terça-feira, 20 de setembro de 2011

SÉRGIO PETECÃO X JORGE VIANA

Discurso em que o senador Sérgio Petecão (PMN-AC) acusa o governador do Acre, Tião Viana (PT), de persegui-lo e pede proteção policial. Petecão foi aparteado pelo senador Jorge Viana (PT-AC). Clique aqui e veja a repercussão. 



Petecão - Srª Presidente Marta Suplicy, Srªs e Srs. Senadores, confesso a vocês que relutei muito em usar esse espaço democrático para trazer ao conhecimento desta Casa, a qual pertenço com muito orgulho, um fato que, nos últimos dias, tem me deixado muito preocupado que é a situação política que o meu Estado do Acre está passando, um clima ruim, um clima tenso, um clima muito pesado.

Quero relatar para vocês os últimos fatos que aconteceram, até porque algumas situações já vêm ocorrendo desde que assumi este mandato. Srªs Senadores, Srs. Senadores, as atitudes do Governador do Estado do Acre Tião Viana estão mostrando um total descontrole e ele, como Governador, que deveria dar um bom exemplo tem nos deixado muito preocupados.

O Governador Tião Viana tem utilizado nos últimos dias os meios de comunicação e até mesmo sua página pessoal na Internet – é o caso do seu Facebook – para tentar desmoralizar aqueles que ousam falar das mazelas que atingem a sofrida gente do meu Estado. Isso é ruim, isso é péssimo!

Pasmem, senhores, ao invés de dar bom exemplo e administrar o Acre com imparcialidade, o Governador Tião Viana tem se valido da mídia oficial e incentivado seus aliados, alguns pagos com salários altos do Estado, para sacar inverdades e tentar macular a honra das pessoas. Como se não bastasse, o Sr. Tião Viana, também por meio dessas atitudes, procura intimidar seus adversários políticos, os quais ele os vê como se fossem seus inimigos pessoais.

Não é isso, governador. Democracia não é isso. O governador, senhores, não tem sabido aceitar qualquer crítica feita ao seu governo. Exemplo disso foi dado na semana passada pelo seu líder na Assembléia Legislativa do Estado do Acre que sugeriu e também defendeu de forma veemente a prisão de toda e qualquer pessoa que fosse pega lendo ou distribuindo uma reportagem publicada pela revista IstoÉ na qual o irmão do governador o Senador Jorge Viana foi destaque principal da matéria. A revista mostra a relação promíscua de alguns ex-governadores com as empreiteiras que estão trabalhando na rodovia BR 364... 

Jorge Viana - Permite um aparte, Senador? 

Petecão - ... que nos últimos doze anos já consumiram quase R$2 bilhões... 

Jorge Viana - V. Exª me permite um aparte, Senador? 

Petecão - Só um minutinho, Senador Jorge Viana.... E até agora a obra não foi concluída, infelizmente. Pasmem: no meu Estado, a reportagem da IstoÉ não chegou ao conhecimento da população. A edição inteira da revista desapareceu misteriosamente das bancas de revistas. Eu concedo um aparte ao Senador Jorge Viana. 

