quarta-feira, 19 de agosto de 2009

MARINA NÃO É MAIS DO PT



A senadora Marina Silva já se desligou do PT. Em carta enviada na manhã desta quarta-feira, 19, ao presidente do partido, Ricardo Berzoini, a ex-seringueira e ex-ministra do Meio Ambiente comunicou a decisão:


- Hoje lhe comunico minha decisão de deixar o Partido dos Trabalhadores. É uma decisão que exigiu de mim coragem para sair daquela que foi até agora a minha casa política e pela qual tenho tanto respeito, mas estou certa de que o faço numa inflexão necessária à coerência com o que acredito ser necessário alcançar como novo patamar de conquistas para os brasileiros e para a humanidade. Tenho certeza de que enfrentarei muitas dificuldades, mas a busca do novo, mesmo quando cercada de cuidados para não desconstituir os avanços a duras penas alcançados, nunca é isenta de riscos.

Segue a carta na íntegra no Blog da Amazônia.

23 comentários:

Anônimo disse...

ooooobbbbbaaaaaaaaa!!!!!!!!

Observador disse...

Adios, Dilma candidata do lula...!

Agora, Marina vai conhecer o verdadeiro lula das falas ao público, porque o lula, das decisões em secreto, nas reuniões fechadas, ela já conhece.
Vai ser um tiroteio pe$ado (nos dois sentidos) mas acredito que ela vai vencer.

Matthew Meyer disse...

Altino, que notícia importante! Obrigado pela cobertura da saída da Senadora do PT.

Matthew

Nilza Bellini disse...

Finalmente. Os dignos não suportam mais as deformações do PT.

Anônimo disse...

Prabéns Senadora pela corajosa atuação. Não digo isso por que não sou PT ou simplesmente pela emoção.Simplesmente porque vejo que a senhora continuaria tendo todas as regalias que o poder pode proporcionar, mas optou por uma coisa simples e para poucos:"O desejo de mudança, nem que isso custe as benéfices trazidas pela globalização política"
Tenha certeza, que os LULAS, OS JORGES,OS TIÕES,OS ANIBALS PELO BRASIL AFORA, vão ver a
'JÓIA" que perderam. Parabéns de todo o coração.

Silvana disse...

Ola Altino! Queria deixar um pequeno comentário.
Estando em Rio Branco por quase 1 mes- e acompanhando a leitura do seu BLOG, jornais locais e nacionais e o (Assunto "Marina")...
me faz pensar numa fábula:

"Na terra, quando nasce uma criança do sexo femenino, os calangos fazem festa e os urubus choram;
quando nasce uma criança do sexo masculino os calangos choram e os urubus fazem festa".

Agora que Marina disse: "ADIOS AMIGOS".
De quem será a festa?
Um abraço, Silvana

Anônimo disse...

Parabéns Senadora Marina!!Mulher forte! de fibra!!Sabe o que quer e como fazer!!A senhora orgulha todos os acreamos que querem ver um Brasil melhor!!E nos dá uma lição de que não devemos ficar reféns do caciquismo!!Deus lhe ilumine nessa nova jornada!!!!!

Ilíada disse...

Nunca estive presente no mesmo ambiente que Marina Silva. Tão pouco tive oportunidade de conhecê-la, mas me aproveitando desse desconhecimento, me atrevo a algumas inferências: para mim, a saída de Marina Silva do Partido dos Trabalhadores teve a mesma motivação de sua saída do Ministério do Meio Ambiente: coerência. Generosa e de uma humildade ímpar, imagino que jamais a Senadora se colocaria numa posição contraditória servindo ao mesmo senhor. Acredito piamente em suas palavras quando diz que compara sua saída do PT com a saída da casa dos pais. Sim, a despeito da lógica racionalista ditada pelos discursos, é difícil separar sentimentos privados de sentimentos públicos, ainda mais quando estes se fundem numa mesma trajetória.
O Partido dos Trabalhadores, não apenas para Marina, mas para toda uma geração, inclusive para a minha, foi a partidarização de um sonho, de uma esperança. Ninguém é ingênuo a ponto de imaginar que o Poder manterá todos os corações puros e edificados, apenas com motivações nobres e engrandecedoras. Ninguém está a salvo do poder de persuasão do Poder, tão pouco de suas benesses e encantos. “Humanos e demasiadamente humanos” que somos, estamos todos suscetíveis a essa sedução: conforto, reconhecimento, luxos... Assistir a condutas de desprendimento como as de Marina – agora pela segunda vez - para mim é uma privilégio. É uma forma de luta que não discursa, que não fica na retórica que vai, literalmente, a luta.
Em empreitadas como esta não adianta falar. Recentemente aprendi com uma companheira de trabalho que há certas coisas na vida as quais a palavra não dá crédito, mas sim as atitudes. Marina Silva mais uma vez demonstra ser uma mulher de atitude. Coragem não é um sentimento fácil de ser exercido. Não pela falta de coragem ou qualquer coisa ligada à covardia. Longe disso! Exercer a coragem requer de nós algo que nem sempre estamos preparados para enfrentar: o ônus da coragem. Alguns admiram a coragem como se ela só existisse de bônus, de glória. Se esquecem que para exercer a coragem é preciso ter o “lombo grosso”, calejado por situações das mais difíceis possíveis e, nem mesmo isso, nos dá a garantia de que conseguiremos lidar com o ônus da coragem.
“Somos destemidos pioneiros”. Cresci acreditando nisso: para viver no Norte todo mundo tem que ser um pouco destemido mesmo. Hoje entendo a coragem muito mais associada a um fardo que a qualquer outro sentimento altruísta. Marina é dessas pessoas que sabe o fardo que carrega. Desejo a ela e sua equipe muita firmeza na caminhada porque o futuro breve não será fácil. Ouvirão muitos absurdos, muitas grosserias, muitas inverdades, mas é só a firmeza de pensamento que não nos deixa cair e nos mantém dignos de nós mesmos.
Fiquem com Deus,
Flávia Ilíada

OBS.: Caro Altino Machado, parabéns pela incansável cobertura. Tenho lhe acompanhado e , conseqüentemente, conhecido mais seu trabalho. Muito bom contarmos com jornalistas como você nos dias de hoje.

