quinta-feira, 16 de agosto de 2007

O CASO MAROMBA JÚNIOR

Ministério Público do Acre quer punir o blog por ter reproduzido foto que jovem publicou no Orkut para 67 milhões de usuários

Tive que comparecer hoje, às 8 horas, ao Juizado da Infância e Juventude para participar de uma audiência de conciliação por causa de uma representação por infração administrativa movida pelo Ministério Público do Acre. Reproduzi neste blog, em fevereiro, uma foto (veja aqui) que já estava publicada há bastante tempo na página do Orkut do jovem que usa o codinome Maromba Júnior, neto da professora Iris Célia Zannini, que preside o Conselho Estadual de Educação há mais de 20 anos.


Pois bem, a juíza Luana Cláudia de Albuquerque Campos chegou depois das 8 horas, tendo a audiência começado após as 9 horas. A escrivã disse estar autorizada pela juíza a negociar um acordo. Eu estava acompanhado do advogado Edson Carneiro, que se dispôs a atuar gratuitamente quando tomou conhecimento de que se formara no Ministério Público do Acre um complô que, neste caso, passou a envolver a instituição em benefício de relações meramente pessoais.

A audicência começou e aceitei a sugestão da escrivã para pagar uma multa de R$ 570,00 em duas parcelas. Edson Carneiro e eu assinamos o acordo. Logo em seguida a escrivã entrou numa sala e de lá saiu dizendo que a juíza não havia concordado com os termos do acordo e que decidira conduzir a audiência. Pediu que aguardássemos.

Edson Carneiro teve que se ausentar para defender outro cliente. Passava de meio-dia quando a juíza me convocou para a audiência, sem a presença do advogado. Tentei argumentar que Edson Carneiro estava a caminho, mas não teve jeito. A audiência foi iniciada. Ainda levei um carão da juíza porque atendi chamada do celular durante a audiência. Era o advogado avisando que estava chegando, tentando estacionar.

A juíza e o promotor Almir Branco tinham pressa. Recusei o acordo proposto pela promotoria - multa de R$ 700,00 e que eu removesse do blog quaisquer referências, nomes ou fotos que façam alusão à familiares ou aos pais ou responsável do adolescente. Encontrei Edson Carneiro ao sair da sala da juíza. Quando nos despedimos, recebi uma telefonema da escrivã solicitando que o advogado deveria comparecer ao juizado para também assinar minha recusa da proposta de acordo.


Meu blog tem diariamente entre 800 e 900 acessos únicos. O Orkut é uma comunidade virtual que possui 67 milhões de usuários no mundo. Foi no Orkut que Maromba Júnior publicou a foto dele montado no poeta Juvenal Antunes, cuja estátua acabou sendo parcialmente destruída durante esta semana. No Orkut, que é uma comunidade restrita a adultos (leia aqui), Maromba Júnior dizia ter 18 anos de idade. Até ser reproduzida no meu blog, a foto dele não incomodou aos seus familiares nem ao Ministério Público. E por conta de relações pessoais (vou revelar em momento mais oportuno) passei a ser o bandido da história.

Embora o Ministério Público do Acre defenda o infrator com o argumento de que o mesmo é menor de idade, a página de Maromba Júnior no Orkut continua ativa (veja aqui) e ele jamais sofreu qualquer advertência pelo que fez. Até agora não tem valido nada o meu argumento de que o jovem dizia no Orkut ter 18 anos de idade. Para o Ministério Público o que vale é que publiquei a foto de alguém que, posteriormente, achou conveniente se declarar menor de idade. Também não foi tomada nenhuma medida educativa em benefício do jovem, com base no Estatuto da Criança e do Adolescente.

Minhas esperança é que a juíza possa julgar o caso com base na contestação que o advogado Edson Carneiro apresentará no prazo de 10 dias. O tempo todo tenho me recusado a fazer acordo com aquilo que o Ministério Público tem feito até aqui supostamente em defesa da lei.

