quarta-feira, 6 de setembro de 2006

ALTO SANTO

O Centro de Iluminação Cristã Luz Universal - Alto Santo foi tombado ontem, por decretos simultâneos do governador Jorge Viana e do prefeito Raimundo Angelim, como patrimônio histórico e cultural de Rio Branco e do Acre. É o primeiro passo para o processo de tombamento da doutrina do Daime, fundada por Raimundo Irineu Serra (1892 -1971), como patrimônio histórico e cultural da humanidade. A solenidade foi realizada no Palácio Rio Branco, sede do governo estadual, com a participação de Peregrina Gomes Serra, viúva do Mestre Irineu e dignitária do Ciclu - Alto Santo.

O poder público reconhece a relevância histórica e cultural do Ciclu - Alto Santo, localizado na estrada Raimundo Irineu Serra, em Rio Branco, para a formação da doutrina do Daime, bem como para a formação da própria sociedade acreana, reunindo elementos de cultura material e imaterial que evidenciam o sincretismo amazônico em suas variadas vertentes.

Na doutrina fundada pelo negro maranhense Irineu Serra, os seguidores participam de rituais espirituais onde tomam a ayahuasca ou Daime, a bebida que é obtida a partir do cozimento de duas plantas da Amazônia, o cipó jagube e a folha chacrona.

O Ciclu - Alto Santo se constitui no mais importante centro daimista, conservando vestígios que remontam à década de 40, ou seja, à construção da doutrina do Daime por seu fundador. A decisão do poder público faz parte da estratégia do governo estadual e da prefeitura de reconhecer, salvaguardar e promover a diversidade cultural do Acre junto às comunidades tradicionais.

O tombamento foi solicitado pela madrinha Peregrina Gomes Serra, dignitária do centro. O processo de tombamento como patrimônio histório nacional está em aberto. Os bens a serem preservadados são a casa na qual ela e Raimundo Irineu Serra moraram; a sede do templo, onde são realizados os trabalhos espirituais; a casa do feitio; o poço, aberto pelo próprio Irineu Serra; o túmulo, onde ele está enterrado; a escola por ele fundada e a casa onde viveu Lêoncio Gomes da Silva, presidente eterno do centro.

Genuinamente brasileira

O governador e o prefeito destacaram a doutrina fundada pelo mestre Irineu Serra como a única religião genuinamente brasileira. Jorge Viana também assinou o decreto de tombamento da Casa de Chico Mendes (1944-1988), onde o líder sindical e ecologista viveu e foi assassinado. Mestre Irineu e Chico Mendes nasceram no dia 15 dezembro.


A Casa de Chico Mendes é um dos patrimônios históricos do Acre e recebe diariamente visitantes brasileiros e estrangeiros. Chico Mendes está no panteão dos heróis nacionais em virtude de sua luta em defesa dos povos da floresta, da reforma agrária e do meio ambiente. O tombamento da casa decorreu de uma reivindicação feita por Elenira Mendes, filha do seringueiro, que preside a Fundação Chico Mendes.

O jornalista Antonio Alves contextualizou a importância de Raimundo Irineu Serra e sua doutrina na formação acreana e destacou a simbologia do reconhecimento pelo poder público. Trecho do depoimento do jornalista está no vídeo abaixo.



Segue a íntegra da carta enviada por dona Peregrina Gomes Serra, viúva do Mestre Irineu, ao governador Jorge Viana e ao prefeito Raimundo Angelim:

"Rio Branco, 14 de julho de 2006

Venho por meio desta solicitar aos organismos responsáveis pelo patrimônio histórico municipal, estadual e federal, o tombamento de um conjunto de construções relacionadas à origem da Doutrina religiosa do Daime, situadas nas imediações do Alto Santo. Este foi o local onde om meu esposo, o Mestre Raimundo Irineu Serra, instalou, no início da década de 40 do século passado, uma comunidade cujos remanescentes me acompanham até hoje, parte significativa da história do Acre.