Jorge VianaQuero lamentar. Aqui V. Exª está vendo que quase o senhor não é ouvido. Sabe por quê? Porque aqui nesta Casa o nome Tião Viana construiu uma respeitabilidade que lamentavelmente as acusações que V. Exª faz não têm eco. V. Exª aqui falou tanto de democracia, isso é parte. O Senador Tião Viana, hoje governador, não pode escrever o que ele quer na sua página. V. Exª tem sua página e isso é parte do jogo democrático. Agora, o clima ruim que tem no Acre é de um grupo de políticos que já enganou muita gente. Enganam seus familiares, usam seus familiares, enganam o povo simples, se beneficiam da pobreza para subir. E essas pessoas agora estão tentando tomar o Acre de assalto, com mentira, com agressão. Das agressões que me estão sendo feitas estou recorrendo à Justiça. Agora, confundir reportagem, tentar mudar, alterar reportagem, isso é crime. Foi isso que foi feito no Acre. Não é a repercussão de uma reportagem. A reportagem está aí, está na Internet para todo mundo ver. Lamentavelmente V. Exª aqui está fazendo de conta que não conhece o Acre. O Senador Tião Viana foi uma das pessoas que ajudou a construir o nome do Acre aqui, e o nome dele é muito respeitado aqui. E como governador está honrando o povo do Acre. V. Exª, inclusive, logo que assumiu o mandato, foi lá elogiar, talvez tentando fazer, mais uma vez, aquilo que já fez comigo e com outros que já governaram o Acre, ou seja, nos enganar. Mas isso não pega mais, Senador. V. Exª tem todo o direito de falar o que quiser. Só estou querendo que fique registrado aqui que não tem nenhuma agressão do Governador Tião Viana à democracia quando ele estabelece o contraditório. Acho que V. Exª poderia muito bem falar dos seus problemas, das suas frustrações, das suas ansiedades, dessa turma – a que V. Exª de alguma maneira se associa – que quer, de algum jeito, tomar de assalto um Estado que está dando certo.

Que está melhorando a vida do povo, que é respeitado no Brasil, que passou muito tempo no ostracismo e que, agora, exatamente por estar dando certo, por não ter a dívida que tinha antes, ter crédito, por ter pessoas ganhando um salário digno, sem atraso, como temos há 13 anos, por ter, agora, um setor produtivo produzindo e crescendo, por ter, agora, uma interligação com a Bolívia e com o Peru, que não tinha antes, por ser, agora, respeitado em Brasília e em qualquer outro Estado, como o Governador Tião Viana é, tem um grupo querendo se apropriar do Estado. Parte da democracia, mas se apropriem ou tentem se apropriar pelas vias democráticas, sem usar da mentira, sem usar de artifícios, de tentar se esconder em cima de fumaça, de nuvem de fumaça, vão, debatam, ninguém, no Acre, foi mais agredido do que eu até hoje, nenhuma pessoa, perseguido, correndo risco de vida, nunca, ninguém, no Acre, correu tanto risco, o ex-Presidente Fernando Henrique foi lá me socorrer, o ex-Presidente Lula sempre me deu a proteção necessária, mas corri o risco para tirar o Acre do atraso em que estava, agora, ter pessoas inventando situações para levar o Acre para trás de novo, aí, sinto muito, Senador.

Acho que V. Exª tem todo o espaço, aqui é o lugar adequado, aqui é tribuna, é Parlamento, para falar o que quiser, mas acho que V. Exª deveria respeitar mais a história do ex-Senador Tião Viana, aqui, e a história recente do Governador Tião Viana, porque é uma dedicação como poucos tiveram na história do Acre. O Governador Binho deu uma grande contribuição, procurei dar a minha, mas a minha contribuição, a minha dedicação está sendo superada, graças a Deus, pela dedicação do Tião Viana. E, aí, acho que, sinceramente, V. Exª, aqui, está querendo encontrar alguma outra coisa com esse seu discurso, menos, repercutir nesta Casa, porque esta Casa, aqui, V. Exª não vai conseguir enganar, porque esta Casa conhece a história de Tião Viana.

Então, de minha parte, lamento, profundamente, é importante o debate, V. Exª sabe o que já passei e o que fiz para o Acre ter alcançado o respeito, eu e muitas outras pessoas, o respeito que o Acre alcançou, mas é lamentável, V. Exª está trabalhando contra o Estado por conta de interesses de setores, de grupos que não são legítimos, podem até ser parte do jogo democrático, mas não são legítimos, porque estão se escorando na mentira, na agressão, na inverdade, e acho isso inteiramente lamentável.