43 comentários:

Jurandir disse...

Altino, a justiça é cega. Imagine se não fosse...

Anônimo disse...

Pela cara que vir em seu Orkut nem a mãe educar mais.
As pessoas começam a serem educadas ainda quando criançae segue os passos desde a infacia, neste caso ai, sabe quando alguém já passou do tempo de ser educado e esse ai, o tão de Maromba, ai só tem o jeito dele mesmo. Agora o menino vai estudar e se forma talvez “advogadozinho, médicozinho” sei lá o que pra defender gente do tipo dele que não respeita o patrimônio publico um absurdo.
De meno porra nenhuma e como souber monta em sima do juvebal e ainda destruiu devolver o livro.
Senhora Juíza, comece a ver as duas parte quem manda ele colocar no Orkut dele que o mesmo tem 18 anos o Altino não tem cupa. Fala serio né.

Marcelo disse...

Estou com vc nessa!

Qualquer coisa passa o número da conta que é pra fazer uma vaquinha e pagar o que for preciso pra não se curvar diante desse absurdo,

abs

Anônimo disse...

Isso é a justiça do Acre? Do Brasil? Se esse país não fosse tão cheio de coisas erradas: mensalão, apagão, sanguessuga, etc. Se a justiça não tivesse tanto trabalho sério para fazer. Se o Brasil fosse a Alemanha, a Suécia ou qualquer outro país nórdico, onde o máximo de transgressão é passar um sinal vermelho. Nem assim, esse processo ridículo se justificaria.
Esse é mais um exemplo que comprova que a justiça brasileira realmente não age de maneira justa, só é cega para o pobre.
Os menores da classe média e alta brasileira podem: destruir um patrimônio histórico, bater numa empregada doméstica, queimar um índio, jogar ovos em outros seres humanos. Esses podem fazer isso tranquilos, ninguém vai gritar e se manifestar pela redução da menor idade penal.
Que sensação horrível de injustiça!
Não se dobre Altino. Neste caso, você não é de jeito nenhum o bandido. E, se eu fosse a mãe desse menino estaria morta de vergonha, pedindo mil desculpas pela sua falta de educação.
Se esse menino não tiver consciência do ato errado que cometeu, vai crescer achando que pode fazer tudo. É assim que se criam os assassinos das motoserras, que o Acre conhece tão bem.

Jonas Amado Araújo disse...

Altino,

Termos de uso do Orkut:

http://www.orkut.com/Terms.aspx

"É necessário ter 18 anos ou mais para o usar o serviço orkut.com. Ao inscrever-se no serviço orkut.com, você afirma e atesta ter 18 anos ou mais e possuir capacidade para compreender, aceitar e cumprir os presentes Termos de Serviço."

Eu farei uma denúncia ao Google sobre esse crime, pedindo que retire do ar o perfil desse mentiroso.

Falsidade ideológica? Avisa isso pro teu advogado.

"Num afina não". Como disse o companheiro ai em cima, se precisar de $$ nessa "porra" para contratar mais gente pra ajudar o seu advogado - que está de parabéns - a gente dá um jeito, é só avisar.


Abraços.

Anônimo disse...

O que o Juvenal diria dessa Juiza? Faria um verso bem "nojento" e a convidaria para uma noitada na antiga Gameleira...Sera que a Juiza iria? Acho que sim, se ela tem tempo para se dedicar a este processo proque nao teria tempo para uma noitada com o Juvenal...Quem sabe ela ainda pagaria a conta com este salario popozudo (a custo dos nossos impostos). Segura firme Altino!
Val

Editor do blog disse...

Agradeço pela solidariedade. Por causa dessa ação torpe e kafkaniana, hoje foi um dos dias mais amargos de minha vida. "Podem me prender/ Podem me bater/ Podem, até deixar-me sem comer/ Que eu não mudo de opinião". Abraço a todos e todas.

