segunda-feira, 21 de novembro de 2011

PARADA GAY NO ACRE

Performance de "sexo oral" será discutida na Assembléia


A Parada Gay no Acre, que reuniu milhares de pessoas neste domingo (20), em Rio Branco, será o principal tema dos debates da terça na Assembléia Legislativa. Deputados da bancada evangélica já manifestaram descontentamento ao líder do governo, deputado Moisés Diniz (PCdoB), por causa de uma performance registrada durante o evento.

Enquanto um trio elétrico tocava o hino evangélico “Faz um milagre em mim”, um homem fazia “boquete” (felação) no pênis de borracha usado por outro homem, quando os manifestantes caminhavam na Via Chico Mendes, em direção ao estacionamento do estádio Arena da Floresta.

A performance, fotografada pelo blogueiro Marcos Venícius, está tendo enorme repercussão nas redes sociais do Acre.

- Eu nunca tinha visto algo tão escancarado. Os dois homens não são um casal. Eu percebi a movimentação desde o início. O homem de camisa verde era o mais atrevido, enquanto o outro só dançava. O velhinho se aproximou e permitiu o flagrante - relata Venícius.

O governo do Acre é o principal patrocinador da Parada Gay, mas o deputado Moisés Diniz não concorda com a perfomance.

Leia mais no Blog da Amazônia.

13 comentários:

Joema disse...

Eu acho que os deputados evangelicos e nao evangelicos, da ubanda, catolicos e mulcumanos deveriam procurar coisa mais relevante pra discutir.

Para atos como esse existem as leis, isso nao pode ser tratado com uma discussao religiosa.

Engracado que no carnaval, aquelas mulheres semi-nuas ficam dancando ate mostrar o timo inexistente e NINGUEM reclama.

Essa discussao e ridicula e preconceituosa.

Grata,

Joema.

Acreucho disse...

Só faltava essa, as mulheres achando ruim porque outras mulheres saem quase desnudas no carnaval. O que vemos nesta foto é um caso de polícia, os elementos deveriam ter sido presos em flagrante, por atentado violento ao pudor. Assim como se um casal hetero quando pego em flagrante também deverá ser preso, como aconteceu outro dia aqui em Rio Branco. Os deputados devem exigir em unanimidade que o governador não apoie mais esses eventos.

Joema disse...

Eu acho super agressivo o exagero das mulheres nuas no carnaval. E conheco muitas pessoas que tambem nao gostam.

Mas que estou reclamando e o fato do ocorrido ter que ser discutido com a policia e a justica, e nao na assembleia legislativa, assembleia de Deus, do Candomble ou qualquer legiao que incorra sobre moral e bons costumes.

Joema,

Beneditino disse...

Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. O fato é caso de polícia. Jamais deveria ser discutido na Assembléia. O financiamento da parada por parte do Governo Estadual é um erro. A raiz do problema é que no Acre o público se confunde com o privado. Governo algum deveria se envolver em parada gay, carnaval, parque gospel e vai por aí à fora. Até em futebol o governo se envolve!

Janu Schwab disse...

Passou do limite, mas não é caso de boicotar o evento como se ele fosse a representação do que há de mais podre na sociedade. Se for assim, vamos pedir para o governador parar de apoiar eventos religiosos por causa de um punhado de pastores que lucram com a fé alheia. Põe essa dupla no xadrez por atentado ao pudor e fim.

Guilherme A. Heinemann Gassenferth disse...

Penso que é lamentável o que esses dois fizeram. Cenas como esta ajudam a desmoralizar a bandeira por direitos LGBTT.

Agora, não me venham com falso moralismo. Cancelar a realização de paradas LGBTT? Por conta do ato de dois desmiolados? Que usaram um pênis de BORRACHA? DUAS pessoas BRINCANDO com um pênis de MENTIRA é mais ou tão imoral quanto uma mulher desfilando totalmente nua? É tão imoral quanto casais transando na rua em plena luz do dia, como acontece com muito mais frequencia nos carnavais?

Acho que os falsos moralistas deveriam passear em qualquer carnaval, verão "boquetes" em pênis de verdade, verão coisas muito piores.

Educação do país tá ótima! Saúde, nem se fala... Segurança pública, um primor! Porque é a impressão que dá... a repercussão que uma brincadeira idiota causou...

Beneditino disse...