Aqui é um espaço de convivência democrática, V. Exª já deve estar vendo, se bem que cada um tem uma maneira de interpretar, mas o nosso Estado do Acre não merece um discurso como esse. Eu queria ver V. Exª lutando aqui para que o Estado do Acre siga melhorando, eu queria ver um discurso aqui de V. Exª lutando para que a vida do povo siga mudando.

Mas não o discurso que tenta atingir uma pessoa que está ausente, que é o Governador Tião Viana. Ele passou 12 anos nesta Casa e trabalhou com muita dedicação, virou exemplo e virou uma referência, assumiu a Presidência nesta Casa. E agora, na ausência dele, V. Exª faz uma agressão ao Senador Tião Viana. E eu, não só como irmão, mas como Senador da República, por conhecer um pouco a história desta Casa, estou – e agradeço este aparte – fazendo aqui justiça à ausência e à história de Tião Viana. 

Petecão - Eu lhe concedi o aparte, Senador Jorge Viana, para o senhor ver como é que funciona a democracia. Infelizmente, lá no nosso Estado... Estou usando esta tribuna, porque lá no nosso Estado, 99,9 da mídia é na mão de vocês e nós não temos paz. É por isso que estou usando esta tribuna aqui, porque este é um espaço sagrado que o povo do Acre me deu. Eu relutei em vir aqui, porque este não é tema que nós pudéssemos debater aqui, não. Estou debatendo aqui porque lá no Acre – o senhor sabe – o senhor tem 99%... O senhor vai para a rádio, me agride e me impede que eu vá a rádio para me defender. As rádios, que são estatais do governo, vocês usam para fazer política. É por isso que eu estou aqui. É por isso que eu estou aqui... E lhe dei o espaço para você sentir o gosto da democracia, entendeu?

Agora, eu não estou aqui agredindo o Senador. Estou aqui usando de um direito... Em momento algum faltei com o respeito. Ele, como Senador, reconheço o trabalho dele; mas ele, como Governador, ele não tem correspondido. Pasmem! No meu Estado reportagem da Istoé não chegou ao conhecimento da população/A edição inteira da revista desapareceu misteriosamente das bancas de revista. Após o sumiço da reportagem surgiram cópias no Estado da matéria reproduzidas da revista Istoé. E o que fez o governador?

Sem averiguar a verdade dos fatos, ou consultar a população a exemplo do que fez quando decidiu por conta própria mudar o horário oficial do Acre o senhor Tião Viana, mostrando-se descontrolado e desesperado, partiu para baixaria e elegeu a mim como principal alvo de seu ódio.

O Governador, além de usar os meios de comunicação oficiais do Estado ainda teve a capacidade de utilizar a sua página pessoal no Facebook para atribuir a mim palavras de baixo calão, chamou-me de "covarde" e "desonesto", além de insinuar uma possível autoria do material com a reportagem da Istoé, espalhando em todo o Estado.

Senhor governador, covarde é quem contrata jornalistas e blogueiros para...

Senhor governador, covarde é quem contrata jornalistas e blogueiros para espalhar boatos acerca da honra das pessoas.

Desonesto é quem age para impedir que o povo do meu Estado saiba da verdade, como foi feito no caso da reportagem da revista Istoé.

Sr. Presidente, para finalizar, gostaria que ficasse registrado nos anais dessa Casa, até porque irei fazer, através de oficio à Mesa Diretora, que de hoje em diante, o que acontecer comigo e a minha família é de inteira responsabilidade das pessoas que hoje estão a frente do governo do meu Estado.

Digo isso, Presidente porque neste final de semana, quando percorri vários municípios do meu Estado, meus assessores constataram que nós estávamos sendo seguidos por um carro não identificado.

A história do meu Estado recomenda que, nestes casos, para que não aconteça como aconteceu com o ex-governador Edmundo Pinto, assassinado em 1992, num quarto de hotel, em São Paulo, necessário se faz, pedir a esta Casa providências no sentido de preservar a minha integridade física e dos meus familiares assim como o livre exercício das minhas atividades parlamentares no Estado pelo qual o povo do Acre me elegeu.