Raimundo Irineu Serra nasceu em São Vicente de Ferret, no Maranhão. Veio para o Acre nos idos de 1912. Trabalhando nos seringais do rio Acre, chegou a Brasília (atual Brasiléia) onde teve contato com outros maranhenses e bolivianos com quem aprendeu o uso da ayahuasca. Mestre Irineu começou então sua trajetória espiritual na qual, através da orientação de Nossa Senhora da Conceição, recebeu os princípios da doutrina religiosa que desenvolveu ao longo de toda sua vida.

Mudando-se para Rio Branco, estabeleceu uma comunidade rural na região do Igarapé São Fundo e organizou seus conhecimentos espirituais através dos hinários, das sessões de concentração, dos trabalhos de cura e diversas atividades nas quais passou a reunir uma irmandade cada vez mais numerosa. neste período, batizou a ayahuasca com o nome de Daime. Em sua companhia esteve Daniel Pereira de Mattos, que também fundou um trabalho espiritual no lugar hoje conhecido como Vila Ivonete.

Em 1954, Mestre Irineu se mudou, junto com outros irmãos da Doutrina, para uma área próxima à Colônia Custódio Freire. E foi neste lugar, atualmente denominado Alto Santo, que Mestre Irineu concluiu sua missão espiritual estabelecendo as raízes primordiais dessa nova doutrina religiosa.

Desde então, a irmandade fundada pelo Mestre Irineu Serra menteve-se no local respeitando e honrando os ensinamentos que ele nos legou. Neste local estão construções importantes para o prosseguimento desta tradição. Destaco dois conjuntos.

O primeiro inclui a casa do Mestre, transformada em Memorial da comunidade, a Sede de nossos trabalhos espirituais, a casa do feitio e o poço aberto pelo próprio Mestre. Excluo desse conjunto a minha residência e de dona Maria Laurinda, próximas ao Memorial, mas destinadas ao uso particular e erguidas em tempos mais recentes.

No segundo conjunto, do outro lado da estrada, estão alinhadas lado a lado: a escola municipal Irineu Serra, que é uma construção recente, mas que originou-se da Escola Cruzeiro, funda pelo Mestre no início dos anos 60, a capela com o túmulo do Mestre e de dois importantes discípulos, o Conselheiro José das Neves e o Presidente Leôncio gomes da Silva e, finalmente, a casa de Leôncio Gomes, construída em modelo igual à casa do Mestre e que ainda guarda as características da época em que foi erguida.

Todos esses bens localizam-se na Área de Proteção Ambiental Raimundo Irineu Serra, criada no ano passado pela Prefeitura de Rio Branco e têm, portanto, a atenção do poder público municipal. Acredito, entretanto, que o tombamento pelo patrimônio municipal, estadual e federal, dará maior segurança de que a obra do Mestre Irineu possa estar para sempre protegida.

Portanto, solicito à Prefeitura Municipal de Rio Branco, ao Governo do Estado do Acre e ao governo da República do Brasil o tombamento da área do Alto Santo como Patrimônio Histórico e Cultural de nossa Cidade, nosso Estado e nosso País.


Peregrina Gomes Serra"

Para saber mais a respeito da doutrina fundada por Raimundo Irineu Serra, leia o Manifesto do Alto Santo. Clique em APA, para saber a respeito da primeira Área de Proteção Ambiental de Rio Branco, no bairro Irineu Serra.

2 comentários:

Jussara Araújo disse...

Viva muitos vivas!!
Viva a Md. Peregrina.
E Viva você Altino.
Amei ler seu blog hoje com essas fotos especialmente a do Mestre e da madrinha.
Viva o governo do Acre.
abraços
Jussara

Sandra Bose disse...

Um jornalista amigo meu me indicou seu blog e acabo de ler algumas postagens.
Finalmente um blog com conteúdo e não do tipo 'diário' onde se lê "hoje acordei escovei os dentes e fui trabalhar"
Gostei do seu trabalho Altino.
Parabéns!
Sandra Bose