quarta-feira, 27 de julho de 2011

ESTÁDIO ARENA DA FLORESTA

Jogos com portões fechados por falta de higiene e segurança


Por causa de problemas sanitários, falhas de engenharia e segurança, dois jogos das séries C e D do Campeonato Brasileiro serão realizados neste fim de semana, em Rio Branco (AC), com os portões do estádio Arena da Floresta fechados. Trata-se do estádio que o governo do Acre apresentou à Fifa quando a capital do Estado foi candidata à sede da Copa do Mundo de 2014.

A Promotoria Especializada de Defesa do Consumidor constatou falhas nos laudos exigidos pelo Estatuto do Torcedor. Os laudos foram apresentados à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) pelo governo do Acre, que construiu e administra o estádio há cinco anos.

A promotora Alessandra Marques afirmou que os laudos não atendem formal nem materialmente ao Estatuto do Torcedor. Os laudos são de responsabilidade do Conselho Regional de Engenharia, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Vigilância Sanitária.

O governo estadual tentou reverter a situação ao enviar à promotoria um novo laudo do Corpo de Bombeiros em menos de 24 horas. Segundo Alessandra Marques, persistem os problemas com relação às respostas dos quesitos que estão no laudo.

- O Corpo de Bombeiros primeiramente aprovou o estádio com um laudo formalmente incorreto. No dia seguinte, apareceu com um laudo correto cujo conteúdo estamos questionando porque enseja preocupações com a segurança, pois foi aprovado com restrições - explica a promotora.

Ela exige também um novo laudo de vistoria de engenharia na Arena da Floresta, o que deve acontecer tão logo sejam executadas as obras necessárias, apontadas pelo primeiro laudo.

- O laudo da Polícia Militar aprova o estádio, mas a maioria dos quesitos sobre segurança que deveriam ser respondidos positivamente, foram respondidos negativamente. Não existe, por exemplo, câmera de monitoramento. Mesmo tendo respondido tudo negativamente, a Polícia Militar dá o estádio como aprovado - avalia Alessandra Marques.

A promotoria considera a questão muito mais ampla porque a CBF tem o Ministério Público como parceiro para que os jogos sejam realizados de acordo com o Estatuto do Torcedor.

- O Ministério Público não embarga estádio. Quem faz isso é a CBF. O Ministério Público apenas certifica a CBF sobre a segurança dos estádios, com base exclusivamente nos laudos. Não tenho o poder de determinar data e local de jogo.

Prejuízo

Com capacidade para 13,7 mil torcedores, o estádio estará vazio no sábado (30), quando o Plácido de Castro vai enfrentar o Cuiabá em disputa da série D. No domingo, será a vez do Rio Branco disputar uma partida da série C contra a Luverdense.

O presidente da Federação de Futebol do Estado do Acre (FFAC), Antônio Aquino, disse que existia previsão de que seriam vendidos 10 mil ingressos para cada partida na Arena da Floresta.

Segundo Aquino, a realização de jogos com portões fechados resultará em prejuízo financeiro significativo para os clubes.

- Além disso, uma coisa é jogar com torcida a favor; outra é jogar sem a torcida, o que favorece o visitante. Há cinco anos são realizados jogos no estádio e nunca aconteceu nada grave contra os torcedores, embora a promotoria tenha questionado os laudos anteriormente. O certo é que a CBF tem que cumprir o que determina o Estatuto do Torcedor e o Ministério Público tem que fiscalizar - avalia Aquino.

9 comentários:

xapuriense disse...

Altino,

A CBF cumprir o estatuto do torcedor é brincadeira. Este estatuto não é cumprido em quase nenhum estádio de futebol no Brasil. Acabei de voltar de São Paulo, onde assistir jogos. O torcedor é muito mais desrespeitado do que no Acre. Corre muito mais risco de morte. Penso que o torcedor brasileiro e desrespeitado por tudo e por todos. Inclusive por outros torcedores e, principalmente, por Ricardo Teixeira.

Pelo que se comenta em algumas mídias (Principalmente Record e ESPN Brasil) esse senhor deveria está preso. Por isso me preocupa a promotora considerar a CBF parceira do Ministério Público. Isso é risível. Ricardo Teixeira parceiro? Quem acompanha do dia a dia do futebol brasileiro está cansado de saber quem é o “cara”.