Por esta razão, vou pedir à Mesa, proteção e garantia de vida para mim e a minha família. O clima no meu Estado está tenso, acabaram de assistir o aparte pedido aqui pelo Senador Jorge Viana.

No momento era o que eu tinha para dizer, Sr. Presidente.

22 comentários:

Janu Schwab disse...

Eitapreula!

João Francisco disse...

Assim como a ex-união sovietica, o acre vive um estado de terror aonde ninguém emiti opiniões sem ser perseguido ou questionado, graças adeus não preciso desses caras pra nada, pois só vota no PT quem precisa de algum emprego ou está lotado em algum sindicato.

Acreucho disse...

O duro é a gente saber que mais da metade do que diz Jorge Viana são apenas delírios da cabeça dele, o restante quem quiser vir ao Acre e andar pelas periferias das cidades poderá constatar a fantasia que eles fazem do estado fora daqui.
Fez bem o Petecão em pedir proteção, o Edmundo morreu porque achava que não precisava.

joao disse...

Jorge Viana é o tipo de gente de quem não vale a pena mais perder tempo em ouvi ou ler. Nos trata, quando fabula, como se seus ouvintes ou leitores, pelo menos os informados aqui do Acre, fossem imbecis e doente mentais. O que diz não se sustenta à mais básica observação da realidade pela qual passamos por aqui. É o exemplo perfeito do descrédito. Mas tem gente que dá crédito. Eu não!

Roberto Feres disse...

pelo que entendi, aqui no Acre o governo garante ao povo o direito sagrado de omitir livremente sua opinião...

Estou Sabendo disse...

E pelo jeito e fala do JV, o Petecão que se cuide. JV mostrou todo o ódio e rancor que existe em pessoas que sabem que estão chegando ao fim de carreira. O desespero por não estar mais conseguindo enganar as pessoas humildes como ele mesmo fala.
Gostaria de saber a que Acre ele se refere quando fala em produção? só se for produção de miséria na periferia das cidades, principalmente na de Rio Branco.
O poder subiu muito em sua cabeça! ele acha que só eles são capazes de governar o Acre. A situação no Acre e no nosso país hoje é outra, e por isso mesmo precisamos de mudanças. Chega de Ditadura!!!

Janu Schwab disse...

O título do release da assessoria do senador petista entrega o modus operandi da turma: "Jorge Viana rebate, na hora, ataque de Petecão". Ou seja, não deixa o outro falar. Ê, canseira!

Agora me digam aí: É verdade que o líder do governo na Assembléia disse aquilo? De sugerir a prisão de "toda e qualquer pessoa que fosse pega lendo ou distribuindo reportagem publicada pela revista IstoÉ"?

UJS DE CRUZEIRO DO SUL disse...

O Petecao consegue ser ridiculo mesmo, cara dizer q o Acre vivve clima de terror é demais. O esquadrao da Morte ja acabou senador era do tempo em que a oposiçao governava.

Enzo Mercurio disse...

Até parece que o !!!Peteca!! leu o PRÍNCIPE de Maquiavel.
È a vida politica não é fácil não....mais quem como você senador que morou na Rua Seis de Agosto e que enfrentou varias diversidades vai levar isso na maior tranquilidade.
Agora digo:A família dos Vianas tem seus méritos sim.
Mais me parece que estão nesse momento com algum tipo de miopia , pois estão enxergando um Acre diferente do que o povo enxerga.
O difícil é o !! Peteca !! derrubar a grande maquina do governo.

Regina Cavalcanti disse...

Setor produtivo produzindo e crescendo... É brincadeira... Que setor produtivo? O PIB do Acre é o 26º das 27 unidades federativas, fica atrás somente de Roraima. Se não fossem os repasses federais, a situação estaria bem esquisita...

Regina Cavalcanti disse...

