quinta-feira, 4 de setembro de 2008

REPRESENTANTE DA COMUNIDADE


Esqueci de registrar ontem a reportagem de Matheus Pichonelli, da Agência Folha:

"Suplente de Marina Silva (PT-AC) no Senado e sem cargo desde que a ex-ministra do Meio Ambiente voltou à Casa, o petista Sibá Machado foi nomeado, no último dia 27, conselheiro administrativo do consórcio Energia Sustentável do Brasil, que vai construir e operar a hidrelétrica de Jirau, no rio Madeira, em Rondônia.

Ele afirma que deverá receber um salário bruto de cerca de R$ 11 mil para atuar como "representante da comunidade" no conselho, que tem dez integrantes e se reúne uma vez por mês em Porto Velho (RO).

O consórcio é formado pelas empresas Suez Energy (franco-belga), Camargo Corrêa Investimentos e pelas estatais Chesf (Companhia Hidro Elétrica do São Francisco) e Eletrosul.

A construção se tornou alvo de polêmica após o consórcio anunciar que pretende mudar o local do projeto original da usina, o que ainda pode levar o empreendimento a uma disputa judicial. A idéia será analisado ainda pelo IBAMA e por duas agências reguladoras --a mudança já foi avalizada pelo TCU (Tribunal de Contas da União).

Sibá, que estava se dedicando ao seu mestrado e à campanha de Raimundo Angelim (PT) à reeleição em Rio Branco (AC), será conselheiro por dois anos.

O ex-parlamentar foi indicado pelas estatais para ser um dos dois conselheiros independentes --que não tem vínculo com as empresas-- do grupo.

Segundo o consórcio, Sibá, que é geógrafo, tem "experiência na questão socioambiental e conhecimento na área".

"Vou acompanhar de perto os trabalhos em Porto Velho. Há uma espécie de compromisso na América Latina de integração na região para infra-estrutura, transporte e energia elétrica. Se eu voltar a ser parlamentar, quero me dedicar a esse tema", disse o ex-senador, que afirmou não haver problemas no fato de assumir o posto por não ser cargo de direção.

No Senado, Sibá chegou à presidência do Conselho de Ética, em maio de 2007, durante a crise que culminou na renúncia de Renan Calheiros (PMDB-AL) como presidente da Casa. Pressionado, Sibá deixou o conselho um mês depois.

Integrou CPIs, como a do Mensalão, e presidiu uma subcomissão no Senado sobre águas, cuja metas é mapear a situação de bacias hidrográficas".

12 comentários:

Gabi Ramos disse...

Risos. Seria cômico se não fosse trágico. Como Presidente do Conselho de ética foi um verdadeiro fracasso, tomara Deus meu Deus queele seja menos pior nesse novo cargo. O que não é o tal do QI não é mesmo. Quem ler os jornais e assisti o canal da TV Senado, sabe do que estou comentando, sobre a atuação do Ex Senador.
Gabi Ramos
Cascavel - Pr

. disse...

ex-senador nao. Suplente de senador. O Dr. Julinho foi o suplente certo na epoca errada... por falar em suplente gostaria de ser suplente nessa boquinha de 11 mil

Acreucho disse...

Se ele for "Conselheiro Administrativo do Consórcio" terá que representar os interesses do Consórcio e não poderá ser "representante da comunidade". Algo nisso tudo não está bem explicado. E o salário dele é de 18 mil, pra trabalhar dois dias por semana. Tá melhor que se fosse Deputado.
Senador ele nunca foi, foi suplente e ruim. Foi presidente do Conselho de Ética porque ninguém mais queria na época do caso Renan Calheiros, jogaram a bucha pra ele.

Unknown disse...

Plagiando a brilhante leitora do blog: “tomara meu Deus tomara” que um dia algumas pessoas neste país consigam parar de achar que estão ou que são qualificadas para falar sobre o que elas supostamente pensam que sabem. Porque algumas pessoas se acham no direito de julgar a partir de idéias pré concebidas? Quem conheceu de fato Siba Machado no exercício de seu mandato? Quem se deu ao trabalho de pesquisar toda a produção legislativa do mesmo durante os cinco anos de sua atuação para poder “medir o tamanho” de seu Mandato? Sibá foi o único suplente a fazer história no Senado Federal. Querido por todos, defendeu suas convicções com coragem, trabalhando a cada dia como se fosse o último, sempre pondo à frente os interesses do povo do Acre e do Brasil. Para quem é acreano, é uma lástima não ter conhecimento das muitas ações desencadeadas no Estado a partir das iniciativas do senador. Para quem é de fora do Estado, tudo bem que faça suas análises torpes a partir de posturas político-ideológicas ou até mesmo a partir da própria ignorância da realidade. Em relação à nova função, qual o problema vislumbrado...?
Socorro Braga Dachi

ALTINO MACHADO disse...

