sábado, 14 de janeiro de 2012

"GUIA DE ORIENTAÇÕES"

Governo perde tempo com nota sobre escandaloso manual que manda servidores reproduzirem o que Tião Viana escreve na web

"A Secretaria de Estado de Comunicação do Acre (Secom) vem a público esclarecer os fatos em torno do Guia de Orientações do Uso Institucional das Redes Sociais:

- o manual elaborado pela secretaria é um produto em construção, feito em conjunto com os assessores de imprensa dos órgãos e instituições do Governo do Estado;

- a Secom reconhece que na primeira versão do manual, o item 21, Dê RT em @tiao_viana (quando o mesmo divulgar informações relacionadas às ações de governo) não deixava claro que a orientação se restringe apenas às informações acerca das ações de governo. A mesma foi repassada em reuniões de trabalho com os assessores;

- a produção do manual não partiu de nenhuma orientação do governador Tião Viana, haja vista que o produto está em construção e foi repassado para os assessores com a liberdade de os mesmos darem sugestões para o conteúdo do documento;

- o manual em momento algum se refere às contas pessoais dos assessores de imprensa nas redes sociais. Visa apenas criar regras para as contas em nome das secretarias, instituições ou programas de governo no twitter, facebook ou outra ferramenta;

- defendemos o manual por reconhecer a importância das redes sociais no trabalho da assessoria de imprensa e como ferramenta de interação do Governo com a sociedade;

-o manual é uma ferramenta moderna para orientar o uso das redes sociais no âmbito do Governo, posto que estabelece princípios claros para que os assessores possam divulgar as ações de suas respectivas áreas de atuação.

Feitos os esclarecimentos, não podemos deixar de repudiar práticas de jornalistas sem ética, sem caráter e sem escrúpulo, que fazem o uso de mecanismos dissociados da verdade para atingir a integridade daqueles que trabalham pela boa comunicação no Estado do Acre.

São as mesmas pessoas que tentam compensar as suas frustrações e amarguras por meio de um jornalismo espúrio, melancólico e que tenta vender para além das nossas fronteiras a imagem de um Acre diferente do vivido pela sociedade acreana.

A Secretaria de Estado de Comunicação continuará trabalhando de forma transparente e democrática para fazer uma comunicação pública forte e moderna, sempre respeitando aqueles que fazem o jornalismo à luz da verdade."

Meu comentário:

Emenda pior que o soneto. Afinal, é manual ou guia? Se é "Guia de Orientações do Uso Institucional das Redes Sociais", é redundante. Guia é guia. O que guia, orienta. "Guia de Orientações" peca pelo excesso. Assim como a nota peca pelo excesso de inverdades.

Mas é verdade que meu trabalho como jornalista contém mesmo frustrações e amarguras e repercurte além de nossas fronteiras a imagem de um Acre diferente daquele imposto pelo discurso oficial. 

Estou satisfeito por ter contribuído para tornar público aquilo que o governo do Acre se esforçava tanto para manter como sigiloso. Foi minha contribuição ao "produto em construção".

O assunto foi destaque nos jornais Globo e Folha, além de dezenas de blogs e portais. Todos praticam o mesmo jornalismo "sem caráter e sem escrúpulo" atribuído a mim que apenas passei adiante o apelo bisonho?

Mais uma contribuição do blog: sugiro que o título seja "Manual prático de puxa-saquismo e uso da máquina pública para propaganda".

Escrevem piadas e perdem o humor. É melhor que haja mais gente rindo do governo do Acre do que morrendo de medo dele.

15 comentários:

Joema disse...

Parabens, Altino.

Joema.

Fátima Almeida disse...

Que é isso? Onde já se viu um assessor de comunicação de um Governo destratar dessa forma um profissional da imprensa: "sem ética, sem caráter se sem escrúpulo"? Sendo um servidor público cuja renda vem dos contribuintes, deveria se limitar simplesmente a fazer os esclarecimentos cabíveis aos equívocos havendo estes. Alguém já viu e ouviu um assessor da Presidência se pronunciar dessa forma para fazer defesa do atos do Governo Federal,seja do que for? Menos mal que o mesmo deixou claro que a iniciativa do Manual não partiu do governador. Além do mais não entendi isso de "fragmentação da comunicação", para mim a comunicação se faz ou não se faz. A frase "ao seguir pessoas você evidencia suas relações", por ser uma coisa tão óbvia seria prescindível, mas exatamente por constar num manual de Governo pode refletir sim um estado de vigilância, censura e ameaça velada de repressão, além de parece sim uma forma de convocação para campanha eleitoral. Chamar a isso de "produto em construção" é uma ironia. Sem contar que dizer "ser necessário refletir unidade de respostas, comentários, notícias, etc". é mais uma imposição do tipo disciplinar como ocorre nas forças armadas do que mesmo um estímulo à participação..As pessoas vão ficar temerosas de cometer erros, falar impropriedades e outras típicas de seres humanos normais em estado de liberdade. Enfim, nosso governador ainda não foi feliz na escolha do seu assessor de comunicação..que continue tentando...

