terça-feira, 9 de agosto de 2011

ACRE EM "SITUAÇÃO DE CRISE"


A secretária nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça, Regina Miki, disse ao desembarcar na tarde desta terça-feira (9), em Rio Branco, que o Acre vive uma “situação de crise” em decorrência do ataque de grupos paramilitares peruanos contra a Frente de Proteção Etnoambiental do Rio Envira, mantida pela Funai (Fundação Nacional do Índio) no igarapé Xinane, na fronteira Brasil-Peru.

- Nós temos aqui uma situação de crise e nesta situação nós temos que conter a crise para que possamos entrar numa linha natural de trabalho. A Força Nacional está aqui para dar a primeira contenção, que é proteger os índios e nossos servidores. A partir disso, nós vamos ter uma ocupação permanente pelo Ministério da Defesa. É para isto que estamos aqui, para pactuar com o governo do Acre - afirmou.

Regina Miki, que chegou acompanhada do presidente da Funai, Márcio Meira, disse que a “ocupação permanente pelo Ministério da Defesa” vai durar o tempo que for necessário.

- Nós temos operações em que trabalhamos continuamente no Ministério da Defesa. Coordenada pelo Ministério da Justiça, a Operação Sentinela, onde trabalham as Forças Armadas, a Força Nacional e a Polícia Federal. Temos também operações pontuais, a Operação Ágata, coordenada pelo Ministério da Justiça. O que se fizer necessário, o Acre também vai ter, como todos os estados que apresentarem uma contenção de crise - acrescentou.

O presidente da Funai e a secretária nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça estão sobrevoando a Frente de Proteção Etnoambiental do Rio Envira.

Veja entrevista com Márcio Meira no Blog da Amazônia.

4 comentários:

Janu disse...

Esperemos o desdobrar dos panos pra ver no que vai dar esse vai e vem. Desejo as melhores ideias para desatar esse imbróglio.

Uma coisa é certa e nossa conhecida de décadas: medidas paliativas não resolvem descasos históricos. Já dizia Antônio Júlio, meu avô: É pela raiz que se corta o Mal e se planta o Bem.

Julio Cesar disse...

Bom dia, Altino,

Deu na coluna poronga do Governo do Estado:
Improbidade
O Ministério Público Estadual (MPE) denunciou o prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales (PMDB), por improbidade administrativa. Entre outras irregularidades, Sales é acusado de promover o nepotismo. Ele mantinha o filho na chefia de gabinete e mais seis familiares na administração municipal. Detalhe: a nomeação dos seis nunca foi publicada no Diário Oficial.

meu comentário: Será que o MPE terá coragem de denunciar o governador do Acre Tião Viana por lotear os cargos entre irmaos, primos, tios e sobrinhos todos em cargos de primeiro e segundo escalão.

Frank disse...

Minha humilde opinião é: tem que passar o cerol!!!

Vamos parar com esse nhenhenhem. Não resolve nada. Serve somente pra ese povo de Brasília vir ganhar diárias. Temos que dar uma mensagem curta, brusca e inesquecível para os contraventores externos e internos.

Pega esse povo da Guarda Nacional, que veio ganhar diárias por conta da greve dos PMs, e põe na fronteira com as outras forças.

Se a casa não tem dono, porque não invadir?

LAURO SANTOS disse...

PREZADO ALTINO E DEMAIS COLABORADORES, A RESPEITO DESTE TEMA(VULNERABILIDADE DE NOSSAS FRONTEIRAS NA AMAZÔNIA) QUE HÁ MUITO TEMPO NOSPREOCUPA.. E TEM SIDO FONTE DE ESTUDOS PELA ESCOLA SUPERIOR DE GUERRA, QUERO CONVIDA-LOS PARA A PALESTRA SOBRE A "ESTRATÉGIA NACIONAL DE DEFESA" QUE OCORRERÁ DIA 15/08 AS 18:30H NO AUDITÓRIO DA OAB/AC. ONDE SERÁ ABORDADO E DEBATIDO ESTE TEMA COM EXIMIO ALMIRANTE VEIGA CABRAL, ATUAL PRESIDENTE DO CLUBE NAVAL. E PROFUNDO CONHECEDOR DE NOSSAS FRONTEIRAS AMAZÔNICAS

AOS INTERESSADOS ENVIAREI, CONVITE FORMAL.
SDS.
LAURO SANTOS
VICE-DELEGADO DA ASSOCIAÇÃO DOS DIPLOMADOS DA ESCOLA SUPERIOR DE GUERRA NO ACRE.