sábado, 26 de dezembro de 2009

JORNALISMO MÃE DINAH

Dizem que quem morre de véspera é peru. Reportagem do matutino A Gazeta também. Na edição de quarta-feira, 23, Nelson Liano Jr. anunciava:

- Avião com 45 toneladas de produtos peruanos chega a Cruzeiro do Sul. Foi uma batalha de quase uma semana para que o DC 8 chegasse, ontem, de Pucallpa para Cruzeiro do Sul carregado de frutas, verduras e legumes. [Leia mais aqui]

Os fatos e o repórter Genival Moura, do site Tribuna do Juruá, desmentiram o jornalismo "mãe Dinah" ao noticiar no Natal que os produtos do Peru só vão chegar em 2010:

- Vôo de avião cargueiro para Cruzeiro do Sul que chegou a ser carregado em Pucalpa com 45 toneladas de frutas e verduras, foi cancelado por falta de um equipamento para funcionar o avião. Nova tentativa será feita em janeiro. [Leia mais aqui]

Haja peru para tamanha barriga.

5 comentários:

Brasilino disse...

E lá na matéria da ttribuna do juruá colocaram um dos aviões como "Antanov-AN16".

O "AntOnov" deve ter se perdido no caminho e, como sempre, os "AntA 9" do jornalismo internético acreano escrevem suas asneiras de praxe.

PS: se alegarem que foi erro de digitação, é mentira, pois no teclado o A fica a léguas de distância do O.

grilo disse...

Como falo, a imprensa vianista oficial não tem jeito, agora com desejo enorme de eleger o amigo do peito Edvaldo Migalhães cria de qualquer jeito um factoide para ver se desce goela abaixo onde eles estão ruim das pernas eleitoralmente.

Lindomar disse...

Caro Altino,

Não é de hoje que o tal "repórter" se presta a tal papel. Quem não lembra dos textos escritos no Página 20 destinados à promoção do projeto de exploração de petróleo e gás natural no Acre? e as besteiras ditas na rádio (Cameli) Juruá FM em defesa da "privatização" das florestas públicas? Meu Deus! até quando? e, infelizmente, 2010 ainda será um ano de eleições!

Bom trabalho.

Lindomar Padilha

...vdj... disse...

Se tivesse vindo de toyota pela estrada já teria chegado... mas entáo pq não acionaram o helicóptero?

♥♥deby♥♥ disse...

Jornalista é realmente uma categoria sem classe ou uma classe sem categoria...
Chamar este senhor de jornalista ? fala sério,meu !!
Quando o distinto cidadão trabalhava aqui no Juruá,cometia erros medonhos de português que eram motivo de chacota em toda a região.Além disso,era acometido pela doideira do sensacionalismo onde pessoas humildes eram enxovalhadas ,sem o direito de resposta.Quando o entrevistado era poderoso a coisa mudava de figura.Por mais de uma vez recebeu,ao vivo, "puxões de orelhas" do ex-governador Orleir e do governador Binho por perguntas mal formuladas.Sua reação era uma risada sem graça,que não conseguia esconder mesmo o programa sendo no rádio...Meu Deus !! que vergonha !!!Se isto for ser jornalista ,"é a treva".....
Agora está dando seus "shows" na capital White River,que era como ele, de forma jocosa,chamava Rio Branco.Não deixou saudades aqui em Southern Cross,quá,quá.quá.....