Socorro, quem elegeu o Sibá "representante da comunidade"? Você acredita que ele defenderá a tal comunidade num projeto com tantos bilhões em jogo? Eu não acredito, sinceramente. Aliás, o Sibá nem mora em Rondônia. Ou mora? Como é que ele vai defender e representar a comunidade de lá? Antigamente, o Lula ou qualque outro petista chamaria isso de maracutaia. Lembra dessa expressão?

Tania disse...

Há um preconceito claro em tudo que se veicula aqui em relação ao Sibá.
Pode-se assumir ou não, nem importa. Na dúvida, uma consulta aos arquivos do blog pode facilmente demonstrar.
A coisa ganha proporção tal que qualquer comentário sem informação, maldoso, sem critério, não merece qualquer resposta. Ao passo que qualquer um que supostamente o “defenda” tem resposta imediata. Eu acho muito triste mesmo, porque gosto do blog e sempre digo que é um diferencial (ou procura ser) da notícia no Acre.
Até hoje há quem saiba mais do que eu, que acompanhei o dia a dia, dentro e fora dos bastidores, do que aconteceu no Conselho de Ética; há quem saiba mais de projetos e atuações, de falas e não sei mais o que... aparecem relatos fabulosos de coisas que nunca ocorreram e de outras totalmente deturpadas e descontextualizadas. Julga-se a pessoa a partir de premissas que nem se sabe quais são, não os fatos.
Sobre o assunto aqui, não vou entrar na delonga de construção de hidrelétricas nem do mérito do tal consórcio, porque em princípio não concordo com a construção dessas usinas do Madeira.
Tampouco tenho qualquer intenção de defender esse consórcio, que já entrou na disputa fazendo alterações ao projeto de construção da hidrelétrica e provocou muitas delongas.
Aliás, pra mim esse caso poderia ser de nulidade da licitação por alteração do objeto.
Por outro lado, só pra ajudar no esclarecimento do que se debate aqui: ser representante da comunidade não tem nada a ver com ser indicado por qualquer associação ou morar em Rondônia. O consórcio tem os representantes das empresas, os do governo – através dos órgãos executivos correlatos e pessoas - também indicadas pelo governo - que não estão em cargos e não são empresários. São chamados de representantes da comunidade. É um nome apenas, que nem deveria ser usado.
Do jeito que está posto aqui, fica parecendo que o Sibá burlou a forma de escolha e se deu bem, quando ele apenas foi escolhido pelas estatais, do mesmo modo que são escolhidos todos os ocupantes de cargos e funções de confiança de governos. Nem mais, nem menos.
Em suma, podemos questionar a forma de escolha para os consórcios (em geral!!), podemos questionar a construção da usina, a vitória desse consórcio na licitação, as alterações no projeto, podemos questionar a forma de escolha de pessoas para ocupar funções, até o fim das funções.... podemos questionar tudo e qualquer coisa. Todos temos direito. Mas, por certo, podemos fazer isso sem dirigir agressões à pessoa do Siba e sem insinuar coisas a partir de impressões. Acho que seria mais sensato e mais justo com ele e com os leitores.
Qualquer FATO que desabone a atuação dele ou qualquer um em uma obra dessas deve ser denunciado. Mas, fatos são fatos, e aqui não há nenhum.

ALTINO MACHADO disse...

A Tânia matou a pau. Ela diz: "São chamados de representantes da comunidade. É um nome apenas, que nem deveria ser usado". Grato pelo esclarecimento. Esses conselhos de empresas no fundo só servem para isso mesmo - mascarar a atuação de lobistas e rebatizá-los com nomes pomposos, como conselheiro, representantes da comunidade etc e tal. É a verdadeira parceria público-privada. É restrita a quem está disposto a negar o que julgava como princípios e servir ao poder em troca de um bom salário e pouco trabalho. E assim se legitima...

Unknown disse...

