sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

SOLUÇÕES INFORMÁTICA


Dois funcionários da Soluções Informática, empresa que tem como clientes o governo do Acre e a prefeitura de Rio Branco, despejaram no final da tarde de quinta-feira,18, uma montanha de lixo (documentos e computadores) na margem direita da estrada Irineu Serra, no bairro onde moro. A última remessa foi transportada numa Kombi branca, de placas ANR-5763. É a empresa que vende antenas para usuários do programa Floresta Digital. Lastimável que seja mais uma empresa a agir com desmedida irresponsabilidade numa área de preservação ambiental da cidade.

25 comentários:

Regina Cavalcanti disse...

QUE VERGONHA!!! CADÊ A PREFEITURA, A FISCALIZAÇÃO AMBIENTAL????

Rosangela Barros disse...

Eu também quero saber: cadê a responsabilidade ambiental da florestania?

Andarilho disse...

rsrs
Responsabilidade ambiental? Isso existe por aqui?
Os nosso alunos tem esse tipo de matéria no curriculo? Ou temos um processo educacional para atingir esse patamar de responsabilidade ambiental?

Andarilho disse...

Uma kombi levou tudo isso aí da foto? Caraacaaas!!!
Altino, isso é resto de estoque. Eles irão comprar mais antenas a preços simplórios e vender para nós com preços astronomicos. Devido a 'boom' da floresta digital, que oferece acesso a internet, gratuitamente, para todos (só para aqueles que pondem pagar pelo equipamento caro).
Lembrando que essa internet pode ser acessada com uma latinha de batatas.
É o Estado do Acre, 'o primeiro Estado a oferecer livre acesso a internet'!!!kkkkkkkkkkk

Unknown disse...

Esse Lixo não é digital! é Real!

Acreucho disse...

E a vigilância sanitária está preocupadíssima com as farmácias vendendo bombons e chocolates! A longo prazo este tipo de lixo é tóxico.

Gabi Ramos disse...

Que vergonha. Essa gente não tem jeito mesmo. Só vão aprender quando pesar nos bolsos. Eu venho dizendo que a Prefeitura tem que começar a se organizar e passar a multar esses proprietários de terrenos baldios e essas empresas que não querem se responsabilizar pelo seu lixo. Só sei que, essa "empresa" tem que ser punida, multada como exemplo para as outras, nada de deixar por isso mesmo, afinal de contas o Slogan do Governo é ou não é o Governo da Floresta? Então, floresta tem que ser limpa, sem poluição.

Odele Souza disse...

Lamentável e vergonhoso. Com essa gente, só mesmo aplicando pesadas multas para que deixem de sujar o planeta que infelizmente dividimos com eles.

Mas cadê a punição?!

CELIAS SOARES disse...

Caro Altino,
Brasil afora, o Acre é conhecido pelo zelo extremado com a floresta. Ser o Estado natal de Chico Mendes, de Marina Silva ,dá ao Estado uma espécie de salvo conduto de respeito ao meio ambiente.Essa é a imagem que passam,e é a que nós alimentamos.Quando o cidadão- digo pessoa física - comum joga lixo fora do lixo, é um sinal de desrespeito primeiro para consigo mesmo,em seguida para com o seu habitat.Agora,imagina quanto esse cidadão-pessoa jurídica - é prestador de serviços e/ou fornecedor de uma administração,que desde que chegou ao poder-1999- se auto denomina defensora da Floresta,que criou um vocábulo, Florestania, defensora ferrenha do extrativismo...Quando esse indivíduo,atua na contra mão da lei,tendo conhecimento da mesma,para mim,isso é certeza de impunidade.Uma pergunta a quem interessar possa:Como permitir entre os seus pares, pessoas sem a mínima consciência cívica de respeito ao meio ambiente?Exercer a cidadania, não resume apenas ao exercício dos direitos civis e políticos, antes e, sobretudo o respeito e a proteção ao meio ambiente. Senhores proprietários da Soluções Informática,se os senhores desrespeitam a Lei Ambiental,ao menos respeitem a memória do Mestre Irineu,deixando a estrada que leva o seu nome - e todas as outras- livres da insensatez, da insensibilidade,da ignorância e da irresponsabilidade dos senhores.Tenham pelo Acre ao menos um pouco que seja,do carinho,respeito e compromisso que o Mestre Irineu tinha.

