segunda-feira, 12 de setembro de 2011

POSH CLUB

Uma boate com torre de linha de transmissão na entrada


A badalada boate Posch Club funciona na base de uma torre da linha de transmissão da Eletronorte, na Estrada Dias Martins, em Rio Branco, dentro da faixa de servidão, que é o espaço de terra determinado como necessário, em função das características elétricas e mecânicas, para garantir o bom desempenho da linha, inspeção, manutenção e segurança das instalações e das pessoas.

É quase certo que os frequentadores da boate não têm consciência de sua exposição aos campos elétricos e magnéticos gerados por linhas de transmissão, mas a Associação Brasileira de Normas Técnicas estabelece níveis de referência para exposição humana em projetos de instalações elétricas de geração, transmissão e distribuição e das medições desses campos.

Dentro das faixas de servidão ou segurança, que variam de 6 a 35 metros de largura, não são permitidas benfeitorias ou atividades que propiciem a permanência ou aglomeração constante ou eventual de pessoas ou aquelas que coloquem em risco a operação da linha de transmissão.

Quando instalou a linha de transmissão, a Eletronorte expropriou o imóvel do empresário Gláucio Melo mediante justa indenização para delimitar a faixa de servidão, cujo domínio permanece com o proprietário, com restrições ao uso. O imóvel do proprietário vizinho, por exemplo, serve como estacionamento. Porém, em 2006, Melo construiu a casa onde a boate funciona desde julho.

- O que fizemos está tudo legalizado. Temos alvará de funcionamento concedido pela prefeitura de Rio Branco, vistoria da promotoria de Defesa do Consumidor, autorização do Corpo de Bombeiros e da Secretaria de Segurança, além de uma declaração assinada pelo presidente da Eletroacre, Celso Matheus, dizendo que a área perpassada pela linha de transmissão onde funciona a boate atende as especificações e obrigações da servidão, nos termos técnicos e legais - afirma o dono da boate.

O Acre é legal demais.

17 comentários:

Blog do Gaio disse...

Só podia ser aqui no Acre.

@eutogorda disse...

aqui tudo poode! se outra boate funcionava em um posto de gasolina que mal há ser próximo de transmissão, a questão ée: uma mão lava a outra parceiros! :*

Carlos disse...

Meu caro Altino, vc lembra da Diesel? Uma boate num posto de gasolina?
não é só no Acre que existe essa de quem tem dinheiro pode tudo, vemos vários exemplos em outros estados, mas aki é abuso demais....muita prepotência, muitos "afilhados"...enquanto isso a população que se dane! :-)

Enzo Mercurio disse...

Acho que isso é inédito no mundo , nunca vi coisa igual .Agora se o proprietário disse ter os alvarás seria bom ele mostrar , pois falar todo mundo fala , até papagaio fala.

ALTINO MACHADO disse...

Enzo, você quer a cópia da autorização da Eletroacre, assinada no dia 4 de agosto?

Janu Schwab disse...

Ouvi dizer que ficar perto de uma dessas torres é como assar num forno de microondas, l-e-n-t-a-m-e-n-t-e, procede?

Francisca Ferreira disse...

Causa-me estranheza a matéria não fazer referência a boate DIESEL, construída em cima de um posto de gasolina, se o objetivo da matéria, ¨APARENTEMENTE¨, é falar sobre a segurança dos frequentadores de casas noturnas, tem o dever de alertar, também, os clientes da DIESEL, pois o PERIGO É BEM MAIS REAL.

ALTINO MACHADO disse...

Francisca Ferreira, procura por Diesel no blog e verás a quantidade de posts e de comentários sobre a boate. A Diesel continua funcionando no mesmo local.

Renaldo disse...

Isso não só acontece no ACRE, mas em todo o mundo desenvolvido, e subdesenvolvido. Mas no ACRE ultimamente essas coisas tem acontecido rotineiramente, pois este é um dos métodos utilizado pela FPA em troca de apoio logistico nas eleições, isso deveria ter mudado, mas a mentira voltou e criou raízes.

Jefferson disse...

idiota é quem paga para se expor desta forma.

Fátima Almeida disse...

Agora se o altino abrir uma boite dentro dos conformes provavelmente irá falir com aplicações de multas de todo tipo movidas por todos os órgãos envolvidos nessa questão. No Acre para ser bem sucedido tem que ser amigo ou compadre....

elson disse...

E uma propina bem gorda pelo geito...

elson disse...

Engraçado é que ontem estava lendo uma reportagem sobre linfomas..e em parte dela dizia que o câncer poderia ser ocasionado por exposição a radiação...

Matthew Meyer disse...

Bom, é "new concept" mesmo, o novo conceito sendo dar uma de cosmopolitano enquanto se assa por ondas eletromagnéticas.

"Posh" seria um termo meio equivalente a "luxuoso". Que luxo é esse quando se passa por uma monstruosidade dessas para entrar no paraíso?

Amo e respeito muitos acreanos. Mas desdenho quem participa de farsas como essa, onde em vez de dar valor no que é realmente do Acre, se fica querendo ser outra coisa, "posh-manqué".

Matthew Meyer

Marcel Marques disse...

Fiquei pensando nas cocotinhas e 'boys' que costumam frequentar não só a POSH como a DIESEL, ai lembrei da música geração coca-cola, "Quando nascemos fomos programados, a receber, o que vocês, nos empurraram com os enlatados, dos USA, das 9 às 6." o resto da música não coloco porque a geração daqui parou na primeira estrofe mesmo...

Gean Cabral disse...

Perderam a oportunidade de usar um slogan eletrizante: POSH - a boate chocante!

Márcio Chocorosqui disse...

Nem precisa Red Bull, todo mundo já entra "ligado".