terça-feira, 31 de janeiro de 2012

OS CAMELI E A VELHA POLÍTICA DO PT

Os Léo criticam família que financia campanhas petistas



O telejornal Bom Dia Brasil, da Rede Globo, noticiou (leia e assista ao vídeo) que o  deputado federal Gladson Cameli (PP-AC) foi parado em uma blitz na madrugada desta terça-feira (31), em Brasília.

Como o teste do bafômetro confirmou que o parlamentar havia bebido mais do que a lei permite, Gladson Cameli foi levado para uma delegacia e saiu tentando se esconder no banco traseiro do carro.

A infração é gravíssima, multa de quase R$ 1 mil e ainda perde sete pontos na carteira.

O presidente regional do PT, Leonardo Brito, reagiu no Twitter logo após tomar conhecimento do caso envolvendo o deputado.

- A boa conduta política adverte. Se beber, não dirija - escreveu, assinalando a hashtag #AlcoolZero.

O presidente do PT considerou o caso uma "vergonha para o Acre na imprensa nacional".

- Lembrança dos tempos em que a velha política dominava o Estado. E que agora quer voltar.

Brito aproveitou para anunciar que o governador Tião Viana (PT) pediu que os policiais radicalizem na operação Álcool Zero, durante formatura de PMs em Cruzeiro do Sul, base eleitoral do deputado.

Também cheguei a me manifestar no Twitter pedindo para que Leonardo Brito não fosse ingrato com a família do deputado Gladson Cameli, aliada do PT. César Messias, vice de Tião Viana, é primo do deputado.

Lembrei que o ex-governador Orleir Cameli, tio do deputado, é outro da "velha política que dominava o Estado" e que ainda manda no Acre, sendo frequentemente elogiado por petistas como Brito.

Foi quando aconteceu um micaço: o secretário de comunicação do governo do Acre, Leonildo Rosas, errou ao tentar enviar um recado como mensagem direta para o presidente do PT.

Eis a orientação que caiu na rede, de Rosas para Brito, apagada minutos depois:

- Diz para o Altino Machado deixar de ser ingrato com o PT e Tião Viana, que tanto lhe deram guarida.

A reação de Rosas é motivada pela insurgência do deputado federal contra o PT local. Mas que são aliados, todos sabemos.

A família Cameli, outrora inimiga, é quem mais contribui para as campanhas do PT no Acre. O empreiteiro Eládio Cameli, pai de Gladson, se destaca entre os doadores da família.

No Twitter, finalizei com o comentário a seguir:

- Retratinho bem acreaninho: governador pede moralidade na política enquanto secretário dá instruções a presidente de partido político.

Ao tentarem se exibir e bajular seus chefes, os Léo perdem de vista muita coisa. Até parece que casos de petistas flagrados embriagados ao volante não têm sido abafados após telefonemas aos chefões do Acre.

Versão do deputado (atualização às 15h44 de quarta-feira (1)

"Venho a público esclarecer fato noticiado pela imprensa no último dia 31 de janeiro envolvendo o meu nome.

Em respeito à Lei e aos seus agentes, cumpri todas as formalidades exigidas durante operação de trânsito efetuada pela Policia Militar do Distrito Federal, tendo realizado, inclusive, o teste do bafômetro. Como foi, também, amplamente noticiado, em nenhum momento usei da prerrogativa de meu mandato de Deputado Federal para obter qualquer facilidade ou benefício.

Reconheço que, mesmo me sentindo bem, não deveria ter dirigido. Por isso, estou à disposição da Justiça para demais esclarecimentos sobre o fato, não me abstendo das responsabilidades como cidadão.

Por fim, ressalto que votei a favor da Lei Seca, bem como votarei a favor das alterações que tramitam na Câmara Federal.

Brasília, 1 fevereiro de 2012

Gladson Cameli
Deputado Federal"

16 comentários:

Cartunista Braga disse...

Num entendi nada, Altino!

ALTINO MACHADO disse...

É porque você é um "leuso", Braguinha.

Cartunista Braga disse...

kkkk Mas eu nunca bebi, depois saí dirigindo.

Roberto Feres disse...

Oi Braga...
essa atá dava uma charge boa...

Cartunista Braga disse...

kkk É mesmo, Roberto! Já é! kkk

Cartunista Braga disse...

Sabe, amigo Feres, estou meio zanoio das ideias...

Edilberto Araújo disse...

acho que no PT tem coisa muito mais pior do que beber ao volante, como corrupção , roubo do dinheiro publico, os irmãos coragem mandado em tudo a justiça aceitando o que os irmãos coragem manda e outras que em breve vocês vai saber aguarde amigo altino.

Diogo disse...