Setor produtivo produzindo e crescendo... É brincadeira... Que setor produtivo? O PIB do Acre é o 26º das 27 unidades federativas, fica atrás somente de Roraima. Se não fossem os repasses federais, a situação estaria bem esquisita...

Ouvidor disse...

Viiiiuxi...Lamentável, mas já tinha visto situação similar no debate promovido pela TV senado, com nossos 3 Senadores. Lamentável...como a idéia de superioridade corrompe o que há de bom, estilhaça o bom senso e detona a capacidade de absorver dignamente críticas.

Lamentável, soh tenho a falar...Lamentável!!!

Janu Schwab disse...

É verdade, a peleja do debate da TV Senado teve um clima de constrangimento forte. Os três estavam, lado a lado, com cara de prisão-de-ventre. Peleja brava!

Peter disse...

O Sr. Petecão poderia estar usando aquele espaço democrático para estar discutindo soluções com relaçao a construção da ponte sobre o Rio Madeira no distrito de Abunã. Aliás o rio ja deve ter subido pois nao vejo mais noticias sobre o assunto em nenhum lugar. Quem paga somos nós!!!

Marcel Marques disse...

Que bacana que é ter um senador de oposição.

João Francisco disse...

UJS Cruzeiro do Sul, você já terminou o primeiro grau? Falo do ponto de vista político, FPA não admiti qualquer tipo de oposição, persegue de forma violenta aqueles que se lhe opõe, mesmo dentro do seu próprio partido e governo, veja o caso do SIBÁ, Fernando Melo, Célia Pedrina, existem casos célebres de perseguição como é o caso contra a candidatura da Perpetua a Prefeitura de Rio Branco. Se dependesse dos cardeais da FPA os "inimigos do Povo" estariam todos em campos de concentração. Agora não esqueça UJS Cruzeiro do Sul, que o PETECAO deu uma surra no seu camarada Edvaldo Magalhães na ultima eleição e ganhou do Jorge Viana aqui em Rio Branco é bom respitar os duzentos mil votos consciente que o Sergio Petecao recebeu.

Ismael Maia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marcos disse...

Essa politica...GEM, do Acre embrulha o estomago de Hiena... quanta podridão... o sujo falando do mau lavado... quanta baixaria... Este tipo de expediente é completamente desnecessário... mas em se tratando do estado do Acre, meu estado... é conduta comum... Evoluam politico politiqueiros...

Eduardo Carneiro - é Professor da Universidade Federal do Acre, doutorando (USP). disse...

"corri o risco para tirar o Acre do atraso" Palavras do Senador jorge viana.

Meu herói!!!!

rssrsrsrsrs...

Por que ao final de seu mandato de governador fez tanta questão da aprovação da Assembléia Legislativa do Acre a aposentadoria vitalícia para ex-governador?

Esse meu herói ein... pensa mesmo é em $$$$ e Poder!!!!!

A ESQUERDA do Acre não tem mais nada a ver com a ESQUERDA dos anos 70. O MARXISMO deles evaporou, veja onde o cabeça do comunismo acreano está... ele foi para qual secretaria? ao lado dos empresários...rsrsr... os trabalhadores é que se lasquem....rsrsrsr... o importante é que o dinheiro está caindo na conta dos ex-marxistas

vilmar disse...

Será q o petecão ta querendo tirar um certo coronel da cadeia pra fazer a guarda pessoal dele?

hummm.....

Carlos disse...

realmente o clima tá tenso!

Acy Maria Prado disse...

O Povo do Acre não é besta não! Nós queremos políticos que ajudem e não atrapalhem. Eu tenho dito que o PT dar com uma mão e depois tira com a outra...(Querem exemplos? reflitam e terão a resposta do que digo. Discursos bonitos não levanta a auto-estima de ninguem! o que o povo quer é comida, saúde, segurança, diversão, arte e dinheiro no bolso é óbvio!