quarta-feira, 25 de outubro de 2006

O DONO DA BOLA

Altino,

Essa é pra Leila Jalul. É um "Vale a pena ver de novo": a fotografia da primeira paixao dela, o meu irmão Saulo, "o dono da bola". A casa é a que hoje abriga um curso de inglês, em frente à Rádio Difusora Acreana - A Voz das Selvas. As duas criancinhas, no canto esquerdo, são Pilar e Tony, filhas do juiz Paulo Ithamar Teixeira. A de tamanho médio sou eu. As duas maiores são as sobrinhas da doutora Palmeirinda Figueiredo.


Beijo


Gloria Perez

Querida Leila, segure o coração e dê um clique sobre a foto. E quem quiser saber mais sobre esse correio sentimental, leia abaixo o que já foi escrito a respeito do caso. Imperdível: Toinho Alves baixou no Espírito da Coisa: "Política na era da imagem virou a arte de fabricar e manipular emoções. A coisa funciona assim: primeiro, temos que fabricar e manipular nossas próprias emoções, ou seja, enganar a nós mesmos. Aí passamos a acreditar na mentira e passamos a repeti-la com sinceridade. Então ficamos indulgentes com o que nos favorece e radicalmente críticos com o que nos contraria. Os outros são oportunistas; nós temos “senso de oportunidade”. Quem não sabe do que estou falando, está fora da política há muito tempo ou há mais tempo ainda dentro dela".

Um comentário:

sergio souto disse...

Bôa tarde Glória.
Dizem os meninos da época,que o Saulo e a bola, só se entendiam bem na hora da foto. Prá sorte dele, ele era o "dono da bola". (a foto não deixa dúvida)
O importante é que ele bate uma bola redonda. Chega a marcar belos gols na
área que o destino lhe reservou.
O meu irmão Chico Souto (QUIQUITO)e amigo do Saulo, foi que me contou.

Te abraço