Acompanho sempre a TV Senado, desde muito tempo... acompanhei a passagem dessa aberração chamada sibá machado, fraco, medíocre em idéias e atos... quando o via em atuação no senado pensava: "como é que uma pessoa despreparada dessas está substituindo alguem do calibre da Marina Silva???"
O Sibá é um produto mal acabado desse nosso modelo eleitoral onde qualquer um (como ele) pode pegar carona e ganhar um mandato de senador sem seque pegar um único voto. E foi isso que aconteceu, ele por ser amigos dos vianas e da marina ganhou esse presentaço de mal beijada, e nem ao menos honrou o presente que ganhou.
Não conheço a vida pessoal do sibá, deve ser um bom pai, bom marido, pagar seus impostos. Mas conheço o Sibá Senador, fraco de idéias, fraco de posicionamento, fraco na personalidade, afroxou quando deveria ter apertado e segurado o cabresto. Ele deve ter feito muita coisa mesmo no senado como relataram as suas defensoras aí abaixo, mas as coisas que ele fez foram muito aquém do que se espera de um senador da república, tenho certeza d que se ele saisse a deputado estadual não se elegeria, pelo menos quem conhece não votaria. Vegonha no senado e agora vergonha novamente por abocanhar mais uma teta com esse cargo criado por lobista para lobista...

Acreucho disse...

Que interesses da comunidade poderá o Sibá Machado defender?
Um pseudo-ecologista, defensor da floresta, amigo de Chico Mendes e Marina Silva, teria no mínimo que estar encabeçando um piquete pra evitar a construção de obras que deverão causar desequilíbrio ecológico a longo prazo.
Socorro, se sua referência a "de fora" foi para mim, saiba que me considero mais acreano do que muitos acreanos que conheço, pois, a vinte e cinco anos "escolhi" o Acre para viver, tenho aqui filhos, netos e família.

www.blogdoacreucho.blogspot.com

Unknown disse...

Interessante essa discussão, mas infelizmente de tudo fica só um fato: as únicas pessoas que defendem a atuação do ex-suplente são as que "trabalharam" com ele. É fatos são fatos, e segue a festa no país das maravilhas.

Unknown disse...

Como era de se esperar os que se dizem defensores da verdade começam a alfinetar, isso é noticia plantada por inimigos politicos. Era de se esperar nobre colunista o minimo de zelo e respeito pelos acreanos, ou ele acha que alfinetando o Sibá Machado ele atinge somente a ele,como o colunista mesmo enfatiza "O ex senador acreano" engraçado dizer que o o Sibá foi pra Rondonia tomar os espaços dos empresarios locais pelos os empresarios acreanos.Nao concebo o pq de tão severos ataques a uma pessoa que jamaisdenegriu a imagem desse colunista, pq acompanho esses ataques desde o mandato e nunca vi nem ouvi falar de direito de resposta ou mesmo processo de calunia e defamação para este colunista vindo da parte do Sibá, talvez seja pq ele ainda tenha a honradez de acreditar nas pessoas, acreditar que por mais que tenhamos convergencias de idéias, nos limitamos no dever de respeitar as ideias dos outros, sem ataques mentirosos e caluniosos, alvez o nobre colunista nem poste essa msg, afinal a ele se restringe esse direito, porem, caro colega se tiver consciencia, bote a mao nela. Atacar covardemente quem não tem medido esforços por um Brasil e Acre melhores é de no minimo desconfiar da ideologia do colega!!!!!
Drica

Unknown disse...

Como era de se esperar os que se dizem defensores da verdade começam a alfinetar, isso é noticia plantada por inimigos politicos. Era de se esperar nobre colunista o minimo de zelo e respeito pelos acreanos, ou ele acha que alfinetando o Sibá Machado ele atinge somente a ele,como o colunista mesmo enfatiza "O ex senador acreano" engraçado dizer que o o Sibá foi pra Rondonia tomar os espaços dos empresarios locais pelos os empresarios acreanos.Nao concebo o pq de tão severos ataques a uma pessoa que jamaisdenegriu a imagem desse colunista, pq acompanho esses ataques desde o mandato e nunca vi nem ouvi falar de direito de resposta ou mesmo processo de calunia e defamação para este colunista vindo da parte do Sibá, talvez seja pq ele ainda tenha a honradez de acreditar nas pessoas, acreditar que por mais que tenhamos convergencias de idéias, nos limitamos no dever de respeitar as ideias dos outros, sem ataques mentirosos e caluniosos, alvez o nobre colunista nem poste essa msg, afinal a ele se restringe esse direito, porem, caro colega se tiver consciencia, bote a mao nela. Atacar covardemente quem não tem medido esforços por um Brasil e Acre melhores é de no minimo desconfiar da ideologia do colega!!!!!
Drica