Anônimo disse...

Acho que o fato do Marobinha está cometando um crime de falsidade ideológica já seria suficiente para tirá-lo do ar. com todo esse vandalismo cometido à estátua Juvenal Antunes, também dá prá se promover uma baita campanha contra usando frases tipo assim : "Preserve o patrimônio público, não seja maromba". "Deixa de marombada rapaziada!Preserve o patrimônio público. Sabe, penso que 500 ou 700 reais não importa.A sugestão do amigo aí de cima é boa. publica o número da conta que a gente ajuda. O Diogo Mainard, seu colega de profissão ficou famoso pelos inúmeros processos contra êle por denunciar barbaridades.

Julio Neves disse...

Firme na luta, rapaz!

Saiu no Blog do Noblat, heim?!

Agora vão ter que multar o Ricardo Noblat também...

Anônimo disse...

O Marombinha pode até ficar famoso, mas a avózinha MINISTRA DA EDUCAÇÃO e a TITIA não sairão do anonimato infame. O Ministério Público perdeu a chance de provar que defende os direitos do cidadão.
Abaixo a decadência!

NILZA BELLINI disse...

Acompanho sua história de São Paulo e multiplico de todas as maneiras que posso a notícia dessa esquisitice judiciária. Graças ao seu blog, o Acre está a cada dia cada vez mais presente no noticiário nacional. Seu trabalho é um ótimo exemplo de como é possível fazer jornalismo de qualidade no Brasil. conte sempre com meu apoio.

Alcilene Cavalcante disse...

Altino, receba o apoio e a solidariedade aqui da foz do Riozão. Que absurdo. O moleque faz o vandalismo na estátua, publica no orkut e o MP quer processar você??
Qual é a relação dos familiares dele com o MP ou com a Justiça? Pelo absurdo e pelo abuso só pode ser relação pessoal ou familiar. Duvi-de-o-dó se fosse o zezinho, filho do zé das couves, estava rolando isso.

lewa disse...

será que o mp ai no acre não tem nada + importante pra fazer?
vão trabalhar, senhores,pois quem paga o seu salario somos nós. Altino, quenta firme.

Juvencio de Arruda disse...

Tenha calma. Nos recursos a malandragem cai, Altino.
Mas vá prá cima deles!

Saramar disse...

Por seu relato, já ficou claro que a "justiça" acreana se uniu para demonizá-lo.
Talvez queira que você sirva de exemplo para qualquer cidadão que respeite o patrimônio público e a lei e, assim, incomode os marombinhas deste mundo.

Sinto, meu amigo, que você, além de sofrer com a censura (que é inconstitucional), ainda tenha que viver este "dia mais amargo" da sua vida.
E tudo em nome de pessoas que estão, com esse episódio, envergonhando os cidadãos acreanos.

beijos

Mirian carvalho de Matos disse...

O Blog em momento algum teve ser retirado fora do Ar, pois é um Blog muito útil aos leitores, e também muito funcional.
Que me processem também o que falarei aqui!!!!
ORKUT É UMA PAGINA GRATUITA onde e visitado por todo o mundo. o local da fotografia tirada tambem e publico, se a familia do rapaz se sente que a privacidade do seu filho foi invadida por motivo de sua foto postada no BLOG, pq nao mandastes seu filho tirar do Orkut??
Sendo que, o que seu filho estava fazendo era Destruindo um patrimonio público, a estátua nao foi feita p ninguem subir nela, e sim como uma imagem historica do nosso acre.
EXEMPLO? o Site da Danielle Cicarelli.. pra que mais prova que essa? NADA pode perder o nosso BLOGUEIRO Altino Machado!!!!!!!!
Altino e um grande Jornalista, e faz seus trabalhos de acordo com seus direitos. Leiam o Manual do jornalista, vejam se o que ele fez foi errado?? qd o FONTE e publica o jornalista ( pode Defecar)....
Meu amigo que Deus te proteja. e que a LEI lá de cima, mande p a LEi da Terra a verdade,.. Bo anoite

Roberto CB disse...

