segunda-feira, 20 de agosto de 2012

FOGO AMIGO

POR VIRGILIO GIBBON


Em todo conflito, o maior perigo sempre foi o fogo amigo. Contra ele, é difícil encontrar abrigo, pois se origina da mesma trincheira e é disparado, quase sempre, com boas intenções.

Na batalha das mudanças climáticas e da preservação ambiental, temos presenciado um constante fogo cruzado, no qual as vítimas têm sido, frequentemente, as melhores iniciativas, pois ao se aventurarem no front do pioneirismo, deixam seus flancos expostos ao uso inadequado da artilharia ideológica.

E não há nada mais perigoso do que ideologia desinformada.

No recente artigo publicado na Terra Magazine (leia), sobre a Lei de Pagamentos por Serviços Ambientais, promulgada pelo Estado do Acre, a economista Amyra El Khalili, nos dá um bom exemplo de como as “boas intenções” podem ter efeitos devastadores, quando interpretam temas complexos com imprecisão conceitual.

O objetivo deste artigo é esclarecer alguns conceitos equivocados utilizados pela autora.

Leia mais no Blog da Amazônia.