Janu e Joelma,

Não sou acriano. Não moro no Acre. Tenho grande interesse na forma como o estado se envolve na vida do cidadão. Aí é uma coisa absurda. Vocês deveriam ir para as ruas exigir o fim da interferência do estado em suas vidas. Até fuso horário adiantam sem consultar a população. Aquela história do parque crente, digo político, digo gospel, foi o cúmulo do absurdo. O estado deve canalizar suas forças e seus recursos para melhorar a vida do povo (desenvolvimento) e não pão e circo.

@MarcelFla disse...

Se fala muito em moral, imoral, Jesus, Bíblia e etc, o interessante deste debate é justamente chegar ao ponto em que "ahh isso é normal, é uma brincadeira" e o "que absurdo, isso é caso de polícia, vão queimar no fogo do inferno etc."

Bem, se analisarmos a fundo a questão, percebe-se uma grande revolta da população evangélica, no uso de um hino de louvor em uma manifestação que os mesmos consideram nefasta e imoral, o que me faz lembrar o tempo em que o grande músico de blues norte-americano Ray Charles começou a cantar músicas gospeis, com outros arranjos e em bares, na época foi um absurdo, hoje, sua obra é reconhecida no mundo inteiro.

Tirando de lado os evangélicos, há a questão do 'caso de polícia', que seria um atentado ao pudor, assistir um homem de meia idade simular o ato de sexo oral em um consolo de borracha, ok até concordo que foi uma brincadeira de mal gosto, mas se olharmos para o outro lado, as emissoras de tv durante o carnaval bombardeiam as casas, com imagens dos carnavais das escolas de samba e de rua, contendo mulheres semi-nuas, muitas vezes só com um tapa sexo. Então nudez na TV pode, simulação de sexo oral não.

Vamos a diante, influenciado pelos rappers americanos, surgiu nas favelas do Rio de Janeiro os funks, músicas com alto teor sexual, e danças que simulam e em alguns eventos, como se pode verificar na internet, até praticam atos libidinosos na frente de várias pessoas, vamos fazer um exame de caso, e ver parte de uma letra:

"Sò me dava porrada!!!
E partia pra farra!!!
Eu ficava sozinha,esperando você
Eu gritava e chorava que nem uma maluca...
Valeu muito obrigado mas virei PUTA!!!"

Mais uma:

"Eu já falei pro mister Catra e vou repetir gostoso
Ai Negão tô com o cú pegando fogo.
tá pegando Fogo 2x
Ai negão tô com o cú pegando fogo
tá pegando fogo 2x
Ai negão tô que tô pegando fogo"

Então, mulher virar puta, estar com o cú pegando fogo, e músicas com letras nomeadas como "A porra da buceta é minha", "quero te dar", enfim, junto com o comportamento das pessoas que apreciam esse gosto musical, PODE, simular uma brincadeira de sexo oral em um consolo não.

Lembrei agora do filme O código da Vince, na qual Robert Langdon explica os símbolos pro masculino, incluindo o que seria tipo uma pirâmide, e o vilão interpretado por Sir Ian McKellen, faz a brincadeira, 'no exército, quanto mais pênis você tem, maior o seu posto' uma alusão a como identificar sargentos, e então penso, é tão estranho a figura do órgão sexual masculino? Ary Toledo após ter seu show acusado de ser pornográfico por conta do pinto, fez o melo do mesmo (há no youtube). E mesmo no bar que tomo minhas cervejas existem abridores em réplica do mesmo, e não é um bar gay, au contraire.

Enfim, me parece que este episódio vai servir de munição para a bancada evangélica, para pastores que como Malafaia afirmam que em homossexual tem que dá paulada, e para os hipócritas de plantão, raparigas de pastor, que adoram apontar, julga e apedrejar, queria finalizar com a frase que escreveu no twitter e achei no perfil do facebook de meu tio Cassiano Marques, onde Renato Castelo afirma: "em tempos como o de hoje, além da prostituta, JESUS salvaria um homossexual do apedrejamento dos Bolsonaros e Jonas!". Acrescente um Acreúcho e todos de mente retrógrada e está feita o grupo de fariseus, detentores da moral, dos bons costumes, aqueles que podem apontar e julgar, esses vão fazer a festa.

Francisco Nazaré disse...

