domingo, 19 de abril de 2009

DIA DO ÍNDIO



8 comentários:

Priscila Costa disse...

Índios do Acre?

=]

ALTINO MACHADO disse...

Sim, da etnia kaxinawá em Santa Rosa do Purus.

walmir.AC.lopes disse...

Que bonita Mitsubishi! Quanto custa uma?

walmir.AC.lopes disse...

Não precisa responder, Altino. Pelas imagens, o custo é altíssimo.

Armando Silva disse...

Como não tenho o seu email vai em anexo uma vergonha que esta acontecendo no jurua.

Uma vergonha, a atual crise não passa pela camara municipal de cruzeiro do sul. Os 10 vereadores aumentaram e muito os seus salário.

E isso porque só 1 vereador foi reeleito para esse novo mandato, os outros estão com muita se de R$$$$$$.


Uma vergonha, e a impresa do jurua não fala nada.

Fonte: www.vozdoacre.com


Vereadores aumentam próprio salário e revoltam a população PDF Imprimir E-mail
Decreto Legislativo que aumenta a verba indenizatória de cada vereador de Cruzeiro do Sul de R$ 1.900,00 para R$ 3.050,00 causa indignação em grande parte da população. Na prática, os dez vereadores, com sessões noturnas duas vezes por semana, têm seus salários acrescidos para R$ 7.550,00, já que os recursos majorados podem ser usados para despesas extras dos edis, que já haviam sido aumentados em dezembro. O presidente da Câmara, Gilvan de Freitas (foto) afirma que os vereadores, pelo aumento, abrem mão do 13º salário.

"Apenas atendi a solicitação dos demais vereadores, que tomaram a decisão por unanimidade, consultei o nosso contador e vi que era possível dar esse aumento. Mas para isso eles abriram mão do décimo terceiro salário no final do ano", explica o presidente da Câmara dos Vereadores, Gilvan de Freitas (PMDB).

O único remanescente da legislatura anterior, o vereador Romário Tavares (PSDB) afirma que o reajuste da verba indenizatória "é muito justo, porque a Câmara Municipal de Cruzeiro do Sul foi a última do Acre a dar esse aumento e a primeira a se reunir, antes mesmo do final do recesso parlamentar do início do ano". Ele disse ainda acreditar que "a população vai entender a situação dos vereadores".

Na opinião do líder da oposição ao prefeito Vagner Sales, Paulo Soriano (PDT), "só os parlamentares entendem das suas atividades e, além disso, os vereadores não precisam usar, todo mês, a totalidade do dinheiro (R$ 3.050,00) a que tem direito". Mas basta que o vereador justifique um gasto extra para fazer uso do recurso.

"Acho um absurdo um vereador que não trabalha quase nada receber todo esse dinheiro, enquanto isso a maioria da população passa necessidade. Muito pai de família não consegue um emprego e morre de vergonha porque não tem sequer o dinheiro para levar o pão para os seus filhos", desabafa o produtor rural Erlenilson da Costa.

Dílson Ornelas - www.vozdoacre.com/

Armando Silva disse...

Uma vergonha, a atual crise não passa pela camara municipal de cruzeiro do sul. Os 10 vereadores aumentaram e muito os seus salário.

E isso porque só 1 vereador foi reeleito para esse novo mandato, os outros estão com muita se de R$$$$$$.


Uma vergonha, e a impresa do jurua não fala nada.

Fonte: www.vozdoacre.com


Vereadores aumentam próprio salário e revoltam a população PDF Imprimir E-mail
Decreto Legislativo que aumenta a verba indenizatória de cada vereador de Cruzeiro do Sul de R$ 1.900,00 para R$ 3.050,00 causa indignação em grande parte da população. Na prática, os dez vereadores, com sessões noturnas duas vezes por semana, têm seus salários acrescidos para R$ 7.550,00, já que os recursos majorados podem ser usados para despesas extras dos edis, que já haviam sido aumentados em dezembro. O presidente da Câmara, Gilvan de Freitas (foto) afirma que os vereadores, pelo aumento, abrem mão do 13º salário.

"Apenas atendi a solicitação dos demais vereadores, que tomaram a decisão por unanimidade, consultei o nosso contador e vi que era possível dar esse aumento. Mas para isso eles abriram mão do décimo terceiro salário no final do ano", explica o presidente da Câmara dos Vereadores, Gilvan de Freitas (PMDB).

O único remanescente da legislatura anterior, o vereador Romário Tavares (PSDB) afirma que o reajuste da verba indenizatória "é muito justo, porque a Câmara Municipal de Cruzeiro do Sul foi a última do Acre a dar esse aumento e a primeira a se reunir, antes mesmo do final do recesso parlamentar do início do ano". Ele disse ainda acreditar que "a população vai entender a situação dos vereadores".

Na opinião do líder da oposição ao prefeito Vagner Sales, Paulo Soriano (PDT), "só os parlamentares entendem das suas atividades e, além disso, os vereadores não precisam usar, todo mês, a totalidade do dinheiro (R$ 3.050,00) a que tem direito". Mas basta que o vereador justifique um gasto extra para fazer uso do recurso.

"Acho um absurdo um vereador que não trabalha quase nada receber todo esse dinheiro, enquanto isso a maioria da população passa necessidade. Muito pai de família não consegue um emprego e morre de vergonha porque não tem sequer o dinheiro para levar o pão para os seus filhos", desabafa o produtor rural Erlenilson da Costa.

fonte: site abaixo


Dílson Ornelas - www.vozdoacre.com/

Brasileia Ept disse...

Belíssima foto Altino.
Que pena que muitos desses índios estão deixando sua origem como mostra a foto.
Isso e o sofrimento que muitos índios estão passando com a falta de incentivo investimento segurança a destruição da floresta aldeias ameaçadas por invasores madeireiros etc.

Leila Ferreira

Lindomar disse...

Caro Altino,

Tem muita coisa fora do eixo por essas bandas.`Primeiro os índios reclamam a falta de interesse na demarcação de suas terras e logo aparecem aqueles "entendidos" para dizer que isso é resultado da posição favorável ao povos da terra indígena Raposa Serra do Sol. Depois, sem nenhuma razão aparente, a Tribuna trá como matéria de capa que "A Funai reconhece três povos com práticas homosexuais no Acre". Por fim, o governo vai em comitiva inaugurar uma escola na terra indígena Katukina do Campinas como se construir uma escola fosse o máximo. Não menos interessante é o fato do governador escolher a terra indígena do Barão do povo Poyanawa para assinar convênios.
Fica uma pergunta perturbadora: se asituação dos povos indígenas está tão boa, porque fazer festinhas nas comunidades? porque os índios do Acre reclamam tanto se está tudo certo?
Dia 19 de abril, viva o Exército Brasileiro no Acre.

Bom trabalho

Lindomar Padilha