terça-feira, 22 de novembro de 2011

FALTA DE EDUCAÇÃO DO DETRAN


Estacionada em local proibido, uma van da Unidade Móvel de Educação de Trânsito, do Detran, dificultava o tráfego na Travessa da Habitasa, em Rio Branco (AC), às 17h30 desta terça-feira (22). Para evitar contestação, o fotógrafo Davi Sopchaki teve o cuidado de capturar imagem da cabine fechada e vazia.

10 comentários:

Ser ou Não Ser... disse...

Isso não é nenhuma novidade Altino, falta de educação no trânsito de Rio Branco é uma constante. Só para exemplificar: Motociclistas que insistem em ultrapassar pela direita (isso é tão básico na legislação de trânsito), e carros do MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL estacionados bem na vaga destinada a portadores de necessidade, na área de desembarque do aeroporto de Rio Branco.

Catherine disse...

Isso ocorre diariamente não só com carros do Detran, mas também da PM, do MP..

Wesley de Oliveira disse...

Vamos multar o Detran.. hahahaha

Júnior Shin. disse...

Eles são a lei...


Satisfeito pelo momento.










Ah, antes que me venham apedrejar - como já aconteceu, devido a incapacidade de interpretação - procurem entender o comentário!

Wesley de Oliveira disse...

Impressão que tenho e que o detran virou posto de arrecadação eleitoral pelo excesso de absurdos que tem cometido, e não temos a quem denunciar, tem várias fotos desse tipo e relatos em grupos no facebook.

@MarcelFla disse...

Mas também Wesley, falando de um Estado em que a indústria é pífia, a arrecadação tem de sair de algum lugar mesmo.

eliomar m. disse...

E por falar em Detram, Eu quero aqui fazer um alerta para os diretores do próprio Detran e Rbtrans. Que observe como os quardas destes dois orgãos estão se comportando pois eles se acham que são policiais e estão cometendo certos absurdos. E logo logo isso vai dá muito problema para seus diretores.

eliomar m. disse...

Altino, eu digo isso para os diretores destes orgäos por que presenciei uma cena de abuso por parte destes guadas de trânsito, bem no meio da ponte metâlica. E isso deu um nó no trânsito da ponte, e quando os tais guardas deveriam têr conduzido o senhor do carro até o final da ponte ali no posto do senador Peteçäo, e ai sim fazer o que eles queriam. Que erá de ferificar os documentos do carro do senhor.

nildo melo disse...

Senhor eliomar antes de criticar, procure se informar dos fatos ocorridos. EM primeiro lugar o condutor estava sobre suspeita de realizar transporte clandestino de passageiros, segundo o mesmo não é habilitado, portanto não era possivel solicitar que o mesmo terminasse travessia da ponte, terceiro o veiculo do mesmo não se encontrava licenciado. Por ùltimos não queremos e nem pessamos ser policiais militares, somos agentes da autoridade de trânsito. Que as atribuiçoes estão relacionadas no código de trânsito brasileiro Leiam.

alisson disse...
Este comentário foi removido pelo autor.