segunda-feira, 25 de julho de 2011

ABUSO DE PODER ECONÔMICO

TRE julga processo que pede cassação de senador e governador

O Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC) julga na tarde desta segunda-feira (25) uma ação de investigação judicial eleitoral em que o Ministério Público Eleitoral (MPE) pede a cassação do registro ou diploma do governador Tião Viana (PT), do vice-governador César Messias (PP), do senador Jorge Viana (PT) e do candidato derrotado ao Senado Edvaldo Magalhães (PCdoB).

Os quatro políticos são acusados de se beneficiarem de seu poderio econômico e político. Eles teriam cometido abuso de poder econômico, abuso de poder político, uso indevido e abuso de meios de comunicação social.

O MPE acusa os irmãos Viana, Messias e Magalhães de uso de servidores públicos em várias ações na campanha, sempre convocados por seus chefes e superiores, constrangimento de autoridades, engajamento articulado do empresariado local para obtenção de contratos futuros, esquema de financiamento de campanha, convocações de trabalhadores de empresas dependentes da administração estadual e municipal para reuniões e atos de campanha.

Na acusação de abuso de meios de comunicação, de acordo com o MPE, a ação comprova os fatos por meio do uso indevido do Sistema Público de Comunicação para privilegiar os candidatos da chapa majoritária da coligação Frente Popular do Acre, além de divulgação de pesquisas sem registro e direcionamento da linha editorial de vários veículos.

O MPE afirma que os veículos fazem parte de grupos empresariais que também mantém contratos com a administração pública, gerida atualmente pelo mesmo grupo político dos candidatos eleitos pela coligação.

O TRE-AC não tem tradição de condenar políticos do Estado. Mas, caso sejam condenados, os representados poderão ter o registro de candidatura ou diplomas cassados, além de serem declarados inelegíveis pelo prazo de oito anos.

7 comentários:

eliomar m. disse...

À tai uma coisa que eu queria vêr acontecer nos tribunais eleitorais. Até por que não vai acontecer essa cassação pois os magistrados não tem peito para tal feito, e o que mais se viu e se vê nas campanhas da frente popular, é um abuso de todos tipos de poder. O que é um absurdo e ninguém faz nada, e olhe que eu não gosto da oposição e muito menos dos mentirosos do ptzão. Mais da cabeça de juiz e bunda de nenem, não se pode esperar nada.

Julio Pinto disse...

Só tenho certeza de uma coisa! A absolvição é certa, ainda mais em processo conduzido pelo MPE onde todo promotor(a) tem marido/esposa com cargo nomeado no governo ou TJ.

Estou Sabendo disse...

As provas não deixam dúvidas e são fartas! mais falta peito e coragem pra alguém cassar o mandato desses caras! Se fosse de oposição, certamente já estriam fazendo as malas.

Joema disse...

Sera, so imaginacao?
Sera, que nada vai acontecer?
Sera, que e tudo isso em vao?
Sera, que vamos conseguir vencer?


Abs,

Joema.

Renaldo disse...

Não vai dar em nada. Só quem acreditar em papai noel, branca de neve ou algo do genero, pode acreditar q vai acontecer algo com os "DONOS DO PODER" no Acre

cplauto disse...

Eu vou contar uma historinha para vocês dormirem ou acordarem. Era uma vez num reino distante, muito distante, na floresta...zzzzz... a tiroleza é tão legal...zzzzz...

Mario Marcelo disse...

Se alguem conhece algum politico que se elegeu sem dinheiro, (exeto o cabide, que duvido repita o feito), atire a primeira pedra, o Brasil eh um pais de corruptos e corruptores , tanto que vota quanto quem eh votado , em maior ou menor grau,compra e vende a coiciencia , cobra solução mas não gosta de atitude que busque solução.