Uma coisa não justifica a outra. O que não pode é o governo patrocinar uma orgia como essa. Orgia sim, um monte de bêbados simulando sexo ou desfilando nus ou seminus. Isso tem que ser proíbido pela justiça! Isso é um mau exemplo pra nossos filhos e para a família.
Só o que vão conseguir com isso é aumentar o ódio pelos homosexuais.
O homosexualismo sempre existiu, não precisa ser divulgado. Quem quer respeito, tem que merecer respeito.

Lucas Calvin disse...

Discutindo o acontecido, pelo que pude ver em outros locais na internet, o senhor Germano Mariano acha tudo tão normal. Tudo tão natural. Daqui uns tempos "mordenos tempos, não retrógrados", já que se convencionou chamar tudo de retrógrado, o dito senhor, não me espantaria, lutaria pelo ensino de tais performaces na escola, coisa de quem além de se achar numa condição, luta para que outros aceitem de goela abaixo essa condição. É o que circulou meses atrás pelos e-mails, o problema maior não são as posturas sexuais, mas a esternalização desrespeitosa e flagrante que querem nos impor. Não quero discutir e fazer comparações, quero dizer que tal conduta é ofensiva, descabida e revela muita bem a postura com que nos querem fazer aceitar isso e aquilo, nos empurrando goela abaixo. Querem que nós chupemos aquele pênis juntos com eles. Isso eu não aceito. Vc aceita?

Joema disse...

Beneditino,

Esse tipo de interferencia do poder em todos os aspectos da vida no Acre se deve a diversos fatores, posso inumerar mais de 100. No entanto, o fato de o Acre ser um estado pobre economicamente, altamente dependente do poder publico,ter a grande maioria da populacao com educacao precaria e facil presa para massa de manobra, uma imprensa omissa, assembleia legislativa que ainda patina na discussao das questoes, um governo altamente autoritario e oposicao desunida, faz com que as coisas sejam dessa forma. E muito dificil exercer a cidadania no Acre. E muito dificil trabalhar no Acre e ser um espirito livre. Eu cresci vendo a minha familia e amigos serem execrados e mutilados por nao compactuarem com isso tudo escrito acima. Depois de ter visto meu pai fazendo greve de fome pelo direito a justica, eu perdi completamente o medo de falar o que eu penso. Antes disso, sempre mantive uma postura alheia a essas questoes por vontade de viver em harmonia com todas as pessoas. Desde que me roubaram o grito da garganta, eu me sinto obrigada a nao ser omissa e como diria Gandhi, "ser e viver a mudanca que eu quero ver no mundo". Estou longe, meu campo de acao e desprezivel, mas me mantendo consciente do processo eu posso ser agente de mudancas. No entanto, o governo do PT ja machucou demais a minha vida. Sem eu nunca ter feito nada. De forma que infelizmente eu nao consigo ser feliz em Rio Branco. Eu transfiro minha luta para o mundo, atraves da pesquisa que faco pra descobrir a cura do cancer e mais pra frente, atraves de trabalho voluntario na India ou Africa. Mas de acordo com o meu mentor Dr Armando de Oliveira Neto, medico psiquiatra paulistano, a politica e como uma roda gigante, um dia se esta em cima, no outro se esta la embaixo. Toda essa ditadura e subserviencia ira um dia acabar. Isso e tao certo como a morte.

Obrigada pela sua preocupacao de cidadao brasileiro!

Grata,

Joema.

Pietra Dolamita disse...

Certo ou errado, qual seria o juízo de valor a julgar o que o cabeleireiro fez? O que certo? O que errado? Conceitos, preconceitos, moralismo barato...Discursos que refletem apenas, que vivemos entre os leões que nos devoram a liberdade e a democracia. Fazer ou deixar de fazer é apenas um exercício de livre arbítrio e cidadania.
Entretanto, o que espanta-me,e que além do tal afronto que o senhor em momentos infelizes fez, é a divulgação desta foto, sem a expressa autorização da vítima, que teve sua imagem na internet, e todo mundo sabe, caiu na net, ficou eterno...
Se querem jogar pedras, joguem em todos então: No governo que não resolve os problemas, nos parlamentares com seus discurso pra boi dormir, na população que não escolheu "certo" o errado seus governantes...E se ainda sobra uma pedrinha, podem jogar no senhor cabeleiro que nada fez além do seu livre arbítrio, como reza a democracia. Já estava esquecendo do fotógrafo blogueiro...Este, podem fazer uma estatua e adorar!!!!

alisson disse...
Este comentário foi removido pelo autor.