quinta-feira, 4 de agosto de 2011

PETECÃO MEXEU EM CASA DE CABA


O senador Sérgio Petecão (PMN-AC) mexeu num vespeiro ao questionar o preço do quilômetro de asfalto na BR-364 e defender a CPI dos Transportes. Passou a ser acusado pelos petistas do Acre de patético, aético e até de ser contra a obra.

Sem espaço para se manifestar e sob ataques da imprensa local, Petecão se valeu de sua página no Facebook para divulgar um vídeo de esclarecimento sobre a polêmica.

O vídeo mostra o senador Alfredo Nascimento (PR-AM). Em discurso no Senado, o ex-ministro dos Transportes considerou injustiça dizer que Petecão é contra a conclusão da rodovia.

- Estou questionando o valor da obra porque uma pessoa do alto escalão do governo federal me recomendou a fazer isso dizendo que temos que estancar o desvio de verbas e garantir a conclusão da BR-364 - disse o senador ao blog.

Petecão segue pautando a política no Acre.

21 comentários:

Julio Cesar disse...

Altino,

Parabenizo o senador Sergio Petecao pela iniciativa, claro que ele não é contra a conclusão da Br 364, mas não custa nada os irmãos donos do Acre apos 16 anos de atraso na conclusão dessa obra mostrar quanto está custando para o contribuinte esta obra. Quanto a imprensa, não fico surpreso, os novos aliados dos irmãos Vianas, os camelis e narciso mendes e cia fizeram o mesmo com a nossa Marina.

padilha disse...

Caro Altino,

O problema é que qualquer pessoa que pedir explicação sobre qualquer ato do Governo passa a ser taxada de "oposição" e contra o Acre. Essas pessoas são quase sempre destruídas moralmente e profissionalmente.

Lindomar Padilha

Carlos disse...

A história se repete...ninguém pode ousar perguntar o que se faz com o dinheiro do povo desse estado! Vira inimigo público nº 01, e essa imprensa ridícula(que se diz imprensa né), é podre, é o que o estado tem de pior depois dos políticos. Que eu saiba a imprensa deveria defender o povo, evidenciar as injustiças sociais, e tals, mas aqui quem deve ser protegido é o sistema vigente...que se dane povo, porque as verdades continuarão mascaradas, se não os "donos do Acre" não repassam a verba!

Frank disse...

Acho que devemos cobrar sim, de qualquer um. Quem paga o salário deles sou eu e vocês.

São servidores públicos como quaisquer um.

Ninguém nasce senador ou governador.

Sobrenome não é prova de competência.

Oposição não é xingamento.

cplauto disse...

Tô contigo Frank.

Se existem pessoas que não querem a conclusão desta obra, são os próprios Vianas, imagine só acabar com a galinha dos ovos de ouro e aquela promessinha de que vai acabar. O fato é que esta rodovia é uma vergonha, antes de ficar pronta já precisa de manutenção em vários trechos, falta de sinalização, os acostamentos estão ruindo, buracos por toda parte. E me pergunto se as empresas responsáveis por estes trechos estão dando a devida manutenção, pois, são obrigadas pelo período de 05 anos a fazê-la, como manda a Lei ou será que estamos pagando para outras empresas?
Órgãos de controle, nem pensar.

Mari@d@acre disse...

Se um SENADOR, e/ou SETORES DA IMPRENSA sofrem estes ataques, que dirá nós pobres mortais. Será que os petralhas acreditam que "o melhor lugar para se viver" é tão inóspito que é necessáro mais de 10anos para construir uma estrada com cerca de 600km? Acreditamos em papai noel, duendes, chapeuzinho vermelho, etc. De outra monta, a transamazônica vai ter 1.000km construídos em 1/3 do tempo, e com a metade dos recursos. DETALHE QUE A REGIÃO LÁ "não é o melhor lugar pra se viver", mas é tão INÓSPITO quanto.

Altemar disse...

Tem alguma coisa invertida, não é possível! Na esfera federal um grupo de familias que mama nas concessões e edita uma avalanche de coisas estúpidas e "estupidantes" sobre a Presidenta e assessorias, parece que faz o serviço inverso, ou ninguém observa o que a veja, piauí, isto é, Globo et caterva fazem diuturnamente?
Só posso concluir, por meu vesgo entendimento da discussão aqui iniciada, que aqui são mais poderosos que o Governo Federal.
É isso?

Estou Sabendo disse...

Os jornais aqui no Acre são meros divulgadores do governo e dos irmãos Vianas. São eles que ditam o que deve ser escrito e a forma como deve ser divulgado. Aliás esses jornalecos deveriam ser distribuidos gratuitamente a populção, já que são patrocinados com dinheiro público e com a conivência da justiça eleitoral.

Janu Schwab disse...

Toda vez que vejo um embate desses, tenho a impressão de que a política é feita de meninos birrentos.

Os companheiros no ramo, sabem melhor que eu: críticas, questionamentos e afins são do jogo. E ótimas oportunidades para que um projeto político se fortaleça naquilo que ele tem de verdadeiro.

Se há verdade, que ela seja esmiuçada, detalhe por detalhe. E não por esse azedume todo. Se criam dúvidas, nada melhor que alimentá-las com certezas. Assim morrem logo.

Desde que me entendo por gente, vejo que todo mundo nesse Acre quer que essa integração rodoviária entre municípios aconteça. Não há uma pessoa sã que não queira isso.

Mas esse anseio não pode ser justificativa para que a coisa seja feita de qualquer jeito e a qualquer custo em nome de um pretensioso desenvolvimento.