Daniel disse...

Soluções Informática: "Nós temos a solução!"

Mirla Regina disse...

A lei de licitações é uma lei geral mas não impede normas específicas dos Estados.

Bem que o glorioso Poder Legislativo Estadual poderia trabalhar na edição de uma lei que exigisse demonstração de responsabilidade ambiental aos contratantes, ou vedasse contratação de empresas multadas por danos ambientais.

Anônimo disse...

Peraê pessoal, vamos por parte.

Uma empresa esta cometendo “crime ambiental”, e ela não mais ou menas criminosa porque é fornecedora do governo. Esta cometendo um crime e deve ser punida, esse é o ponto.

Como diz o provérbio popular, “Uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa”

Não duvido se a prefeitura – de quem é vocês já sabe – começar a multar não virá outros ou alguns que aqui freqüentam chamá-la de perseguidora.

Como dormir com esse barulho?

Rosangela Barros disse...

Muito bem lembrado por esses incríveis comentadores: além de não existir no currículo da educação acreana uma disciplina que habilite aos alunos (e conseqüentemente as famílias e a população em geral) à prática da responsabilidade ambiental, nossa gente também não sabe o que é ter uma mentalidade de florestania, os acreanos não respeitam a memória do Chico Mendes, quanto mais os ensinamentos da nossa religião autenticamente acriana de Mestre Irineu. Ninguém sabe ainda qual é a identidade do povo da florestania!...

É tudo muito contraditório: ao mesmo tempo que o governo fala de valorizarmos o nosso jeito de ser, apresenta seu pioneirismo em programas para além de nossas fronteiras, apenas confirmando a americanização de tudo.

Outro dia ouvi numa entrevista do governador, ele falando sobre o número de vagas que aumentaram nas escolas, porém ele não fala sobre a qualidade da educação quantitativa que ele super valoriza e que não é da florestania... Enfim, observem que o governador é Pós-Graduado em Educação, mas está a deixar nossa gente sem rumo, sem norte, pois ética e responsabilidade nuca houveram: daqui a pouco vamos ficar sem Acre...

Anônimo disse...

Eita, já estão invocando o espírito do Mestre Irineu para ajudar na peleja.

Mestre Irineu não é aquele que descobriu um chá de um cipó para deixar seus seguidores muito "legalzões" a sairem do finito para o infinito?

Depois não digam que sou eu que esta mudando o contexto!

Francisco Cândido Dias disse...

Merece com certeza a certificação da norma ISO 14000.Isso que se chama literalmente Floresta Digital, se alguém tiver umas mesas e cadeiras pra doação ficaria melhor.

Francisco Cândido Dias disse...

Acreucho , esses resíduos, jogados em lixões, constituem-se num sério risco para o meio ambiente, pois possuem em sua composição metais pesados altamente tóxicos, tais como: mercúrio, cádmio, berílio e chumbo. Em contato com o solo, estes produtos contaminam o lençol freático; se queimados, poluem o ar.

Rosangela Barros disse...

Realmente, SIMEI, só agora percebi que eu mudei totalmente o rumo da história mais uma vez... Só esqueci de falar que a Soluções Informática é totalmente compatível com a Floresta Digital, portanto a solução para a irresponsabilidade dessa empresa eu não sei qual seria!... Mas lendo o que o senhor Francisco comentou, fico tranqüila porque existem aqui comentadores com uma visão multidisciplinar que complementam minha limitada visão sobre a política da florestania... :)

Boa noite a todos!

Anônimo disse...

Bem meus prezados interlecutores e articulista. Só passei para desejar a todos Bom Final de Semana. Estarei fora da peleja e pedenga. Vou para o mato, ficar próximo de meus amigos Colonos, as únicas zueiras será os mugidos de minhas bichinhas de chifres.