O “Arena” tem problemas sim, muitos. Eu que frequento o lugar, posso enumerar mais de uma dezena. Desistir de ir aos jogos do Estadual pelo desrespeito na compra de ingressos. Mais penso que a segurança lá é muito superior a maioria dos estádios no Brasil. Não me refiro a questões de engenharia, pois sobre isso não tenho informações. Nesse ponto perguntaria: as arquibancadas da Expoacre são mais seguras? Os brinquedos infláveis que estão funcionando lá esse ano são mais seguros? O tão propalado “arvorismo” que está sendo praticado lá é seguro? Aquele balão tem autorização e laudos para operar?

Sobre os brinquedos infláveis, em anos passados crianças já tiveram alergias sérias, inclusive meu filho. Os empresários proprietários dos brinquedos haviam passado um produto químico para facilita o “escorregar da meninada”. Com o laudo do médico que atendeu meu pequeno (a varias crianças) fui até a vigilância sanitária e, nada.

Acho que tem muitos holofotes nessa pendenga.

Carlos Castelo
Professor UFAC

Nilton disse...

"Tudo isso é mentira porque nosso estádio está pronto para sediar até a abertura da copa do mundo".

Roberto Feres disse...

Bom... uma coisa é uma coisa e... outra coisa é outra coisa...
Se tem uma regra de segurança do torcedor ela tem que ser respeitada aqui e em qualquer outro lugar.
Se a tal regra não está sendo respeitada Brasil afora, isso não nos dá o direito de desrespeitá-la também.
Ponto.

DaviAcre disse...

É brincadeira... Pessoal querendo aprecer mesmo. Desde quando esses estádios de times da série A não possuem nenhum problema sequer? Falaram que o Arena da Floresta apresenta mais que uma centena. Nossa que bizarro, acho que entrou nesse meio até o grau de clorofila das gramas do campo, o nível de resina das tintas que pintam o estádio, o índice de refração dos bancos e por aí vai. Lamentável.

xapuriense disse...

Caro Roberto,

Não disse no comentário que devemos desrespeitar regra alguma. Minha critica maior foi com relaçção a CBF e seu dono.

Mesmo achando que, em algumas situações, é necessário questionar regras sim. Afinal, a ditadura militar/civil sobrevive através de vários aspectos ainda hoje. Então, resta a todos nós combatê-la.


Carlos Castelo

eliomar m. disse...

Como o prof.Carlos Castelo, conhece e já assistiu jogos em outros estádios pelo brasil afora. Eu também já vi muitos jogos no maracanã,serra dourada,pacaembu,morenão,mené garrincha que já foi implodido e muitos outros estádios. Mais desde que foi inalgurado o estádio arena da floresta, sempre disse que essa praça esportiva erá uma porcaria, pois à visão do torcedor que está na arquibancada tém das laterais do gramado é orrivél. E essa praça de esportiva nunca foi términada e entregue por inteiro, mais como o arena da floresta foi inaugurado somente para atender para atender os caprichos do ex-governador Jorge Viana. Que estava se despedindo do comando do estado. Assim foi feito. Mais sem conclusão definitiva, pois esse estádio ainda não existe de verdade como deveria ser realmente, e todos no governo sabem disso. Menos o povo e o eleitor.

Renaldo disse...

A história que corre nos bastidores sobre a construção deste estádio é de arrepiar os cabelos de um careca. Estádio que não foi totalmente concluído como estava em seu planejamento original, as empreiteiras fizeram funcionar os seus velhos e surrados métodos, depois ainda querem ser sede de uma copa do mundo, com os gestores que temos, em??????!!!!!

Altemar disse...

Conseguiram contornar a situação. Assim me disse o presidente do Tigre do abunã aqui em Plácido de Castro. E amanha vamos lá torcer galera.

Magui disse...

Existe violência neste estádio? Porque as câmaras são necessárias em lugares onde a população é gado bravio e a CBF generaliza como se todo torcedor brasileiro seja igual à estas torcidas.