Luiz Matos disse...

Pô Altino, você fez emitirem uma nota às 11:48 de um sábado.

Acreucho disse...

"...sem ética, sem caráter se sem escrúpulo"!
Creio que o nobre Secretário Léo Rosas esteja ciente de quem seja possuidor desses predicados que ele enumerou...
"...e repercurte além de nossas fronteiras a imagem de um Acre diferente daquele imposto pelo discurso oficial".
Léo, é isso justamente o que tentamos fazer, desmentir as mentiras contadas pelo PT e sua assessoria (pra ser educado, a respeito de um Acre virtual que só existe na cabeça dos petistas e nos manuais editados pelo governo.

Roberto Feres disse...

coisa louvável no governo do Acre é que nunca deixa ofensa sem resposta...
... embora se possa sempre questionar sobre as ofensas e as respostas...

Beneditino disse...

Cada dia fica mais patente que o desejo da petralhada é o controle da mídia. Se não está com eles é inimigo sem ética, sem caráter e sem escrúpulos. E o IDH do Acre continua próximo ao dos países africanos.

Darci Jaeger disse...

"Feitos os esclarecimentos, não podemos deixar de repudiar práticas de jornalistas sem ética, sem caráter e sem escrúpulo, que fazem o uso de mecanismos dissociados da verdade para atingir a integridade daqueles que trabalham pela boa comunicação no Estado do Acre.

São as mesmas pessoas que tentam compensar as suas frustrações e amarguras por meio de um jornalismo espúrio, melancólico e que tenta vender para além das nossas fronteiras a imagem de um Acre diferente do vivido pela sociedade acreana."

Nesses dois parágrafos, se referem a quem? A eles mesmos? foi o que entendi.

Altemar disse...

Parece que nunca se contentam apenas com o Soneto. Tinha que sair uma emenda, triste diga-se de passagem.

padilha disse...

O "Governo" do Acre está é doido! tudo que os assessores tentam remendar, fica pior. Veja o caso da Carta do Acre. Eles fizeram mais de meia dúzia de notas e até exigiram que supostas ONGs também o fizesse, cada uma pior que a outra. E agora essa babozeira entorno do tal manual.

è como mexer em merda fresca, quanto mais meche mais fede.

Bom trabalho

Lindomar Padilha

padilha disse...

O "Governo" do Acre está é doido! tudo que os assessores tentam remendar, fica pior. Veja o caso da Carta do Acre. Eles fizeram mais de meia dúzia de notas e até exigiram que supostas ONGs também o fizesse, cada uma pior que a outra. E agora essa babozeira entorno do tal manual.

è como mexer em merda fresca, quanto mais mexe mais fede.

Bom trabalho

Lindomar Padilha

Wallace Rocha disse...

Como eu já havia dito em meu BLOG por duas vezes: É o começo do fim! Ou será que já passamos do meio do caminho para o fim?

http://assimfalouwallace.blogspot.com/2011/12/nao-sigo-o-calendario-maia-nem.html

http://assimfalouwallace.blogspot.com/2012/01/perfeicao.html

Boa dia a todos!

ALTINO MACHADO disse...

Comentário enviado pela radialista Eliane Sinhasique:

"Esclarecimentos são sempre importantes para que possamos entender algumas coisas. O manual pede “bom senso ao seguir alguém no Twitter” e assinala que “ao seguir pessoas você evidencia suas relações”. Dever por isso que "alguns amigos meus" não me seguem no Twitter ou me adicionam (aceitam) no Facebook. Uma pena que as pessoas já não sejam livres para que possam ter a amizade que queiram, independentemente das convicções partidárias. Lamentável."

Janu Schwab disse...

A imprensa acreana só dá uns cutuques e o povo já fica ouriçado de réiva, maninho? Tão precisando de um estágio com Estadão, Folha e Veja mordendo as canelas todo dia pra ver se criam calos e cascos. Media training neles! :-D

Janu Schwab disse...

Mas preciso confessar: já dei RT no @tiao_viana qnd ele chutou a canela daquele jovem piadista que veio com a velha e gasta "onde fica o Acre?". Convenhamos, governador tem estilo! Ahah!

Marisa Fontana disse...

Por que é que, em vez de ficar criando manuais, não estudam sobre os direitos e deveres de um servidor público já definidos na legilação. Se não concordam com o que a lei define apresentem propostas de mudanças às instituições responsáveis em alterar-las.
Agora se não querem cumpri-la, aí a história é outra.
Simples assim!