Rapaz,

Denuncie o caso para o Conselho Nacional de Justiça, coloque essa juíza para ter que se justificar perante o órgão controlador do Judiciário.

Está mais que na hora de os juízes de primeira instância serem enquadrados dentro da lei e não mais poderam exarcebar das suas prerrogativas

Memélia disse...

Oi, Altino!
Estou com você. Se condenado, apele. Vá até à ultima instância.
Está cada dia maisinsuportável assistir, sem reação, a promiscuidade entre o público e o pessoal. Se precisar de mim, estou aqui.
Um abraço grande
Memélia Moreira

Anônimo disse...

Fica triste não amigo, pelo visto, o garoto "marombado" é "neto" da ditadura... e o povo acha que ainda manda...precisamos desmontar esse ninho.
Vá em frente!!!

Timoneiro disse...

No Acre, e no Brasil como um todo, ainda há a prática da carteirada, do "sabe com quem está falando". Felizmente essas arbitrariedades estão se tornando públicas, pela própria internet (você hoje está no NOBLAT para todo o Brasil) e vão sendo desmoralizadas, levando junto quem as pratica. Vá em frente!

Anônimo disse...

Na época do Plano Cruzado, numa certa manhã, bem cedinho, toca o interfone do meu apto. Como eu morava no primeiro andar, de frente, saí na janela para ver quem podia ser. Um sujeito olhou para cima e perguntou se era o apto tal. Confirmei. Então gritou que era oficial de justiça e e que estava ali com uma ordem de despejo. Leveu um choque. Jamais na minha atrasei o pagamento de uma conta na minha vida. Resumindo: era uma armação. O proprietário, que morava em outro Estado, queria reaver o imóvel para pode alugar por um valor bem maior. Disse-me que retirava a ação se eu topasse o aumento. Não topei. Procurei um advogado pela primeira vez na minha vida, que disse-me algo que jamais vou esquecer e talvez sirva para voce: poucas pessoas tem a sorte de conhecer o que é a justiça nesse país com tão pouca idade (eu estava na casa dos 20 na época). Esse aborrecimento mais do que será compensado no futuro, quando for ameaçado por ações judiciais. No final, ganhei em primeira instância, o proprietário recorreu, ganhei em segunda e última instância.

Anônimo disse...

Eu não faria acordo nenhum... brigue mesmo... Aliás estamos começando a sentir os malefícios da má formação educacional no judiciário...

Mauricio disse...

Cara, nao sei nem o que te dizer. Eh uma situacao totalmente absurda. Boa sorte...

Lisete disse...

Vá firme, Altino, resista, denuncie, o Brasil está de olho nesse escândalo. Fiquem alerta, os acreanos, porque esse tal tal de Maromba poderá se eleger deputado federal e ainda ganhar imunidade para "pintar e bordar" impunemente, tudo às nossas custas. Um abraço, que Deus lhe proteja dessa "corja".

Anônimo disse...

Altino,

Essa notícia está correndo o Brasil. Além das fronteiras do Acre e alheios às "relações sociais" que o transformaram em réu, em defesa daquele que efetivamente praticou o ato de vandalismo, os que tomam conhecimento dos fatos são unânimes em afirmar: Você sairá maior depois do processo. Os outros, incluindo o Ministério Público do Acre, a Justiça e demais envolvidos, inclusive o "menor" sairão menores.

Receba um abraço e a minha solidariedade.

José Daniel da Silva
Brasília-DF.
jdaniel31@hotmail.com

Anônimo disse...

A cada dia que passa a quantidade de absurdos "jurídicos" aumenta, este é somente mais um e que não vai dar em nada. Depois de ganhar esta parada inverta os papéis e processe todos os que lhe causaram estes aborrecimentos. Parabéns por não aceitar este acordo.

