.

13 comentários:

Luis Eduardo disse...

Baixa o Tom.

joao disse...

Todos nós sabemos que Tom Zé nada sabe sobre nós.

Paulo Henrique disse...

Meu conterrâneo Tom Zé
Quando estiveres de Bobeira
Não venha por estas plagas
Vá embora prá Pasárgada
Onde fantasia é real
Onde é legal dar Bandeira!


VOU-ME EMBORA PRÁ PASÁRGADA
(Manuel Bandeira)

Vou-me embora pra Pasárgada
Lá sou amigo do rei
Lá tenho a mulher que eu quero
Na cama que escolherei
Vou-me embora pra Pasárgada
Vou-me embora pra Pasárgada
Aqui eu não sou feliz
Lá a existência é uma aventura
De tal modo inconsequente
Que Joana a Louca de Espanha
Rainha e falsa demente
Vem a ser contraparente
Da nora que nunca tive
E como farei ginástica
Andarei de bicicleta
Montarei em burro brabo
Subirei no pau-de-sebo
Tomarei banhos de mar!
E quando estiver cansado
Deito na beira do rio
Mando chamar a mãe-d’água
Pra me contar as histórias
Que no tempo de eu menino
Rosa vinha me contar
Vou-me embora pra Pasárgada
Em Pasárgada tem tudo
É outra civilização
Tem um processo seguro
De impedir a concepção
Tem telefone automático
Tem alcalóide à vontade
Tem prostitutas bonitas
Para a gente namorar
E quando eu estiver mais triste
Mas triste de não ter jeito
Quando de noite me der
Vontade de me matar
— Lá sou amigo do rei —
Terei a mulher que eu quero
Na cama que escolherei
Vou-me embora pra Pasárgada.

Janu Schwab disse...

No mínimo o Tão Zé achou que o Acre era o fim do mundo e ao chegar viu que não era nada disso. Para o mal ou para o bem, hiperbólico ele sempre foi. :)

PAOLO ALMEIDA disse...

Acho que o "Tom" semitonou!

Ser ou Não Ser... disse...

Menos Tom Zé, bem menos!

Beneditino disse...

Tá explicada a postagem. Segundo a Wikipédia, "Tom Zé inspirou sua atuação como artista na figura do "homem da mala". O homem da mala era um personagem muito recorrente no interior do Brasil, tratava-se de mercadores que viajavam pelas cidades vendendo produtos variados. Como estratégia para melhorar as vendas, esses homens promoviam verdadeiros shows em praça pública, onde demonstravam a utilidade de seus produtos. Tom Zé conta que ficava maravilhado ao ver como o "homem da mala" era capaz de transformar um local comum em um palco improvisado e colocava-se como artista diante de uma plateia popular amparado apenas por sua capacidade de improviso e de entreter os outros através de narrativas". A definição de "homem da mala" hoje é muito diferente daquela época, mas seu objetivo é o mesmo.

ELSOUZA disse...

Homem da mala coisa nenhuma! Tom Zé é simplesmente do cacete. O admirava como percussionista estudante de pagode e agora passo a admirá-lo como ator.

Francisco Dias disse...

Academia Brasileira de Chatos
A ABCHATOS (Academia Brasileira de Chatos) foi fundada para defender a cultura da “chatice” no Brasil e massagear a vaidade dos chatos verde-amarelos. “Os incomodados que se retirem” é o lema dessa instituição sem noção. Os membros da ABCHATOS são chamados de “chatadêmicos”. São reconhecidos por serem algumas das pessoas mais “malas” do país e até do mundo. Ocupam postos de importância na:
1. ciência e na cultura (se consideram sofisticados e até “cults”)
2. na mídia (veiculam bobagens prá vocês) #no esporte (jogam principalmente com a paciência alheia)
3. na política (e você ainda paga um monte de imposto prá manter o luxo deles)
4. e até na religião (uma coisa “inefável”, sem dúvida).
Essa chatice também atinge outros setores, mas citar todos aqui seria uma coisa muito chata.
A chatice como hábito cultural a ser preservado
Quem não teve um parente ou vizinho fofoqueiro? Quem não teve um colega de trabalho chato e “baba-ovo”que vivia pendurado no saco do chefe chato? Quem não teve um conhecido exibido e esnobe? E as peruas, patricinhas e periguetes? E o tanto de ladrão “dimenor” e “dimaior” solto por aí? E suportar fanáticos com futebol, política ou religião? Quem nunca “arrancou os cabelos” com um conserto demorado ou mal feito? E quem não se desesperou com um atendimento de telemarketing chato? E ter que escutar “Corno music” dos outros (pagode, sertanejo,etc.)? E aguentar a TPM da esposa? E um marido beberrão? E filhos enrolados? E os shows de fim de ano do Roberto Carlos? Torrar a paciência dos outros é o esporte mais praticado no Brasil. Daí vem a crescente importância da ABCHATOS, a cada dia mais pujante.
O patrono fundador
Muitos supõem que o patrono fundador da ABCHATOS seja o escritor Machado de Assis. Ele é patrono da ABL (Academia Brasileira de Letras). E se foi chato nem se compararia com figuras que só leem a saga “Prepúcio”, escutam na maior altura funk e pop-rock fuleiros e vivem pentelhando no Orkut e Facebook...

