segunda-feira, 18 de julho de 2011

Ê BOI


Como não há controle nem fiscalização, caminhões carregados com toras de madeira transitam dia e noite pela estrada da Área de Proteção Ambiental Raimundo Irineu Serra, em Rio Branco.

A estrada também virou passagem para caminhões carregados de bois. Dois deles destruíram na tarde desta segunda-feira (18) a rede elétrica do bairro. Os moradores permanecem sem energia.

Quando o governo estadual vai fechar o trecho de barro da estrada, de 4,3 quilômetros, que os fazendeiros e madeireiros mantém aplainado durante a estiagem para dar passagem aos seus caminhões?

5 comentários:

Albuquerque disse...

Não tem que fechar não. Esse é um importante acesso ao aeroporto. Deve sim, ser asfaltada e urbanizada. Quanto a área de preservação ambiental cabe aos moradores cuidá-la.

Roberto Feres disse...

mas não vão mudar o aeroporto pro Quinari?

Acy disse...

Gente, tenham dó, a estrada existe para se trafegar... o que tém que ser feito é asfalto,temos que termos melhores condições de vida, temos que termos saúde, segurança,lazer e dinheiro no bolso. deixem o progresso chegar em nosso Acre. Não podemos viver à própria sorte. Pregam tanta ecologia... mas o que existe mesmo é demagogia... Affff!!!

Andarilho disse...

Por mim pode fechar, acesso para o aeroporto tem um estrada com duas faixas.
E além, do mais, o novo aeroporto não será naquela direção.
Se for asfaltada servirá, futuramente, somente para varadouro de toreiros e boiadeiros.

Roberto Feres disse...

a gente somos inútil...


... saiu...