Beijos a quem aceita serem beijadas, abraços aos que aceitam serem abraçados e pé nos traseiros de quem assim o preferir (rsrs)

Para mim foi uma grande semana!!!

Abs

sérgio de carvalho disse...

MULTA JÁ, É A SOLUÇÃO !!!

Acreucho disse...

Francisco não seria ISO 13.000? Acho que é mais adequado...

Francisco Teixeira Xico Branco disse...

É amigo, Manaus ta assim: ambientalmente abandonada. Aqui onde moro tem uma área verde agonizando. Já denunciei uma dezena de vezes um lixão viciado que tem nesta e nada é feito. 0 0800 92 2000 da SEMMAS parece servir apenas para anotar denúncias, nada mais. Já quase fui agredido por um cara da empresa Vitória Régia Indústria e Construção que tava cavando valas para por canos de água e jogando resto de asfalto e barro nessa área, chegaram a me cercar com picaretas e pá nas mãos, me intimidando; batendo no peito: "denuncia vai, eu quero é aparecer na televisão", dizia o chefe do grupo. Liguei pra SEMMAS e até hoje não deu em nada. Ando pensando seriamente nas palavras que me disse dia desses um porcalhão que estava com um carro, tipo pick up, parado e jogando sacos com lixo lá: "Vai reclamar pro papa!". Alguém ai tem o e-mail do santíssimo?

Francisco Teixeira Xico Branco disse...

Complementando a informação do Francisco Dias, todo o Distrito já está nas novas diretrizes de montagem eletrônicas chamada "Lead Free", livre de chumbo. Isso vem da Diretriz Europeia chamada RoHS( Restriction of Certain Hazardous Substances) e da WEEE (Waste Electrical and Electronic Equipment) , que são leis severas e pesadas de para banir os elementos químicos que ele se referiu e fazer a disposição correta do lixo por estes gerado. No Brasil, por falta de legislação, ainda estamos nessa de poluir e sair rindo dos "otários" que teimam em lutar contra esses "espertalhões". Quando atuava na área de SMT ( Surface Mount Technologie ) no PIM, dei inúmeras palestras sobre esse tema em várias empresas, mas infelizmente algumas ainda agem na contra-mão ambiental.

Eliane Sinhasique disse...

Gente, não quero defender a empresa que jogou esse lixo mas, o próprio pessoal da prefeitura ainda não sabe o que fazer com o lixo eletrônico que está sendo produzido há vários anos em Rio Branco.
Entrevistei o Gildo, quando ele era da Semsur, e abordei esse assunto pois tenho um quartinho, aqui na minha casa, com um monte de monitores, mouse, teclado, cx de som e etc. e não sei o que fazer com esse lixo...
O que ele me disse foi que, quando o lixão ficasse pronto, lá teria um local para esse tipo de lixo.
E aí? o lixão está pronto? Qual é a orientação que a prefeitura está dando para a população???
Alguém aí já viu algum anúncio que indicasse para aonde se leva esse lixo???

Andarilho disse...

Só sei de uma coisa se tivesse interesse do governo ou prefeitura da 'preservação ambiental' teriamos um projeto para tratar desse lixo altamente tóxico.
Existe atualmente, salvo engano, na USP um trabalho de coleta e seleção desse material tóxico.
Que é reciclavel, lembrando, reciclavel, que pode ser reutilizado para montar outros computadores, esses para doações e etc, afinal, não temos isso por parte do governo ou prefeitura.
Desenvolvimento sustentavel é muito mais que manter uma arvore em pé senhores

vilmar boufleuer disse...

assim é fácil: as empresas/pessoas despejam o lixo onde bem entenderem e a culpa é do governo!

pqp! vamos nos mexer! no mínimo devemos boicotar este tipo de empresa imunda!

vejo, todos os dias, gente imunda cuspindo no chão, jogando lixo da janela do carro/onibus, etc...

ademais, isto não é exclusividade do acre...