Já que tudo começou com os portugueses chegando aqui e perturbando os índios, o patrono da ABCHATOS é o Bispo Sardinha (que segundo os relatos históricos era um “chato de galocha”). Pelo menos os índios comeram ele bem comido. E nem usaram camisinha.
A ABCHATOS atualmente
Da mesma forma que a ABL, a ABCHATOS tem 40 membros perpétuos, vitalícios, inconvenientes e “pela-sacos”. E são membros “secretos” (apenas se supõe quem sejam eles). Aliás, a ABCHATOS é secreta só prá encher o saco mesmo. Eles vão lá de vez em quando, bebem chá e debatem assuntos pentelhosos como a taxa da rolha do vinho, plásticas, dentre outras frescuras. Os supostos 40 membros atuais seriam estes (e não estão em ordem de “Chateabilidade”,que saco!):

1. Tom Zé
2. Faustão
3. SONIA ABRÃO
4. Ana Maria Braga
5. Agnaldo Timóteo
6. Roberto Carlos
7. Gugu
8. Tiririca
9. Regina Casé
10. Alcione
11. Lobão
12. Galvão Bueno
13. Muricy Ramalho
14. Xuxa
15. Ronaldinho Gaúcho
16. Raul Gil
17. Ronaldo Fenômeno
18. Luan Santana
19. Fiuk
20. Fábio Júnior
21. Milton Neves
22. Boris Casoy
23. Jô Soares
24. Juca Kfouri
25. Arnaldo Jabor
26. Datena
27. Ratinho
28. Marcos Mion
29. Sarney
30. Renato Aragão
31. Cicaralho
32. Adriane Galisteu
33. Ricardo Teixeira
34. Barrichello
35. Rogério Ceni
36. Inri Cristo
37. Latino
38. Nelson Rubens
39. Neto
40. João Gilberto
E claro que há mais candidatos de olho na vaga de alguém e doidos para vestirem o “fardão” da ABCHATOS. Chato não é uma espécie em extinção no Brasil...

Juannus disse...

Rapaz, eu to no Acre porque escolhi aqui pra morar. E concordo que tive a mesma impressão do Tom Zé. Mas sabe o que é? É que quando a gente vai enfrentar a saúde pública de SP (quando vou visitar meus pais) a gente ainda o Acre uma maravilha. Não é que seja melhor e sim menos pior. Quem conhece SP vê aquela porcaria e mazela com os prédios públicos... Rapaz quem mora na região sudeste e vem pra cá se assusta mesmo, porque isso você não ve no resto do Brasil... Não há como negar... Moro aqui em Cruzeiro do Sul e é bem tranquilo o atendimento médico no Hospital do Juruá, apesar de ser horrível o dos postos de saúde do município... Aqui a saúde pública é melhor que a privada, que nem existe é só picaretagem... Estou falando o que vivenciei... o atendimento privado pelo GEAP do Acre... Horrível...

Juannus disse...

Paulo Henrique, Manuel Bandeira vivia choramingando sua vida "queria ir pra Pasárgada" por causa de uma maldita tuberculose que o acompanhou até o fim da vida... quando morreu com mais de 90 anos de idade!!! Vai estudar menino!!!

Juannus disse...

Francisco Dias... rapaz, mas tu é chato viu... kkkk

ELSOUZA disse...

Pela vez primeira vou tirar o meu chapéu e o farei para o Francisco Dias! Vai ser chato assim lá no cacete. Brincadeira à parte, comentário muito inteligente. Parabéns. Somente faltou um nome nessa sua lista: o nome do Altino Machado. hehehe