Sabemos que as coisas por essas bandas são mais difíceis. Há chuva, há o solo que cede, há a distância geográfica, há isso e aquilo.

O Acre é carente de tanta coisa que quando um décimo desse tanto de coisa vem, vem como redenção - ainda que custe o triplo.

Como acreanos (e até como brasileiros) precisamos perder essa mania de nos contentar com o pouco que custa caro.

E de tratar com maniqueísmo esses assuntos de interesse público. De um lado, os que querem o bem do Acre. Do outro, os que querem o mal.

Se isso é ser acreano, minha gente, pelo bem do Acre e de todos que vivem nele, sejamos um pouco menos acreanos.

Janu Schwab disse...

Em tempo: "casa de caba" é ótimo! rsrs

Joema disse...

Parece torcida de futebol ou briga de menino birrento pela bola.

Um fala no twitter que o outro nao quer a estrada. O outro poe no facebook que quer sim, mas com lisura.

Por essas e outras que eu nao tenho mais rede sociais.

Parece coisa feita nas coxas, sem profissionalismo.

A unica certeza que eu tenho, e que essa BR e uma sangria nos cofres da Uniao e deveria sim, ser bem investigada.

Esse estica e encolhe so tenta cobrir o que realmente deveria ser feito: Ministerio Publico avaliando tudo isso sem possibilidades de virar pizza.

Mas ai ja e pedir demais, ne?

Infelizmente.

Abs,

J.

Enzo Mercurio disse...

Petecao quando voçe estiver no governo voçe vai fazer diferente ?

Prometa aqui que sua futura gestão vai ser transparente.

Todo os custo de qualquer obra vao ser livremente publicado.

Prometa

eliomar m. disse...

Não adianta reclamar, espernear ou botar à boca na internet. Se não procuramos mudar essa patifaria práicada pela frente popular, pois quando os governos do passado nós roubaram o que é que fizemos! mudamos os destinos do estado e colocamos à frente popular no poder,"digo irmãos viana". E agora temos que mudar tudo novamente se não o ACRE: Fica pobre juntamente com seu povo, e o pessoal trakina da frente popular cada vez mais rico.

Mario Marcelo disse...

Qualquer um que entenda um pouquinho que seja de terralplanagem , geografia de solos , sabe da inconssistencia do solo do Acre e, dos custos da preparação de uma base para assentamento de asfalto no Acre , um solo areno - argiloso formado por sedimentos de rocha (quartzo e feldspato) aqui eh dificil ate pissara , o granito o cimento e as vezes ate areia vem de outros Estados isso encarece e muito os custos do Km asfaltado.
O Senador esta no papel dele tem que ter alguma bandeira de trabalho, sho precisa não embarcar nas ideias do Flaviano , afinal alguem lembra durante quanto tempo o PMDB ficou no poder no Acre ou, o que fizeram pelo Estado ,os escandalos a nivel nacional
contas fantasmas , empresarios , supostamente socios fugidos para portugal depois de falencias de ... bem , deixa rolar...

cplauto disse...

Papai do céu, prometo ser um bom menino, que vou me comportar e que nunca vou desapontar o papai e a mamãe... O resto não sei. Hum! Que promessa difícil. Ainda bem que o resto é o resto.

Renaldo disse...

Mas uma vez a história se repete, ao inverso. Na década de 1990, os que acusavam a MARIANA de ser contra as construção das estradas era Orleir, Cesár Messias e suas trupes, com Petecão como deputado só observando e colocando, as vezes gasolina no fogo esta foi triturada pela nossa "imprensa" de trabalhar pelo embargo da construção das estradas.O tempo passou, e é hoje os neoaliados do vianismo antes aliados da MARINA quem procuram triturar o PETECÃO. O que é o tempo e a história.

Marcel Marques disse...

O tipo de terreno que não ajuda, o transporte dos insumos por balsas que só podem navegar com rios cheios, uma obra que só pode ser realizada no verão, enfim estas e outras dificuldades encarecem sim e muito o custo da obra, mas, não é por isso que não se pode investigar, justamente por se pagar tão caro, é que deve-se sim querer saber se os recursos não estão sendo desviados, e isso faz parte da democracia e ponto, eu adoraria por exemplo uma auditoria independente das obras da BR-364, afinal de contas quem não deve não teme.

eliomar m. disse...

Tái uma opinião curta e bem colocada à do senhor Marcel Marques. Por ser cara esta obra é que deveria sim ser imvestigada e se não tem nada de errado tudo bem, mais só assim daria subsidios para à frente popular.

Altemar disse...

Sugestão de leitura sobre midia e poder, inclusive aos nao maniqueístas.

http://www.rodrigovianna.com.br/palavra-minha/globo-vai-partir-pra-cima-de-amorim-isso-prova-que-dilma-escolheu-bem.html

Jefferson disse...

parabéns peteca! vamos ver se essa BR termina! quantos empreiteiros ainda tem pra ficar multimilionário para esta obra acabar?

Mario Marcelo disse...

Tens razão meu caro Marcel, mas como vc disse uma (auditoria independente)concordo plenamente que qualquer obra ou empreendimento publico deva ser auditado, fiscalizado mas sem as paixões que dão o tom das coisas por aqui. Ocorre que no Acre eh dificil fazer qualquer trabalho calcado apenas na tecnica , quem um dia mamou e perdeu a teta pra outros lança seus balõezinhos de ensaio e pronto a celeuma esta formada , o circo esta montado e nosh pobres mortais,navegamos e expomos as nossas ideias sem muito eco.