Edi Prado disse...

É simples: Vamos entrar com uma ação contra a avó do marombeiro, que pertence ao Conselho de Educação do Acre há 30 anos e ainda não ensinou ao neto como deve se comportar diante dos bens públicos, do patrimônio cultural do Estado? E outro processo é pelo mal exemplo que vem dando aos filhos, netos e amigos dos filhos e e netos do marombinha, com "pavulagem" e bem "espirituoso", faz posse assim, como se estivesse com vontade de sentar em algo bem sólido. Não pode publicar a foto
do neto de uma Conselheira de Educação, dando demonstração de vandalismo? Então que publique a foto dela como uma pessoa que há 30 vem dando demonstração de incompetência para o cargo que nunca deveria ser dela. São daqueles cargos hereditários, do tempo da borracha que o poder se estica para todas as áreas. Ele, o marombinha, deveria estar marombado quando deu essa "vontade" doida de sentar no colo, no pescoço, sentar. O Caso dele é sentar , relaxar e gozar no ferro duro.

MARRAPAIZ disse...

Caro Altino, vou publicar a foto do "Maromba" no meu blog. Estou contigo camarada. Maromba é uma máquina de fazer tijolos.

Anônimo disse...

Pera lá,
A juíza manteve a audiencia com um menor de idade sem a presença de um advogado??
Apenas com o representante do Ministério Público?
Ainda não deu ao "réu" o direito de defesa??
Só faltava agora condená-lo a uma sova em praça pública.
Acho que tem algo de muito estranho nesta história. Conta aí quais os "envolvimentos pessoais" da causa. Será que ela tem medo de tentar provocar o autor do blog? ou a mãe dêle?

Ricardo disse...

Com todo o devido respeito à família Cabanelas Zanini, pergunto: o quê, no contexto local de Rio Branco, é notícia, digamos, relevante?
O suposto patrimônio moral e cultural da família não foi maculado pelo jornalista. Foi o neto da Presidente do Conselho Estadual de Educação do Acre, que deu um exemplo memorável de desrespeito à educação e cultura. O jornalista apenas fez a sua obrigação, noticiou o que é notícia. No fundo, uma bobagem, pois ninguém vai morrer por causa da brincadeira do rapaz. Mas é notícia.
Viesse a douta vovó, conselheira-mor de educação e cultura do Acre, passar uma descompostura pública no netinho travesso e pedido desculpas aos acreanos pelo gesto do rapaz, pronto! O imbróglio estava resolvido. Decentemente. Teria dado o exemplo que se espera de uma autoridade pública e avó ciosa dos quilates que valorizam o patrimônio moral da família. Teria adquirido mais respeito e dignidade como pessoa e autoridade. Se fosse mais esperta, ainda que hipócrita, agradeceria ao jornalista Altino Machado. Ponto final. Em dois dias, o assunto iria para as cucuias do passado e só seria eventualmente lembrado à guisa de exemplo de dignidade e educação e de como uma família digna deve conduzir-se.
Mas a família-importante preferiu o lado mais indecente, perverso e burro para se preservar. Acabou por expor-se, comprometendo de vez a suposta solidez do patrimônio moral familiar e do próprio ícone familiar, a vovó-otoridade. De quebra, mostrou, nacionalmente, as idiossincrasias de um promotor boboca, uma juíza ridícula e uma justiça assim mesmo, grafada em caixa-baixa, a envergonhar e, pelo trágico, fazer rir, os operadores do direito do resto do país.
O sentimento de Justiça – o maior patrimônio da civilização – não pode ser comprometido de forma tão torpe. É a pior e mais tenebrosa das notícias.

Anônimo disse...

Meu amigo,num pais em que o presidente nao sabe de nada,nao ve nada,nao ouve nada,um presidente do senado que,mesmo provado todos os seus oportunismos,nao larga a cadeira, deputados que roubam,assinam e dizem que nada tem a ver, e outras coisas mais,juiz e desembargador vendendo sentença , voce esperava o que? Nos somos os otarios.
Campo Grande MS

Anônimo disse...

