sábado, 22 de janeiro de 2011

"LEVAR CULTURA"


O secretário de Cultura do Acre, Dircinei Souza, surpreendeu a platéia de estudantes, professores e intelectuais que lotava a Bilbioteca da Floresta, na noite de sexta-feira (21), em Rio Branco:

- Como estamos no começo de uma nova gestão, quero deixar bem claro que é compromisso do nosso governo levar cultura a todos os lugares do Acre - disse.

O secretário desconhece que cultura não se leva como algo pronto e acabado. Ela existe e se reconstrói a cada segundo a partir do contato com as diferenças.

Em tempo: o cabeludo Dircinei destoa na paisagem por causa do extremo apego ao seu chapéu panamá. Claro que um homem pode se tornar charmoso com o uso desse acessório, mas a etiqueta recomenda que é dispensável em certos ambientes.

Como o secretário não tira o chapéu nem em casamento e velório, existe muita gente curiosa para saber o que esconde sob o panamá.

Foto: Edison Caetano

15 comentários:

Marcel Marques disse...

Até concordo sobre a gafe do secretário, mas, no chapeu?? Tu não vai virar uma espécie de EGO ( http://ego.globo.com/ ) não né companheiro?

abraços.

Janu Schwab disse...

"Levar cultura a todos os lugares do Acre" é levar shows, né? Hmm.

Matthew Meyer disse...

Não existe canto do Acre onde não há cultura. Quem não entende um fato básico como esse... Tá dizendo o que, que vai tocar música clássica nas aldeias, feito Fitzcarraldo no Rio Amazonas? Levar cultura não precisa: viaja, veja, ouça. Já taí. Tá ouvindo? É o som de cultura acreana.

zaca disse...

" A sabedoria é o gerenciamento da ignorância" essa frase é de um francês chamado Jean Claude Coja. Ela é extremamente aplicável a muitos dos internautas e alguns blogueiros...
As definições da palavra cultura que estão no houaiss poderiam ser melhores interpretadas,principalmente para os que não teem cultura, mas mínimo conhecimento.

Fátima Almeida disse...

Ô leva eu
minha sodade
eu também quero ir
minha sodade
quando chego na ladeira
tenho medo de cair
leva eu
leva eu
minha sodade

Joana D'Arc disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Eu Sou,Joana D'Arc

sonoraflora disse...

O chapéu pode ser um disco voador que pousa na cabeça de alguns e às vezes fica. Serve para proteger do fogo mui amigo do Sol. Faz uma pequena noite portátil que recobre as idéias dos sonhadores. Alguns têm furos por onde passa a luz como miniestrelas. Pessoas de idade avançada costumam usar o tempo todo. Na Austrália as crianças só podem sair para o recreio ao ar livre se tiverem levado o seu para a escola. É que lá e no hemisfério sul a camada de ozônio é rarefeita. O chapéu perfeito é o ozônio do planeta. O chapéu encobre, protege e enfeita sobretudo a imaginação de quem o utiliza. A cultura é nosso chapéu. A casinha ambulante que vai conosco aonde estamos.
Beto Brasiliense.

Silvana disse...

Olá Altino... dando uma espiadinha... o secretário Dircinei Souza não é o boto, não? :)
Deixa ele levar, deixa, no chapéuzinho dele, aonde tiver lugar, leva a cultura!
E me leva também na viagem!?
Abraços, Silvana

Valden Rocha disse...

Altino,
Quando vejo um comentário desse, a sensação que tenho é de alguém que fica atentamente ouvindo as pessoas com interesse exclusivo de pegar pequenos deslizes, que muitas vezes não refletem o conteúdo proposto pelo orador, e comentar sobre o chapéu é brincadeira, parece comentário de coluna social.
Espero que o Dick tenha sucesso nesse desafio.

Walquíria Raizer disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Walquíria Raizer disse...

Olha o Altino gente, 'antenado nos últimos detalhes fashionistas'!
Daslu & Daspu que se cuidem, mona.
hahaha
Beijos pro Altino, e muita sorte aí pro Dircinei.
Essa coisa de ser ar-tixta exige muita arte né?
Beijos, beijos
Bom dia aos amigos,
Wal

silene.farias disse...

O Dick achou o "chapéu da viagem"...

. disse...

Esse cara parece aquele ator, cantor e humorista, o Zeu Brito, sinceramente nunca vi este cidadão aqui em Rio Branco, alguem pode me dizer quem é esse secretário? Vai ver que não frequentamos os mesmo ambientes. Mas essa ideia de levar cultura é bom, pois o acriano não tem cultura, e o pouco que tem, tem vergonha se assumir, o acriano quer uma cópia mal feita do carioca, sou acriano, tenho orgulho do Acre, não conheço que ame este Acre mais do que eu, mas sejamos realistas nós não temos uma identidade cultural definida.

Andarilho disse...

Levar cultura onde não tem.
Alguém, please, poderia definir cultura para o cidadão?
Coloco um significado para os intelectuais de sombrero:

->Conjunto dos valores intelectuais e morais, das tradições e costumes de um povo, nação, lugar ou período específico (cultura asteca/celta/mediterrânea); CIVILIZAÇÃO.

Hummm! Olhando a grosso, devo me considerar sem cultura? Analisando essa definição, dentre várias, da palavra cultura, e observando a definição dada pelo dono do sombrero, o povo acreano não tem cultura?
Ou a denifição deste deve-se ao fato de levaram show e mais show, custeado pelo erário, para o todo Estado, é cultura isso?

Gabriel disse...

aff...realmente vcs desconhecem essa grande pessoa de sábios conhecimentos que eh o nosso amigo DICK, sempre alegre, extrovertido, inteligente e engraçado. Sou aqui de Fortaleza, ele sempre vem por aqui, ver os amigos, e reconheço, o chapéu eh uma marca registrada, mas, nada ver, ele não deixa de ser o Velho Dick...
Gabriel Rodrigues.