quarta-feira, 30 de novembro de 2011

JÁ ESTÁ NAS MÃOS DE DILMA

Brasil terá de volta o quarto fuso horário, caracterizado pela hora de Greenwich "menos cinco horas", que é a hora antiga do Acre

O Projeto de Lei 1.669, que altera o artigo 2º do Decreto 2.784, de 18 de junho de 1913, para restabelecer o fuso horário do Acre, foi enviado nesta terça-feira (29) para sanção presidencial e entrará em vigor 30 dias após a data de sua publicação.

- A partir de agora, a presidente Dilma terá prazo de 15 dias para sancionar ou vetar. Caso não se manifeste no prazo, a hora antiga do Acre volta a vigorar automaticamente para felicidade da maioria da nação acreana - afirmou o deputado Flaviano Melo (PMDB).

Tramitava na Câmara um recurso de autoria do deputado Lira Maia (DEM-PA), apresentado na semana passada, contra a apreciação conclusiva do Projeto de Lei que restabelece o antigo fuso horário do Acre e de parte dos estados do Amazonas e Pará.

O deputado Flaviano Melo (PMDB), autor do decreto legislativo que possibilitou o referendo popular sobre o fuso horário do Acre, conseguiu convencer que 55 deputados retirassem assinaturas que sustentavam o recurso de Maia.

O quarto fuso brasileiro foi eliminado em 2008, sem consulta popular, por força de uma lei de autoria do então senador Tião Viana (PT), atual governador do Acre, sancionada por Lula, presidente na época.

Atualmente, por causa do horário de verão que vigora nas demais regiões, a diferença do fuso horário do Acre em relação a Brasília é de duas horas. Quando voltar o horário preferido pela população, a diferença será de três horas enquanto o horário de verão estiver em vigor.

12 comentários:

alisson disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
alisson disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
padilha disse...

conseguir não sei, mas tentar isso eles vão!

Deveriam também devolver o nosso dinheiro que foi utilizado para a "festa da hora", num claro sinal de desrespeito ao povo acreano.

joao disse...

VIVA A VONTADE POPULAR.

Francisco Nazaré disse...

Não tem mais jeito, eles (os Vianas) tem que se conformar com a vontade da maioria. Já vamos passar o Natal em nosso horário!

Enzo Mercurio disse...

Agora vou ter meu " JET LAG " de volta .
Quando se viaja de avião quanto maior a diferença entre os fusos maior o JET LAG.
Vou comprar minha passagem.

Roberto Feres disse...

Art. 3o Esta Lei entra em vigor 30 (trinta) dias após a data de sua publicação.

Fátima Almeida disse...

o Jornal Nacional mostrou hoje uma movimentação por parte da associação de profissionais de rádio e televisão acerca de uma suposta "inconstitucionalidade" da lei que determina adequação dos horários dos programas de televisão às crianças e adolescentes. Eles argumentam que o Estado não deve se interpor entre pais e filhos, que cabe àqueles determinar o que seus filhos devem ou não assistir na TV. O interessante é que o juiz que presidiu a sessão pediu "adiamento" para se inteirar melhor da questão. Isso significa que Dilma Roussef não pretende contemporizar com a Rede Globo. E vai sancionar sim a nova lei. E a Globo vai ter que gastar para cumprir a lei, diga-se de passagem, a lei que emanou do eleitorado do Acre que recebeu apoio único do parlamentar Flaviano Melo.

Renaldo disse...

Parece que vontade popular prevaleceu. Só acreditarei na volta do antigo horário quando eu puder ver e sentir. Neste caso fico com São Tomé. Mas mesmo assim, VIVA O POVO ACREANO. ABAIXO A AUTOCRACIA. SEM RECUAR, SEM CAIR, SEM TEMER.

Filé disse...

Boa dia Altino,
Não seria melhor que aquelas Execelências(Senadores/Deputados) apresentassem um Projero de Lei dimunuindo o horário de Brasília em 01(uma) hora, ficaria mais justo ao meu ver, mais ai tem um pequeno probleminha, acho que eles não gostam de acordar certo,
Um abraço.

M. Salera disse...

Ser líder é saber oferecer o que as pessoas precisam, não o que elas querem. A vontade do povo nem sempre é aquilo que precisam. A maioria das pessoas querem ganhar sem ter que trabalhar, querem ser todos os primeiros da fila, querem beber e dirigir, etc. O papel do líder é filtrar o que é desejo de necessidade prática e funcional. Quem é pai sabe que não se pode dar tudo o que o filho pede.

alisson disse...
Este comentário foi removido pelo autor.