Anônimo disse...

Parabéns Senadora!!!Que Deus ilumini cada passo e seremos vitóriosos!!!estamos vibrando com sua canditatura e tenha certeza que o povo Acreano estara ao seu lado não tenha duvida nisso.... Parabéns.

Ilíada disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Acreucho disse...

Há muito entusiasmo nos partidários de Marina. Observador diz "Já era Dilma"... Não é bem assim. Muita água tem que rolar por debaixo da ponte, pra gente poder chegar a alguma conclusão e ver o que pode ser feito. O primeiro passo já foi dado, sair do PT, agora entra-se numa fase de definições, onde Marina vai definir sua estratégia de candidatura. Decidir de que lado está, que apoios vai aceitar, sim, porque Marina não é candidata que possa aceitar qualquer apoio, espera-se dela muito mais do que fazem os outros candidatos, que se unem a qualquer partido, qualquer candidato. A única coisa que espero é que Marina não aceite aliança com seu velho partido, o PT. Cito uma frase de uma linda musica de Caetano: "Podemos ser amigos simplesmente, coisas do amor(da política)nunca mais... Ela já deu um grande passo rejeitando convite de Lula para estar em festividade em Rio Branco...

Anônimo disse...

valeu Marina. Você é nota 10.

Anônimo disse...

Como amigo dela imagino o que deve ter sofrido.
Marina é despojada de vaidades doentias.
Marina deve ser algum anjo encarnado, por isso, não estranhem o que vou dizer (sem qualquer idolatria): Até os anjos cansam!
Falo como "anônimo" para que ela não me repreenda radicalmente.

Anônimo disse...

Viva a presidente do Brasil!Agora sim,o Brasil pode voltar numa mulher de confiança, coragem e amor!

Leomando disse...

Alô Senadora Marina, a Sra. está certíssima, o PT envelheceu, parece enorme mas está inchado, doente. O povo precisa de novos rumos, novas bandeiras. a Ecoeconomia é a bola da vez. viva a vida na Amazônia, fora o fogo e a destruição.

Anônimo disse...

Altino! Entendo o entusiasmo dos Acreanos para com a senadora,que diga-se de passagem merece tal honraria.Mas o problema é o DNA petista que carrega consigo.Depois de tantos descalabros cometidos por Lula e seus áulicos será dificil o povo conseguir desvincular seu nome destas mazelas.BETO MINEIRO.

Crie Bijus disse...

ehehe é mesmo

Anônimo disse...

Calma pessoal, não fiquem afoitos com a saida da senadora Marina Silva do PTZÂO famigerado. Que ela teve suas convicções e lembrou seu passado de lutas junto com o PTZÂO isso ela teve; e que o PTZÂO famigerado por dinheiro queria jogar na lata sua biográfia, e isto ela não permitiu. Mais para quem imágina que ela se afastara de JV,Tião Viana,Binho Marques e muitos outros isto ela nunca vai fazer mesmo. Mais é bom ala abrir seus olhos com os companheiros do acre se ela quiser levar seu projeto presidêncial adiante.

Acreucho disse...

O que levantou o Beto Mineiro, do DNA petista de Marina é um fato inegável, mas, inteligente como é, poderá superar esse problema. Se Marina não isolar seus companheiros do PT, do Acre, Jorge Viana, Tião Viana, Binho e muitos outros, movidos pelo fisiologismo político, gerará a desconfiança do povo que resultará obviamente em sua derrota. Mas, tenho certeza que ela é bastante esperta para saber disso.

Anônimo disse...

Não é entusiasmo pela Marina e sim pelo jogo; como o jogo de bilhar: uma bola bate na outra e provoca uma direção, uma reação. Pode ser uma forma de detonar o lulismo que está prejudicando a todos, entenderam?

Anônimo disse...

PARABENS SENADORA. ESSA DECISÃO TAMBÉM TERÁ REFLEXO DENTRO DA CANDIDATURA A GOVERNO, OU ALGUÉM DUVIDA DISSO? APOSTO COM QUALQUER SE O TIÃO SAI PARA GOVERNADOR. VAI SER JV, NESSE EU APOSTO.

Acreucho disse...

Se for pra detonar o Lula e a camarilha do PT estou com você!

Anônimo disse...

Acho que a senadora deve traçar a partir de agora, seus próprios caminhos e ideiais.
Se for naquela de só porque são amigos de longas datas e lutas...der "brecha" pra jorge,tião,carioca e anibal, vai entrar numa fria. Eles vão acabar usando o carisma dela para se darem bem. (são EXPERT" nisto)
portanto senadora, use seus próprios pés para caminhar. "PÉS" que nem a senhora sabe que tem!!