Ricardo, tou com você e não abro.
Mas, com relação à vovó do netinho, não é tão fácil não. É dela que parte a não fiscalização das escolinhas de fazer abestados, a desmoralização do ensino gratuito e o fortalecimento do pago. É nociva e faz o que quer, e é legitimadora do poder econômico. Está sentada na poltroninha que a ditadura lhe presenteou. Tem mais de 40 anos que, com uma voz fanhosa e chata, engana a juventude e os governantes, amarrada ao osso do Conselho Estadual de Educação. E ganha jeton para isso.
Deus é generoso e lhe presenteia com um Marombosta que anda e caga para quem quiser.
Aline ( Professora ).

cidão disse...

o moleque devia ser processado por mentir: ele nem é marombado! é gordo mesmo.

Anônimo disse...

Nao ha como processar essa juiza por danos morais?

monica montenegro disse...

O mais louco disso tudo é a família se preocupar com a imagem do mocinho, e não com o ato cometido pela criança... É por essas e outras que temos ovos atirados pelas janelas, agressões a empregadas em pontos de ônibus e afins. Afinal, são só travessuras, né?
Força, Altino!
Forte abraço,
Mônica

Anônimo disse...

Definitivamente deu a louca na sociedade humana,todos querendo a cabeça de todos. a torre de Babel está posta. Não pensei que viveria para assistir o apocalipse.É que ainda tem muita máscara prá cair. Eu portanto que já andei os quatro canto do mundo vou me refugir numa praia isolada, só mar e céu, céu e mar.

João Bosco disse...

Tomei conhecimento do ocorrido pelo blog da Saramar.
Situação bem estranha esta que você está vivendo.
Será que a avó, acredita que agindo assim, colocará o neto no caminho certo?
Ela terá mais problemas no futuro, escondendo o sol com uma peneira.

Daniel disse...

q familia maluka essa!!! eu heim....to fora....mlk besta

Marcelo disse...

Altino

Há anos - melhor dizendo, mais de uma década - que não nos vemos nem nos falamos. Aqui do Rio, ao saber desta história maluca, quero prestar toda minha solidariedade a você. Vá em frente. um grande abraço
Marcelo Auler (RJ)

Editor do blog disse...

Marcelo Auler do time de bons repórteres do jornalismo brasileiro. Saudade de nossas aventuras no Acre, especialmente em Xapuri. Um abraço

Daladier Lima disse...

Repliquei no meu blog, vi no de Josias de Souza. Se era repercussão, já foi! Parabéns!

"O Encrenqueiro" disse...

Caro colega, eu pensava que neste país, os maus exemplos de pessoas de posses ou alguém de influência na sociedade, arrogarem-se de mais direitos do que outros, tinha se acabado. Parecia-nos que os exemplos dos "juizes Lalaus" já eram suficientes, mais o que vemos é que tudo está na mesma.

As pessoas desta família, deveriam se envergonhar por estar criando um mentiroso e uma pessoa que não tem o menor respeito, nem que seja ao nome de pessoas importantes para o estado do Acre e para o Brasil.

Somos-lhe solidário, já que como Blogueiros, estamos sujeitos aos mesmos problemas, e viemos a ser alertado atravéz do blog interessante do daladier.blogspot.com, que também tem muita coisa interessante. Estarei adicionando este assunto no blog do oencrenqueiro.blogspot.com.

Um Abraço.

Anônimo disse...

TEM que haver uma resolução judicial a respeito deste maromba SIM. Mas enquanto isso, porque vc não entra no álbum de fotos dele e clica em "denunciar abuso"...? O perfil dele será excluído. Simples assim. E isso é bem chato, porque ele tem 997 amigos... ele pode criar outro perfil, mas vai dar trabalho ....