quinta-feira, 15 de outubro de 2009

EXPERTS DEMAIS

Empresa faz proposta de R$ 700 mil para realizar "planejamento estratégico" do Judiciário e começa a trabalhar antes da licitação e do contrato


Faz uma semana que o Judiciário do Acre reuniu (leia) no Teatro Plácido de Castro, em Rio Branco, seus magistrados e servidores para iniciar o planejamento estratégico plurianual da instituição.

A empresa responsável pelo trabalho é a EPM Experts Ltda., que funciona na sala 103 do edifício Adonay Santos, no centro de Rio Branco.

Na tarde desta quarta-feira, 14, compareci ao escritório da empresa e um de seus diretores revelou que o planejamento estratégico do Tribunal de Justiça poderá custar R$ 700 mil ao erário.


A proposta de planejamento terá que ser concluída até o dia 4 de dezembro e será submetida à apreciação dos desembargadores que compõem o Tribunal Pleno Administrativo.

- Na verdade nós estamos fazendo um investimento de risco. Apresentamos a nossa proposta e se o Tribunal de Justiça aderir ao registro de preço do governo estadual seremos contratados. Do contrário, se tiver que ser licitado, como já estamos trabalhando, teremos prejuízo. A proposta de R$ 700 mil é um preço razoável e estamos trabalhando no limite - disse um diretor da empresa.

Segundo ele, a EPM Experts Ltda. já presta serviços de consultoria ao governo estadual via Secretaria de Planejamento e foi recomendada ao Tribunal de Justiça pelo secretário Gilberto Siqueira.

A empresa tem sede em Belo Horizonte (MG) e dado o volume de trabalho no Acre acabou abrindo uma filial nesta terra boa e promissora.

O que se questiona é como a EPM Experts Ltda, sem que tenha havido o devido processo licitatório, já esteja à frente do planejamento estratégico do Tribunal de Justiça quando está em jogo uma soma vultosa de verba pública para uma atividade relativamente simples.

A reportagem consultou por telefone o desembargador Arquilau de Castro Melo, presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Acre, para saber como conduz o planejamento estratégico daquela corte.

- Decidimos realizar o nosso planejamento estratégico a custo zero. Entendemos que a melhor maneira de alcançarmos nossas metas é envolver toda toda a nossa equipe de servidores. Ela é que realizará o planejamento. Ninguém melhor do que ela para isso, embora também pudéssemos ter recorrido ao Sebrae do Acre que faz isso muito bem - afirmou Arquilau Melo.

Fecha o pano.

4 comentários:

Acreucho disse...

A empresa certamente está sendo contratada pelo seu QI (quem indica), como o dinheiro é nosso e não deles(do governo) está tudo bem. Alguém acredita que uma empresa de Minas Gerais vai abrir uma filial, com toda burocracia aqui no Acre, por míseros 700 mil? Tem muito mais coisa , se a gente "levantar o pano de novo", podem estar certos.

Thiago disse...

Muito espertos mesmo, querem ganhar quase 1 milhão por um trabalho que em outro órgão da justiça é feito de graça.. O pior é que devem conseguir.

acre disse...

Não se desesperem, pois se não for a Experts será outros expertalhões, mas uma coisa e certa - O Dinheiro será desviado de qualque forma. esta é a lei natural das coisas. Sempre aconteceu assim e sempre acontecerá. Sempre haverá os contentes por estarem se beneficiando e os descontentes por não estar participando das panelinhas. Calma que tem hora e vez para todos. Daqui uns anos essa turma boa ai estará vendo os que hoje estão reclamando roubar e denunciando também. hehhehehehhehehehhhehehehehheheh
É por essas e outras coisas que a vida é divertida.

Abdoral Cardoso disse...

Pois é, mais estranho ainda é sabermos que todos os manuais e diretrizes da política de planejamento estratégico são elaborados pelo Conselho Nacional de Justiça, em reuniões que contam com a presença de gesores regionais. Então é só aplicar o manual. Convehamos! Abdoral Cardoso