Dirigir após ingerir álcool é crime! álcool e direção não combinam, o Deputado deveria saber disso, essas coisas para o nosso estado só traz vergonha, plena segunda-feira, paciência. A relação álcool-volante revela facetas cruéis. Em cerca de 75% dos acidentes com vítimas fatais nas ruas e rodovias de nosso país existe um motorista alcoolizado envolvido. O Brasil está no topo da lista de países com maior número de acidentes de trânsito no mundo, com um milhão de acidentes por ano. Resultam daí 300 mil vítimas, 50 mil fatais. Deputado não foi para isso que senhor foi eleito.

eliomar m. disse...

Eu já não aguento mais tanta gente certa no poder, e um bando de eleitores sem um lider digno. Se o deputado bebeu e foi pego que se explique para o delegado e seu eleitor ira julgar nas urnas, mais dai vim um bando de sagueadores dos cofres públicos como esse pessoal da frente popular. Dár exemplos de moralidades não sei prá quem, ai não dá mesmo. E olhe que eu não o conheço esse deputado. E claro que eu não bebo álcool, e concordo com os radares e todos os tipos de intimidação contra os bebados do volante. Mais que seja com respeito por parte dos agentes de trâsito. E será que o governador Tião Viana, não vê que ele tém tudo para ser um bom governador. Mais ele precisa dár um basta em assessores que não são dignos de estarem em sua equipe e não repeitam se quer o eleitor e o povo. E mais quem bebe que pague por seus atos, e é assim que deveria funcionar à léi.

Altemar disse...

Tem um companheiro de copo e de cruz que sempre me diz "lá vem o neurótico", mas não dá pra segurar. Procurem pelo senador Dim Terim Bebim, por que ninguém diz p.n....? o safado foi pego por uma blitz, disfarçou, tava num carro que era de uma empresa que era dele, mas disse que não era dele, ou de uma empresa dele (e foi se enrolando), abafaram, mas com o nosso conterrâneo tinham que frescar, e se saiu no Bundia Brasil é porque eles estão mesmo perdendo audiência. Ahhh me ajude, vocês são de onde?
P.S.: lembro do deputado porque o atendi uma vez onde trabalho e me pareceu boa gente, e não lembro de tê-lo visto na urna eletrônica.

Mari@d@acre disse...

Mais uma vez parabéns a imprensa sem mordaça!! Pena que em nosso estado só voçê participe dessa imprensa....Não ví em nenhum outro site divulgação dessa pouca vergonha, o que escuto é que não estão divulgando, porque diante de tantas atrocidades que um político faz, dirigir bêbado vai dar pouco ibope.....

Julio Cesar disse...

Altino, bom dia.

a dupla Léo & Leo são dois caras de pau. O Primeiro Léo cortou o ovo pra agradar ao mutante Tião Viana com seu belo implante e de sobra traiu o Petecão, o segundo Léo é filho do Tácio de Brito condenado pela justiça e desfenetrado do Deracre, quem envegonha o Acre é seu pai Léo, quem envegonha o Acre é o secretario Antonio Monteiro com seus porres e seus strip.

eliomar m. disse...

Eu não o conheço o deputado Gladson Cameli, mais pelo que acompanho da politica e dos politicos ele é um jovem que não perde à postura. E o que aconteceu foi um deslize pois quem não bebe e passa da conta algum dia, e mais temos muito mais coisas vergonhosa para debatermos na politica: como os desvios dos recursos deste estado e no Brasil. E olha que tém muita gente que erá láscado da vida e hoje são grandes empresários.

Jairon disse...

Altino,
A "estranha" aliança dos tradicionais partidos da "Frente Popular" (PT e PC do B) com partidos de direita e políticos reacionários ou de reputação duvidosa, amplamente conhecidos na política e da polícia acreana, evidencia que o "vianismo" foi algo profundamente infértil e danoso para o pensamento progressista, a soberania popular e aos homens e mulheres de bem. Após mais de doze anos no poder, no enfrentamento eleitoral com a "turma" comandada por Orleir Camely , Romildo Magalhães , Ronivon Santiago , Narciso Mendes e Osmir Lima , os governos dos irmãos Vianas e Binho Marques tiveram que se aliar a políticos da mesma natureza. Aliás, estes cinco “metralhas” da política acreana, atualmente são tidos como aliados de primeira hora dos vianas, do PT e da “Frente Popular”. Desse modo, foram subjugados pela lógica de seus "inimigos", sendo assim, derrotado por eles, numa retumbante vitória da direita, do conservadorismo, do clientelismo e do fascismo.
Att,
Jairon

Renaldo disse...

É, parece,que quando algum politico com mandato deixa de apoiar o grupo politico da FPA, este passa a ser a GENI da política acreana. Este é o caso desse deputado, da família Camelli. Mas não podemos esquecer, que esta familia era execrada quando não era aliada, lá pelos idos da década de 90. Hoje, eles são anjos de candura, porque financiam as campanhas da FPA, hora dominando o governo e a prefeitura. Não podemos e não devemos esquecer isso!

Cleomilton Filho disse...

Elementar que a RTV Juruá, "maior sistema de comunicação de Cruzeiro e região", cujo dono é James Cameli, primo de Gladson, não tenha veiculado uma linha sobre o assunto.