segunda-feira, 4 de abril de 2011

GAMELEIRA

É um lixo onde o Acre começou


Historiadores contam que Rio Branco (AC) surgiu em 28 de dezembro de 1882, quando o seringalista cearense Neutel Maia e seus homens, numa sinuosa curva do rio Acre, avistaram uma frondosa árvore e no tronco dela atracaram sua embarcação.

Tombada como patrimônio histórico e cultural do Acre muitos anos depois, a gameleira é motivo de orgulho para muitos acreanos. A novelista Glória Perez, por exemplo, quando visita o Acre abraça o tronco da árvore em memória de Miguel Ferrante.

- Papai uma vez me pediu: toda vez que for ao Acre dê um abraço na gameleira por mim - conta Glória Perez.

Na margem direita do rio Acre, o governo revitalizou prédios antigos, construiu parcialmente um calçadão, além de um mastro com mais de 50 metros de altura onde tremula a bandeira acreana. O local passou a ser chamado de centro histórico de Rio Branco.

Mas a promessa de continuidade da obra jamais alcançou a árvore centenária, que está cada dia mais abandonada e ameaçada.

Embora a área seja patrimônio público, pretendo ocupar aquele pedacinho onde viceja uma dezena de bananeiras. Quero fazer uma nova palafita para servir como espaço de redação deste blog.

Terei que me dirigir a algum político ou gestor público? Ou basta chegar e ocupar?

Clique nas imagens para visualizar melhor o lixo que é o cartão postal da cidade.

5 comentários:

Fala Caserna disse...

Receio que vc deverá pedir para o seu Tião, invente um argumento qualquer, diga que eles ganharão a eleição para a prefeitura em 2012 (mesmo isso não sendo verdade) e ganhará um espaço para editar o blog e escrever poesias para o rio que tudo arrasta. ( ou para o PT que tudo quer)

Paulinha disse...

Altino,

creio que não é muito difícil não...simples, basta estar do lado de lá e levantar a bandeira do PT e achar lindo e perfeito tudo que eles fazem. Aí você so não tem um pedacinho não...aí você poderá muitas coisas.

é ruim heim?

Eduardo disse...

Altino meu camarada não basta chegar e ocupar ou requerer ao Angelim. Você terá que pedir autorização ao Gracil Roque, que é o dono do roçado que pretendes invadir. Em épocas de verão ele planta também um macaxeiral e o que faz quando colhe os frutos são outros quinhentos... Faço uma observação com relação ao "mastro" da gameleira: a bandeira do Acre está em frangalhos, além de ter apenas um lado. É a única bandeira que eu já vi que tem um lado do avesso...

Acy disse...

Que ridículo ver aquela bandeira rasgada...

sergio souto disse...

Pretendo fazer um show e destinar toda renda pra compra de uma nova bandeira.
rsrsrssr
É serio!!